terça-feira, dezembro 1, 2020

    Resultados da pesquisa por 'sul-africanos'

    copa-do-mundo-1

    Alemães e sul-africanos passam experiências da Copa a Cuiabá

    Cuiabá recebe, nesta quinta-feira (23), profissionais diretamente ligados à organização e execução das Copas do Mundo de Futebol de 2006 e de 2010, da Eurocopa de 2004 e da Olimpíada de 2012, a ser realizada em Londres (Inglaterra). Dois alemães, dois sul-africanos, um inglês e um português serão os palestrantes do Seminário Internacional Copa 2014: Oportunidades e Legados para Mato Grosso, a ser realizado no Centro de Eventos do Pantanal, entre oito da manhã e seis da tarde. O evento é realizado pelo Sebrae/MT em parceria com a Agecopa. Os alemães Erwin Saile e Julia Birkmann vão falar sobre a experiência de Kaiserslautern como uma das cidades sede da Copa de 2006. Ele é executivo da empresa que administra o estádio enquanto ela é gerente de turismo do município e foi membro do comitê da FIFA. As experiências da Copa da África do Sul serão relatadas por Brett Dungan (Associação ...

    Leia mais
    video-racista-africa-do-sul-Free-State

    Estudantes sul-africanos autores de vídeo racista são condenados a pagar multa

    "É uma mensagem forte para todos os que podem ser tentados a cometer delitos similares", declarou na audiência o juiz Mziwonke Hinxa.Bloemfontein - Um tribunal sul-africano condenou, nesta sexta-feira (30), quatro antigos estudantes brancos, autores de um vídeo racista, a pagar uma multa de 20.000 rands (2.700 dólares) cada um, ou cumprir 12 meses de prisão."É uma mensagem forte para todos os que podem ser tentados a cometer delitos similares", declarou na audiência o juiz Mziwonke Hinxa que autorizou o pagamento desta multa em várias prestações até finais de Setembro.O tribunal de Bloemfontein (centro) julgou-os culpados terça-feira por terem praticado danos à dignidade de cinco empregados negros da sua antiga universidade. Os quatro homens declararam-se culpados e o ministério público requeriu quarta-feira uma multa de cerca de 2.000 dólares.Johnny Roberts, Schalk Van der Merwe, RC Malherbe e Danie Grobler realizaram em 2007, enquanto ainda estudantes em Bloemfontein, um filme amador ...

    Leia mais

    Sul-africanos vão torcer contra a Holanda

    Os sul-africanos, que não são descendentes de holandeses, não fazem questão de esconder. Vão torcer pela Espanha, domingo, na final da Copa do Mundo de 2010, no estádio Soccer City, em Johannesburgo. Tudo pelo histórico da colonização holandesa no país, que começou em 1652, com Jan van Riebeck. O médico foi designado pela Companhia das Índias Orientais para fundar uma base no Cabo da Boa Esperança, ao sul do continente africano. Riebeck jamais teve contato com os nativos da região, sempre se negou a aprender a língua local e mandou que uma cerca fosse levantada em volta de sua casa para separá-lo dos empregados, os quais chamava de cães negros, imbecis e fedorentos. Muitos datam esta atitude como o início do apartheid na África do Sul. No jogo semifinal entre Holanda e Uruguai, a maioria "laranja" na Cidade do Cabo foi devido ao grande número de imigrantes. Mas o apoio ...

    Leia mais
    africa-apartheid

    Sul-africanos lembram luta contra apartheid em feriado nacional

    Centenas de pessoas reuniram-se hoje (16) no bairro de Soweto, para relembrar a luta de jovens sul-africanos contra o apartheid, em um dos feriados mais importantes do calendário nacional, o Dia da Juventude.   Foram lembrados aqueles que arriscaram a vida no combate ao regime, como Hector Pieterson, jovem de 12 anos, morto por policiais ao participar de uma manifestação em protesto contra o ensino do africâner nas escolas do país.   Semelhante ao alemão, o africâner era falado por imigrantes brancos que colonizaram a África do Sul. O seu aprendizado era imposto à população sul-africana, o que acabou gerando uma série de protestos de estudantes do país na década de 70.   Pieterson morreu durante um desses protestos. Em 16 de junho de 1976, ele foi a primeira vítima de uma série ações policiais de repressão em Soweto. Além dele, morreram cerca de mil pessoas, quase todos negros.   ...

