Queda no número de filhos é maior entre beneficiárias do Bolsa Família

Dados da Pnad revelam que diminuição na taxa de natalidade é maior entre os 20% mais pobres da população

Do O Globo 

Famílias que recebem o benefício do Bolsa Família tiveram menos filhos que a média brasileira entre os anos de 2003 e 2013. Enquanto o número de crianças de até 14 anos caiu 10,7% no país, entre os 20% mais pobres do País, porcentagem que coincide com o público beneficiário do programa, a queda foi ainda maior: 15,7%. Os números foram coletados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) e divulgados pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS).

No Nordeste, houve uma diminuição de 26,4% de filhos entre os mais carentes no período analisado. Em 2013, as mães com maiores dificuldades financeiras nessa região tinham, em média, dois filhos. No Brasil, essa média era de 1,6. O governo viu nos resultados uma forma de quebrar o preconceito de que as mães beneficiárias do Bolsa Família procuram ter mais filhos para receber mais dinheiro do programa.

— Atribuem aos mais pobres um comportamento oportunista em relação à maternidade, como se essas mães fossem capazes de ter mais filhos em troca de dinheiro. Isso é puro preconceito. É óbvio que este valor (do Bolsa Família) não paga o leite da criança e as despesas que virão depois. Além disso, o preconceito parte do princípio de que o que move as pessoas para a maternidade ou a paternidade é apenas uma motivação financeira — afirmou a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.

Beneficiários do Bolsa Família recebem R$ 35 mensais por filho de até 15 anos. Nas famílias extremamente pobres, sem nenhuma renda, esse valor pode chegar até R$ 77.

Entre os motivos considerados pelo ministério para a queda da fecundidade estão o maior acesso à informação sobre os métodos contraceptivos e sobre a sexualidade, o aumento da escolaridade da mulher jovem, a ampliação da urbanização e o acesso aos serviços médicos.

 

+ sobre o tema

10 Dicas poderosas para mulheres negras

Mulheres negras em geral sentem-se como se tivessem perdido...

Carta aberta ao Deputado Jean Wyllys

Prezado Deputado Federal  Jean Wyllys,   Esta carta é motivada pelo...

Racismo e objetificação são batalhas cotidianas das mulheres negras

Elas falam sobre a vivência de ser mulher e...

Ser feminista é assumir uma postura incômoda, afirmam militantes

Debate do UM BRASIL conta com a escritora e...

para lembrar

spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=