Mães de motoboys assassinados se encontram em missa em São Paulo

Família de Alexandre dos Santos, morto na semana passada, fez celebração de sétimo dia

A mãe do motoboy Alexandre Menezes dos Santos, de 23 anos, morto há uma semana espancado por policiais, recebeu o apoio da mãe de outra vítima da violência policial, Eduardo Luís Pinheiro dos Santos, de 30 anos. O encontro aconteceu na celebração da missa de sétimo dia, na sexta-feira (14), em São Paulo.

Na quinta-feira (13), o governador Alberto Goldman assinou um decreto que autoriza a indenização à família de Alexandre. Em 30 dias, uma comissão formada por procuradores do Estado deve definir o valor da indenização. A criação do grupo foi publicada no Diário Oficial de sexta-feira (14).

Como narra a mãe do motoboy, Maria Aparecida Cosmo Oliveira, Santos saiu da pizzaria onde trabalha às 2h e foi se encontrar com o tio em um bar. No caminho, viu uma ronda policial e tentou desviar, pois estava sua motocicleta estava sem as placas.

Os policiais militares conseguiram abordar o jovem quando ele estava na frente da casa da mãe. Houve uma discussão e, segundo Maria Aparecida, os soldados começaram a bater no filho. A família afirma que ele teve o pescoço quebrado pelos soldados e chegou ao Hospital Sabóia já morto.

Morto dentro do batalhão

No dia 9 de abril, Eduardo Luis Pinheiro dos Santos discutia o sumiço de uma bicicleta com outros três rapazes em uma avenida da zona norte de São Paulo, quando o grupo foi abordado pela polícia, que levou os quatro presos.

Na 1ª Companhia do 9º Batalhão, o motoboy teria sido torturado e espancado. O rapaz foi encontrado a quilômetros do Batalhão e levado a um hospital, mas não resistiu. Onze PMs estão sendo investigados pela corregedoria.

 

Fonte: R7

+ sobre o tema

“O Brasil é um país racista” diz o árbitro Márcio Chagas

O árbitro Márcio Chagas, durante a entrevista. Foto: Marília...

Ex-aluno do Porto Seguro pede apoio da Alemanha após racismo

Um ex-aluno do Colégio Visconde de Porto Seguro em...

Pesquisa mostra evolução de percentual de pessoas negras na magistratura

O percentual de pessoas negras que ingressaram na carreira...

Lazio é punida em R$ 18,3 mil por racismo

Torcida entoou cânticos ofensivos a atletas da Inter de...

para lembrar

Jovens indenizarão garota de programa por atacá-la com extintor

Na madrugada de 4 de novembro de 2007, Luciano...

Depoimento: Fechar as portas é obsceno e mostra histeria do urbanóide acuado

Por: BARBARA GANCIACOLUNISTA DA FOLHA O deprimente espetáculo que...

Não votar em Bolsonaro: para os negros uma questão de amor próprio

A fala do capitão Jair Bolsonaro, candidato do PSL,...

Movimento Negro vai ao MEC para discutir ações afirmativas

A secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e...
spot_imgspot_img

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...

Uma pessoa negra foi morta a cada 12 minutos ao longo de 11 anos no Brasil

Uma pessoa negra foi vítima de homicídio a cada 12 minutos no Brasil, do início de janeiro de 2012 até o fim de 2022....

Como as mexicanas descriminalizaram o aborto

Em junho de 2004, María, uma jovem surda-muda de 19 anos, foi estuprada pelo tio em Oaxaca, no México, e engravidou. Ela decidiu interromper...
-+=