Policial francês acusado de racismo contra jornalista

 

Florice Houngbo

 

Um policial da segurança de Paris, na França, é acusado pela Associação dos Jornalistas de TV de racismo contra a repórter Florice Houngbo, da emissora TF1, informa o site do jornal Le Monde.

Ele teria insultado a jornalista, enquanto esta cobria a execução de uma ação para reintegração da posse de um prédio no centro de Paris, na última quarta-feira (4).

A repórter identificou-se como jornalista ao oficial, e pediu para acessar o local. O oficial, cujo nome não é divulgado, negou-lhe o acesso, apesar de outros jornalistas conseguirem passar. Ele perguntou em que emissora ela trabalhava, a que ela respondeu que seria na “TF1”.

“Oh, bem, desde quando eles trabalham com os negros?” perguntou-lhe o policial. Ela não reagiu, continuou seu trabalho e depois informou ao seu chefe na emissora.

A atitude do policial foi condenada por representantes da Associação e da emissora que pediu ao ministro do Interior, Claude Guant, a abertura de um inquérito para investigação e o afastamento do policial.

Contatados pela agência Associatde rance Presse (AFP), a secretaria responsável por gerir a policia na capital francesa, afirmou que não foi iniciada uma investigação, mas caso comprovado o envolvimento de um de seus policias, “vão tirar a limpo todas as conseqüências”.

 

Fonte: Portal Imprensa

+ sobre o tema

“Mulheres de má vida”? Mães e filhos no Juízo de Órfãos de Piraí-RJ

A longevidade da negação da infância para crianças negras...

Quilombolas vão à COP28 cobrar justiça climática

Comunidades tradicionais do Brasil estão presentes na COP28, conferência do...

‘O racismo editorial ajuda na manutenção das desigualdades no País’

O ato de contar uma história para pequerruchos é,...

Nós… Mulheres do Século Passado

Idealizado pela professora e escritora Vilma Piedade, NÓS… Mulheres do...

para lembrar

Precisamos falar sobre o racismo e a violência dos seguranças do Extra

Caso do jovem morto ontem traz à tona denúncias...

Depois de polêmica, Urban Outffiters retira o termo “Navajo” de seus produtos

Depois da polêmica que a Urban Outffiters causou ao...

Cidade italiana queima boneco de Salvini em ato antirracista

Um grupo de manifestantes ateou fogo em um fantoche...

Racismo em Belém – Funcionário que disse que hotel não os receberia porque eram negros

Dupla denuncia racismo em hotel de Belém Foi instaurado...
spot_imgspot_img

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...

‘Moro num país racista’, diz empresário que encerrou contrato de R$ 1 mi por ser chamado de ‘negão’

Nem o ambiente formal de uma reunião de negócios foi capaz de inibir uma fala ofensiva, de acordo com Juliano Pereira dos Santos, diretor...
-+=