    Leia mais
    Reprodução/youtube

    Racistas sul-africanos: parceiros incômodos

    Fonte: Alô Escola - TV Cultura Reprodução/youtube Para os Estados Unidos, no início dos anos 80 a situação da África do Sul era incômoda. De um lado, Washington tinha o apoio do exército sul-africano na luta contra os comunistas em toda a região. De outro lado, o apartheid provocava indignação cada vez maior em todo o mundo, tornando difícil a manutenção do apoio ao regime racista. Do ponto de vista dos capitalistas, o apartheid não era um regime interessante, porque limitava o acesso da população negra ao mercado de consumo. Além disso, o Partido Comunista sul-africano também lutava contra o racismo, o que poderia levar a uma aproximação entre o partido e o Congresso Nacional Africano. Em 1984, a lei marcial foi estabelecida numa tentativa de conter a revolta popular contra o apartheid. A economia do país entrou em crise, por causa das sanções internacionais adotadas ...

    Leia mais
    A novela Windeck, de Angola, exibida e reprisada aqui na TV Brasil entre 2014 e 2016, fez sucesso até na Europa com um retrato particular da sociedade e da cultura africanas (Imagem: Divulgação/Windeck/Semba Comunicação)

    TV não deve mostrar só lado exótico da África, diz escritora

    Um estrangeiro que sintonizar qualquer canal de televisão brasileiro jamais terá a noção de que os negros compõem 56% da população do País. Pretos e pardos estão sub-representados no mais influente veículo de comunicação de massa. Não há proporcionalidade sequer no gênero mais popular de entretenimento, a novela. Em quase 70 anos de teledramaturgia, poucos folhetins tiveram um negro no papel principal. Podemos citar Xica da Silva (TV Manchete, 1996-1997), Da Cor do Pecado (Globo, 2004) e Viver a Vida (Globo, 2009-201), as três protagonizadas por Taís Araújo. A mestre e doutora em Literatura de Língua Portuguesa Avani Souza Silva, autora de A África Recontada para Crianças (Editora Martin Claret), identifica evolução na visibilidade do negro na TV, mas critica a maneira limitada como a África é mostrada em telejornais e programas de reportagem. Afinal, aquele continente é muito mais do que a imagem de animais selvagens na savana. [caption ...

    Leia mais
    Zozibini Tunzi: 'Eu cresci num mundo em que uma mulher com a minha pele, a minha aparência e o meu cabelo não era considerada bonita. Quero que as crianças enxerguem o reflexo dos seus rostos no meu' Foto: Arte de Clara Brandão sobre foto de AFP

    Vidas negras importam: Miss Universo apoia movimento Black Lives Matter e luta antirracista

    Quando Zozibini Tunzi participou das manifestações do movimento Black Lives Matter em Nova York, a Miss Universo tinha em mente quantos jovens negros em seu país natal, a África do Sul, morreram lutando pela mesma causa há 44 anos. - Os estudantes sul-africanos protestavam contra o racismo sistêmico - diz Tunzi, de 26 anos, lembrando da manifestação em Soweto, quando dezenas de milhares de estudantes se uniram contra o apartheid que segregava e controlava a maioria negra. - Muitos anos depois, isso ainda acontece, não apenas na Àfrica do Sul, mas em todo o mundo - diz a Miss Universo, que passa em Nova York o ano de seu reinado no mais importante concurso de beleza do mundo. Uma das poucas mulheres negras a ganhar o título, Tunzi planejava usar a influência do posto para desafiar o racismo, a desigualdade e as percepções de beleza - isso ainda antes do ...

    Leia mais
    Pessoas deitam no chão em protesto contra a violência policial, no Rio de Janeiro (Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

    Discurso da ‘passividade’ do negro brasileiro é artimanha de ideologia racista

    Quando Ta-Nehisi Coates, autor do livro "Entre o Mundo e Eu” (ed. Objetiva), decidiu imigrar para a França com o objetivo de escapar à polêmica que seu livro tinha provocado nos Estados Unidos por confrontar o racismo de maneira muito direta, ele estava longe de suspeitar que se depararia com outra forma de racismo, menos evidente, mas igualmente devastadora. Ao ser entrevistado por uma dezena de jornais franceses, além de emissoras de rádios e televisão, Coates percebeu que havia pouca diversidade entre os jornalistas que os meios de comunicação enviavam para entrevistá-lo, o que o levou a perguntar a uma jornalista se na França não havia jornalistas negros ou de origem árabe. A jornalista não encontrou uma resposta. O que esta história nos revela é que o racismo se manifesta de maneira diferente a depender do contexto social de cada país. Ainda que seja um fenômeno mundial atrelado à formação ...

