Policiais da UPP realizam parto em calçada

Após supostamente não ser atendida em hospital municipal, policiais da UPP Mangueira foram chamados para socorrer Leilane Nascimento, que estava em trabalho de parto. Ao chegarem no local, os soldados perceberam que não teriam tempo e que deveriam realizar o parto naquele momento: “A menina já estava nascendo e decidimos fazer o parto no local. Foi tudo muito rápido. Deitamos a mãe no chão e, em seguida, a criança saiu em meus braços”

 Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Mangueira, realizaram, no último sábado, 19, o parto da filha de Leilane Nascimento na calçada do Hospital municipal Barata Ribeiro, também na Mangueira. Segundo informações do jornal Extra, os policiais foram chamados para socorrer Leilane após supostamente não ter sido atendida no Barata Ribeiro. Chegando ao local, os soldados Lucas Costa e Marcondes Souza  perceberam que não haveria tempo, optando por realizar o parto ali mesmo, na calçada: “Agimos com precisão de acordo com o que aprendemos. A menina já estava nascendo e decidimos fazer o parto no local. Foi tudo muito rápido. Deitamos a mãe no chão e, em seguida, a criança saiu em meus braços”, comentou o soldado Lucas em matéria publicada pela Imprensa Oficial.

Após o parto, Leilane e a filha foram encaminhadas ao Hospital-maternidade Fernando Magalhães, em São Cristóvão. Em nota, a Secretaria municipal de Saúde lamentou o fato e afirmou que irá apurar o caso. A direção do Hospital Municipal Barata Ribeiro informou que todas as providências serão tomadas. Apesar do informe da direção do Hospital Barata Ribeira, a Secretaria Municipal de Saúde informou que ele é referência em ortopedia e cirurgias plástica, não possuindo emergência e médicos obstetras.

A recém-nascida, registrada como Kemellyn, foi, junto aos pais, conhecer os soldados que fizeram seu parto. O encontro aconteceu na sede da UPP da Mangueira: “Foi Deus quem enviou os policiais para me ajudar. Fiquei preocupada na hora do parto porque estava tendo minha filha na rua. Mas deu tudo certo e estamos bem”, afirmou Leilane.

Fonte: Brasil 247

+ sobre o tema

Estudo indica que DSTs atingem mais os homens negros no Brasil

Fonte: Diário de Pernambuco - O total de homens negros...

Dennis de Oliveira: O plebiscito, os médicos e a contradição entre Casa Grande e Senzala

A presidenta Dilma Rousseff buscou retomar a iniciativa política...

Bebês com três pais serão possíveis a daqui dois anos, dizem cientistas

James Gallagher Cientistas britânicos dizem que, em mais dois anos,...

Atletas de países com ebola não poderão competir nos Jogos Olímpicos da Juventude na China

Comitê Olímpico Internacional proibiu africanos de participar nas modalidades...

para lembrar

Estudo indica que DSTs atingem mais os homens negros no Brasil

Fonte: Diário de Pernambuco - O total de homens negros...

Risco e escolha

A noção de risco em saúde orienta o processo...

Morto na porta de hospital sofreu discriminação, diz família

Familiares do vigilante que morreu após ser vítima de...

Polícia britânica ‘atirou apenas três vezes’ em um ano

Os números chamam atenção quando comparados aos de outros...
spot_imgspot_img

Mulheres pretas e pardas são as mais afetadas pela dengue no Brasil

Mulheres pretas e pardas são o grupo populacional com maior registro de casos prováveis de dengue em 2024 no Brasil. Os dados são do painel de...

Saúde: 307 crianças ianomâmis desnutridas foram resgatadas em 2023

Ao longo do ano de 2023, 307 crianças ianomâmis diagnosticadas com desnutrição grave ou moderada foram resgatadas e recuperadas, segundo o Ministério da Saúde. Há quase...

Anvisa cancela registro de mais de 1,2 mil pomadas de modelar cabelos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) cancelou nesta sexta-feira (29) os registros de 1.266 pomadas sem enxágue, ceras e sprays para modelar, trançar ou...
-+=