Quatro anos após o crime, permanece a pergunta: quem mandou matar Marielle?

Enviado por / FonteDo Brasil 247

A Polícia Civil e o Ministério Público dizem que ainda não há prazo para a conclusão da investigação

Os assassinatos da vereadora Marielle Franco (Psol) e do motorista Anderson Gomes completam 4 anos nesta segunda-feira (14) sem que se saiba quem são os mandantes do crime, aponta reportagem do G1.

Ao longo desse tempo, houve troca-troca no comando das investigações. Três grupos diferentes de promotores ficaram à frente do caso no Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). Na Polícia Civil, o quinto delegado assumiu há pouco mais de um mês.

A força-tarefa que investiga o crime afirma ter encontrado os executores e descoberto a dinâmica da noite de 14 de março de 2018, no bairro do Estácio, na região central do Rio, mas os mandantes continuam ocultos. 

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz como os assassinos de Marielle e de Anderson. Os ex-PMs, presos em penitenciárias federais fora do RJ, vão a júri popular, ainda não marcado.

A polícia e o Ministério Público ainda não deram respostas sobre os mandantes do crime, as razões do assassinato, nem informou sobre as razões pelas quais a investigação se arrasta lentamente, nem estabeleceu um prazo para sua conclusão. 

Leia também:

Quatro anos depois do assassinato de Marielle, MPRJ ainda não analisou parte de material da investigação

Caso Marielle chega ao quinto delegado após mudanças na Polícia Civil

Ocupação Abdias Nascimento na Kaza 123 (RJ) celebra legado de Carolina Maria de Jesus, Abdias e Marielle Franco

+ sobre o tema

Facebook tira do ar página que bombou notícia falsa sobre Marielle Franco

Envolvidos na difusão de notícia falsa sobre a vereadora...

Franceses e brasileiros em Paris homenageiam Marielle Franco e manifestam solidariedade a Lula

A vereadora e militante brasileira dos direitos humanos Marielle...

“O sentimento da família é desesperador”, diz irmã de Marielle sobre impunidade

Quase sete meses depois do assassinato da vereadora carioca Marielle...

Marielle, um sonho para despertar

Hoje acordei tropeçando em meu sonho. Sabe aqueles dias...

para lembrar

O que Portugal tem a ver com o Brasil

1. Os portugueses não parecem ter uma boa relação...

Brasil teve 140 assassinatos de transexuais em 2021; SP lidera lista

O Brasil terminou 2021 com 140 assassinatos de pessoas transgênero e transexuais. É...

Guerras: uma visão filosófica

Infelizmente, estamos sempre às voltas com guerras. Discordância sobre...
spot_imgspot_img

Estereótipos sobre crianças e adolescentes alimentam violências cotidianas

Quando o assunto é proteção de adolescentes, nós, pessoas adultas, temos muito o que aprender. E eu estou me incluindo nessa conta aí, viu?...

Assassino de Marielle Franco e Anderson Gomes faz acordo de delação com a PF

Ronnie Lessa, o matador de Marielle Franco e de Anderson Gomes, fez um acordo de delação com a PF, segundo pessoas a par das investigações. E...

Morte de artista circense Julieta Hernández põe em discussão os direitos da mulher viajante; veja outros casos de violência

O Fantástico deste domingo (14) mostrou como a morte de artista circense Julieta Hernández reacendeu a discussão sobre os direitos da mulher. Jussara Botelho...
-+=