Novembro Negro tem programação de resistência e enfrentamento ao racismo em Uberaba

Começa a programação da campanha Novembro Negro em Uberaba. O mês é marcado pelas reflexões em torno do Dia da Consciência Negra

por JM Online

Carmem Amâncio, coordenadora de Políticas de Igualdade Racial da FCU, diz que o momento não é necessariamente de comemoração, mas de reflexão – Imagem: JM Online

Começa a programação da campanha Novembro Negro em Uberaba. O mês de novembro é marcado pelas reflexões em torno do Dia da Consciência Negra (20), data que simboliza a morte de Zumbi dos Palmares. No mês busca-se pensar questões sobre a população negra e as diversas formas de resistência e enfrentamento ao racismo. Pensando nisso, a Fundação Cultural e parceiros elaboraram programação com diversas atividades em alusão ao tema.

De acordo com a coordenadora de Políticas de Igualdade Racial da FCU, Carmem Amâncio, a simbologia da data, em memória de Zumbi dos Palmares, não é necessariamente uma festa de comemoração, mas sim com o intuito de resgatar a memória da luta de Zumbi, fazendo assim uma reflexão de diversas questões relacionadas ao negro, como o mercado de trabalho, as universidades, enfim, o avanço da luta do povo negro. “Vamos desenvolver várias atividades durante este mês, que começam nesta semana e seguem até 30 de novembro. Já começamos com uma roda de conversa nas escolas, que trata sobre o tema racismo com alunos dos 6º e 7º anos. Vamos realizar também palestras nas escolas sobre a doença anemia falciforme. Além disso, vamos promover ao longo do mês um sarau com apresentações, exposições de artesanato e uma feira”, explica.

Já em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, será realizada uma caminhada com o tema “A contribuição do Negro na Sociedade Brasileira, e as mulheres negras”. A concentração será às 10h, no Mercado Municipal, e o grupo seguirá em passeata até o Santuário de Nossa Senhora da Abadia, onde vai acontecer, às 12h, um culto ecumênico. Às 13h acontece uma batucada, com a participação de terreiros de umbanda e candomblé e demais religiões que estiverem presentes.

A programação segue mesmo depois do Dia da Consciência Negra. Em 23 de novembro será realizada palestra sobre a Lei Federal 10.639/2003, que exige que escolas públicas e particulares tenham o ensino afro. Segundo Carmem, inclusive o município já vem fazendo esse trabalho entre FCU e Secretaria de Educação. Para fechar a programação, em 30 de novembro acontece a Missa dos Quilombos, no pátio da igreja São Domingos, às 19h.

+ sobre o tema

Shopping Praça da Moça traz a exposição “Black Power”

Mostra reúne 40 peças inspiradas nas bonecas abayomi*, sem...

Rio de Jeneiro: O Rappa

O Rappa volta a se apresentar na Fundição Progresso,...

Juízes negros se reúnem para discutir baixa representatividade

Juízes negros de várias regiões do país se reuniram...

Projeto de lei de Romário irrita rappers

Deputado propõe texto que regulamenta profissões ligadas ao hip-hop...

para lembrar

Cais do Valongo é reconhecido como Patrimônio Mundial Cultural

O Cais do Valongo conquistou neste domingo o título...

CUIR- Filme e Experimento- América Latina

Em junho, uma pauta social relevante ganha especial projeção...

Africanos em condições sub-humanas são encontrados em Criciúma

Após uma denúncia, a Defesa Civil de Criciúma, no...
spot_imgspot_img

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=