Primeira-dama dos EUA, Michelle Obama é exemplo de mulher com braços torneados

Fonte: Clic RBS

Os braços bem torneados da primeiradama dos Estados Unidos, Michelle Obama, têm sido protagonistas de matérias e artigos na imprensa mundial. Alguns em tom de admiração ao seu estilo e jovialidade, outros criticando a falta de mangas em ocasiões formais. Todos, no entanto, trazem exclamações sobre a boa forma da mulher do presidente norte-americano, Barack Obama.

A fórmula da bem-sucedida advogada de 45 anos e mãe de duas filhas não é mágica. Inclui sessões matutinas de musculação seis vezes por semana e aulas de boxe. Atlética desde a infância, a primeira-dama chegou a pensar na carreira de jogadora de basquete. Apesar de o sonho ter sido substituído pela faculdade de Direito, Michelle continuou o hábito de se exercitar ao longo da vida. Aumentou a frequência de exercícios depois do nascimento da caçula, em 2001. A partir daí, contratou um personal trainer e passou a praticar atividades físicas de segunda a sábado entre as 5h30min e as 6h30min, antes de as filhas acordarem.

Durante a época de maior dedicação à campanha, a mulher do então candidato à presidência não deixava de malhar todos os dias por, no mínimo, 45 minutos a qualquer hora que tivesse folga. Dentro dos programas para Michelle entrar em forma, muitos exercícios para os braços.

– A partir de uma certa idade, por volta dos 40, há diminuição do tônus muscular, o que exige maior cuidado para enfrentar o consequente aumento da flacidez – explica o professor de educação física Márcio Telles.

Além de disciplina e dedicação, o biotipo da primeiradama, que é alta, magra e negra, facilita a obtenção de melhores resultados. O fato de seu irmão ter sido uma estrela do basquete universitário e de ela mesma quase se tornar uma atleta denota a herança genética favorável à boa forma.

Mas não é preciso ter nascido em uma família de jogadores para exibir um belo tríceps. Márcio Telles afirma ser uma tendência atual nas academias que mulheres trabalhem mais o desenvolvimento dos músculos dos braços e ombros, antes preteridos para os grupos da parte inferior do corpo, como pernas e glúteos, com o intuito de melhorar o aspecto de equilíbrio e proporção.

Receitas de líder

Do primeiro discurso do marido no Congresso à foto oficial da Casa Branca e às capas de revistas conceituadas, como a Vogue americana, Michelle Obama não esconde os bíceps e tríceps muito bem malhados. O alto gasto calórico das aulas de boxe, que trabalham especialmente os braços, aliado às atividades anaeróbias e específicas da musculação são a receita da primeira-dama. Os exercícios com pesos, sejam halteres ou barras, são excelentes. Para quem pratica atividades há mais tempo, movimentos que trabalham com o peso do corpo, como flexões,trazem bons resultados.

Matéria original: Primeira-dama dos EUA, Michelle Obama é exemplo de mulher com braços torneados

 

+ sobre o tema

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança...

para lembrar

Movimentos sociais farão ato em defesa da democracia e de Lula

Após reunião nesta sexta-feira 14, líderes de movimentos sindical, sociais...

GO: corregedoria do MP abre investigação contra Demóstenes

Por: MIRELLE IRENE   A Corregedoria-Geral do Ministério Público...

Lula é candidato ao Prêmio Nobel da Paz

O presidente Luis Inácio Lula da Silva está...

Na TV, Mercadante mostra Lula e Alckmin esconde Serra

Luis Bovo, do blog Radar Online Os candidatos...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...

Fome extrema aumenta, e mundo fracassa em erradicar crise até 2030

Com 281,6 milhões de pessoas sobrevivendo em uma situação de desnutrição aguda, a ONU alerta que o mundo dificilmente atingirá a meta estabelecida no...
-+=