Queixa de mulher negra na Rodoviária do Rio de Janeiro: ” Não me sinto segura em ser revistada por homens numa salinha fechada.

Já não é a primeira vez que que a Mamapress e o Sos Racismo Brasil. tomam conhecimento do constrangimento que mulheres negras sofrem com os abusos da Polícia Militar na Rodoviária Novo Rio, principalmente quando estão sozinhas.
Ainda bem que Beatriz conseguiu contatar a advogada ativista negra Laura Astrolábio Dos Santos, que a está acompanhando e aguardando uma policial feminina para revistar a Beatriz. Segundo os policiais Beatriz foi impedida de seguir seu caminho por suspeita ALEATÓRIA.

Por Marcos Romão, do Mamapress

O grande problema é que nestas “suspeitas aleatórias”, as “escolhidas, são mulheres viajando sozinhas, geralmente negras, nordestinas ou do interior. e que são sempre “convidadas por policiais do sexo masculino, a irem para algum lugar reservado para receberem revista corporal.

O Comando da PM, a corregedoria de polícia, a defensoria e o ministério público necessitam acompanhar o trabalho destes policiais, que ferem o direito de ir e vir de mulheres.

+ sobre o tema

Brasília negra

Antes de abrigar os principais prédios públicos do país,...

Brancos, vamos falar de cotas no serviço público?

Em junho expira o prazo da lei de cotas nos...

Em junho, Djavan fará sua estreia na Praia de Copacabana em show gratuito

O projeto TIM Music Rio, um dos mais conhecidos...

O precário e o próspero nas políticas sociais que alcançam a população negra

Começo a escrever enquanto espero o início do quarto...

para lembrar

Jovem preta é afastada de bebê após nascimento em maternidade de Florianópolis

Manifestantes fizeram um ato na tarde desta sexta-feira (30),...

Discriminação é comum, porém velada, dizem negras desempregadas

Para atendente, oportunidades de emprego são maiores para os...

Ingrid Guimarães é acusada de racismo após declaração polêmica

Ingrid Guimarães, intérprete de Marlene em “Chapa Quente”, foi...
spot_imgspot_img

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços, compraria nas bancas costumeiras. Escolhi as raríssimas que tinham mulheres negras trabalhando, depois as de...

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Andréia Regina Oliveira Assunção Santos e os desafios da maternidade são destaque do mês no Museu da Pessoa

Quando estava no último ano do curso de administração de empresas, Andréia engravidou pela primeira vez e enfrentou uma série de desafios, como as...
-+=