    Leia mais
    Foto: GCIS

    As lições que África do Sul pode dar ao Brasil na crise do coronavírus

    Desde o início da pandemia, a África do Sul vem se destacando pelo rigor adotado nas políticas de enfrentamento ao coronavírus. Menos de um mês após o primeiro registro da doença no país, que ocorreu em 05/03, o governo decretou estado de desastre nacional, com um severo lockdown que iniciou em 26/03. Agora, após dois meses do fechamento total do país, os sul-africanos se preparam para retomar sua rotina. A partir de 1/6, a África do Sul passa para o estágio 3 do confinamento e quase todas as atividades serão reabertas. Enquanto isso, o Brasil se aproxima cada vez mais da posição de epicentro da pandemia. Mas o que explica que países com tanta similaridade socioeconômica apresentem números tão diferentes com relação ao coronavírus? Até esta quinta-feira (28/05) a África do Sul registrou 27.610 casos com 580 mortes por Covid-19, enquanto o Brasil tem 418.608 casos com 25.935 mortes. Quando ...

    Leia mais

    Geledés-Instituto da Mulher Negra lança campanha contra genocídio

    Em 21 de março de 1960, mais de 20 mil sul-africanos protestavam pacificamente contra a Lei de Passe, instaurada pelo regime segregacionista apartheid e que determinava a obrigatoriedade de negros portarem uma caderneta (um instrumento de controle estatal) na qual constava onde eles poderiam ir, a cor, a etnia e a profissão. Nesta data, a manifestação pacífica em Shaperville, província de Gautung, terminou em uma violenta repressão pelo Estado sul-africano que matou 69 pessoas e feriu 189. Em 1966, em memória às vítimas do massacre, a ONU determinou o 21 de março como o Dia Internacional contra a Discriminação Racial.  Geledés - Instituto da Mulher Negra em memória ao Dia Internacional de Discriminação Racial lança sua campanha de combate ao genocídio da juventude negra #Memóriatemcor, para sensibilizar o País contra a “naturalização” da matança de jovens negros. É um alerta máximo, um chamado para que brasileiras e brasileiros, independente de ...

    Leia mais
    Phill Magakoe / AFP

    De volta à África do Sul, Miss Universo inspira jovens mulheres negras

    Zozibini Tunzi foi recebida por uma centena de fãs em Johannesburgo e falou da importância da emancipação das mulheres Da AFP, no O Globo Miss Universo, Zozibini Tunzi, volta à África do Sul após coroação  (Phill Magakoe / AFP) Seu cabelo curto e crespo e seu discurso feminista causam uma boa impressão na África do Sul. Centenas de jovens fãs aplaudiram a nova Miss Universo nesta quinta-feira, em seu retorno ao país pela primeira vez depois de sua coroação. Usando brincos azuis e um vestido com estampas africanas, Zozibini Tunzi cumprimentou os fãs sorrindo do alto de um ônibus turístico que passeou pelas ruas de Joanesburgo. — Ela aceita e até venera seus cabelos naturais. Queremos que nossas filhas façam o mesmo — explica a cabeleireira Millicent Manyike, 28 anos, que veio a admirar a jovem, coroada em dezembro nos Estados Unidos. — É importante para ...

    Leia mais
    Pixabay

    Conheça dezenove fontes de informação seguras sobre África e africanidades

    As fontes de informação, de diversas instituições pelo mundo, reunem centenas de milhares de publicações, a maioria das quais avaliadas por especialistas da área No Biblioo Pixabay Pesquisadores da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) realizaram um estudo que resultou na elaborado um guia com dezenove fontes de informação especializada em África e africanidades. O resultado dessa pesquisa foi publicada recentemente na Revista do Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), chamada “Ponto de Acesso”. Wellington Marçal, Angerlânia Rezende, que são docentes da UNIR, e Gracielle Mendonça, bibliotecária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), fizeram o levantamento das fontes na literatura nacional e internacional da ciência da informação utilizando motores de busca para a identificação de sites e/ou instituições produtoras ou responsáveis por tais fontes. Além disso, os pesquisadores obtiveram informações sobre este tipo de ferramenta através do contato com outros estudiosos ...

    Leia mais
    O Presidente angolano João Lourenço

    África: Quatro líderes e os seus desafios para 2020

    Quatro líderes africanos foram, recentemente, celebrados como inovadores. Mas as esperanças de mudança neles depositadas não se concretizaram. Farão eles justiça à sua reputação em 2020? Por Martina Schwikowski, do DW O Presidente angolano João Lourenço Os quatro líderes africanos João Lourenço (Angola), o primeiro-ministro Abiy Ahmed (Etiópia), Cyril Ramaphosa (África do Sul) e Emmerson Mnangagwa (Zimbabué) têm algo em comum: quando chegaram ao poder, foram muito celebrados como possíveis reformadores de sistemas caducos. Mas as esperança não se concretizaram e os líderes estão agora sob enorme pressão para passar à acção. O ano de 2020 será para eles a prova dos nove. O Presidente de Angola, João Lourenço, fez algumas mudanças positivas na política nacional desde a sua eleição, em 2017. Mas as expectativas neste país da África austral são muito altas: "O próximo ano tem que ser o primeiro em que o Produto Interno ...

    Leia mais
    Genocídio do povo negro (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

    ‘Solidariedade Negra Transnacional’ de Comitê Afro-Brasileiro Da Rede Nacional dos Estados Unidos para Democracia no Brasil

    O Comitê Afro-Brasileiro da United States Network for Democracy in Brazil (USNDB) manifesta a sua indignação transnacional com a crescente violação dos direitos humanos no Brasil, em especial quanto à morte recente de Agatha Felix, uma menina de oito anos baleada e morta pela polícia do Rio de Janeiro. Cinquenta e quatro porcento da população brasileira é afrodescendente. Apesar do tamanho dessa população, as suas vidas estão sob ameaça. Estamos preocupados principalmente com os seguintes assuntos: o Pacote Anticrime, a aprovação de legislação autorizando a coleta de DNA de pessoas acusadas de crimes, e o Acordo de Alcântara.  Enviado para o Portal Geledés  Genocídio do povo negro (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil) Nossa primeira preocupação é com a violência policial e com as execuções de afro-brasileiros. De janeiro a agosto de 2019, no estado do Rio de Janeiro, mais de 1200 pessoas foram mortas pela polícia e ...

    Leia mais
    (Foto: Reprodução/ Twitter)

    Luna, la negra

    O Brasília Shopping fica no centro da cidade, mais precisamente na ala norte do Eixo Monumental, e é imponente como um monumento. Por  Lelê Teles enviado para o Portal Geledés  Reprodução/ Twitter seu desenho, moderno e arrojado, combina harmoniosamente com o conjunto arquitetônico da capital: tem uma forma ousadamente ovalada e sinuosa; quase sensual. a fachada de vidros espelha o lindo céu da cidade. estamos na primavera, lá fora há canto de cigarras por todos os cantos. o edifício tem três andares de lojas, o restante é ocupado por profissionais liberais: publicitários, médicos, advogados, dentistas, psicólogos e afins. no térreo há um Piano Bar e é pra lá que vamos agora. mas, antes, permita-me uma digressão, durante anos eu era o único jovem negro naquela selva, pelo menos o único a não utilizar o elevador de serviço. foi ali que ganhei meus primeiros prêmios como redator, ...

    Leia mais
    Imagem por Matri-Archi(tecture), 2019

    Urbanismo afro-futurista de Wakanda: um ecossistema de estruturas BIM para nômades urbanos

    A segunda era das máquinas, violência baseada em gênero, sul global, cidades em desenvolvimento, infraestrutura precária, influxo, digitalização, sustentabilidade, afro-futurismo? Continuamos ouvindo as palavras da moda repetidas vezes, mas o que tudo isso significa? Como essas noções se cruzam espacialmente em resposta às necessidades do desenvolvimento das cidades? As cidades são como ecossistemas, coletivamente dependentes do ambiente circundante. Quanto maiores e mais complexas elas se tornam, maiores são as pressões e repercussões, a saber: crescimento populacional, expansão urbana e escassez de recursos físicos. Por Khensani de Klerk, Solange Mbanefo, no Arch Daily Imagem por Matri-Archi(tecture), 2019 As cidades representam uma especialização das funções humanas que evoluíram de assentamentos para aldeias, aldeias para vilas, vilas para cidades e agora cidades para megacidades. Pode-se dizer que essa tendência exponencial da vida comunitária em larga escala desencorajou a coerência social entre as partes urbanas interessadas, palpável nas crises de ...

    Leia mais
    Presidente Cyril Ramaphosa. (Foto: Thierry Monasse, Getty)

    África do Sul envia missão a países africanos após onda de violência xenófoba

    O Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, enviou uma missão a sete países africanos para entregar mensagens de solidariedade devido à vaga de violência xenófoba no país, anunciou hoje a presidência da República. No Sapo Notícias Presidente Cyril Ramaphosa. (Foto: Thierry Monasse, Getty) A missão, composta pelo ex-ministro da energia Jeff Radebe, o embaixador Kingsley Mmabolo e o veterano do partido no poder Khulu Mbatha, visitará Nigéria, Níger, Gana, Senegal, Tanzânia, República Democrática do Congo e Zâmbia, refere a presidência sul-africana em comunicado divulgado hoje na página oficial de internet. Moçambique e Portugal, cujas diásporas na África do Sul foram também afetadas pela violência xenófoba, não são mencionados no comunicado presidencial como parte do itinerário dos enviados especiais nomeados pelo chefe de Estado sul-africano. O comunicado adianta que os enviados especiais partiram da África do Sul no sábado "para entregar mensagens de solidariedade a vários ...

    Leia mais
    Mulher nigeriana se prepara para embarcar para a Nigéria após ataques xenofóbicos na África do Sul
Imagem: Reuters

    Nigerianos que fogem da violência na África do Sul começam a deixar o país

    O primeiro dos voos programados para repatriar os 640 nigerianos residentes na África do Sul que pediram para deixar o país querendo fugir dos ataques xenofóbicos ocorridos nos últimos dias, decolou hoje de Johanesburgo com destino a Lagos, na Nigéria No UOL Mulher nigeriana se prepara para embarcar para a Nigéria após ataques xenofóbicos na África do SulImagem: Reuters Este primeiro avião, que deixou o Aeroporto Internacional Oliver Tambo com várias horas de atraso devido a problemas com a documentação de alguns dos passageiros, decolou com 317 pessoas, confirmou o ministro das Relações Exteriores nigeriano, Geoffrey Onyeama, em sua conta do Twitter. As operações de repatriamento continuarão nos próximos dias, até a saída dos 640 imigrantes nigerianos que tenham informado ao consulado de seu país suas intenções de deixar a África do Sul. Os voos são gratuitos graças a uma iniciativa da empresa privada nigeriana Air ...

    Leia mais
    Manifestante exibe cartaz que homenageia estudante estuprada e morta ao buscar uma encomenda no correio. Passeata na Cidade do Cabo pede fim da violência contra a mulher na África do Sul — Foto: AP Photo

    Assassinatos de mulheres na África do Sul causam protestos e impõem pressão ao governo

    Estupro seguido de morte de estudante que buscava uma encomenda no correio foi um dos estopins para os protestos. Presidente sul-africano promete medidas. Do G1 Manifestante exibe cartaz que homenageia estudante estuprada e morta ao buscar uma encomenda no correio. Passeata na Cidade do Cabo pede fim da violência contra a mulher na África do Sul — Foto: AP Photo Dois recentes feminicídios levaram milhares de manifestantes às ruas da Cidade do Cabo para exigir o fim da violência contra a mulher na África do Sul. Os protestos impuseram pressão no presidente sul-africano, que prometeu medidas para conter o problema no país (leia quais são as medidas mais adiante). Um dos casos recentes foi a morte de Uyinene Mrwetyana, de 19 anos, que chocou a opinião pública sul-africana. A jovem foi estuprada e assassinada em uma agência de correio por um funcionário ao buscar uma correspondência, ...

    Leia mais

    SADC destaca figura de Mandela

    Em reconhecimento à contribuição de Nelson Mandela à cultura da paz e à liberdade dos povos, o secretário-executivo da Comunidade de Desenvolvimento dos Países da África Austral (SADC), Stergomena L. Tax, destacou on-tem, em comunicado, o papel de Nelson Mandela “Madiba” na concretização da paz, liberdade e justiça social na África do Sul e na consolidação da democracia no continente e no mundo. Por Victor Silva | Caetano Júnior, Do Jornal de Angola  (Media24/Gallo Images/Getty Images) Stargomena Tax disse que Nelson Mandela representa o símbolo da democracia e liberdade não só para o povo da África do Sul, mas também da região Austral do continente e do mundo. “Passados 10 anos, o mundo continua a reafirmar o compromisso de honrar e homenagear o homem que tudo fez para a libertação do seu povo e pela paz no mundo”, lê-se no comunicado. O 18 de Julho marca ...

    Leia mais
    Página 2 de 13 1 2 3 13

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist