terça-feira, julho 7, 2020

    Casos de Racismo

    Foto: AP

    Comentário racial de apresentador de TV sobre Obama repercute nos EUA

    'Esqueci que ele era negro por uma hora', afirmou jornalista. Frase levanta questão sobre 'transcendência' da raça.   O apresentador Chris Matthews, da rede de televisão MSNBC, provocou uma onda de polêmica na última quarta-feira (27) ao fazer um comentário racial logo após o discurso do Estado da União proferido pelo presidente norte-americano Barack Obama em Washington. Considerado um âncora liberal, Matthews disse que Obama era "pós-racial". "Eu me esqueci que ele era negro ontem à noite durante uma hora. Ele percorreu um longo caminho para ser líder deste país e passou por tantos fatos históricos em um período de apenas um ou dois anos. (O fato de ser negro) é algo que (agora) não pensamos a respeito", afirmou. Embora o comentário tenha sido favorável ao presidente, causou rápidas reações. Imediatamente, sua frase já havia explodido em diferentes mídias, especialmente no Twitter. Noventa minutos depois, ele tentou esclarecer sua fala....

    Leia mais
    RacismoCrime1

    RACISMO EM RIBEIRÃO PRETO: Universidade expulsa alunos suspeitos de agressão no interior de SP

    Três alunos de medicina agrediram e ofenderam um homem. Crime foi em dezembro e eles respondem por racismo.     Os três estudantes de medicina suspeitos de agredir um auxiliar de serviços no dia 12 de dezembro de 2009, em Ribeirão Preto, a 313 km de São Paulo, foram desligados do Centro Universitário Barão de Mauá, onde estudavam. O trio é suspeito de atacar o auxiliar de serviços gerais Geraldo Garcia, de 55 anos, com um tapete e ofendê-lo por causa de sua cor. A ação foi vista por várias testemunhas. Uma comissão composta por professores e funcionários decidiu pela expulsão, depois das investigações. Os estudantes respondem na Justiça pelo crime de injúria qualificada por racismo. O advogado dos rapazes, Carlos Roberto Mancini, disse que vai recorrer da decisão, mas que, por enquanto, aguarda manifestação do judiciário para se pronunciar. Em entrevista dias após o caso (veja o vídeo acima),...

    Leia mais
    RacismoCrime1

    Universidade expulsa alunos suspeitos de agressão no interior de SP

    Três alunos de medicina agrediram e ofenderam um homem. Crime foi em dezembro e eles respondem por racismo.   Os três estudantes de medicina suspeitos de agredir um auxiliar de serviços no dia 12 de dezembro de 2009, em Ribeirão Preto, a 313 km de São Paulo, foram desligados do Centro Universitário Barão de Mauá, onde estudavam.   O trio é suspeito de atacar o auxiliar de serviços gerais Geraldo Garcia, de 55 anos, com um tapete e ofendê-lo por causa de sua cor. A ação foi vista por várias testemunhas. Uma comissão composta por professores e funcionários decidiu pela expulsão, depois das investigações.   Os estudantes respondem na Justiça pelo crime de injúria qualificada por racismo. O advogado dos rapazes, Carlos Roberto Mancini, disse que vai recorrer da decisão, mas que, por enquanto, aguarda manifestação do judiciário para se pronunciar.   Em entrevista dias após o caso (veja o...

    Leia mais
    silvio-berlusconi-adjusting-tie

    RACISMO NA ITÁLIA: Berlusconi: “Menos imigrantes igual a menos crimes”

    Polémica em Itália após declarações de Silvio Berlusconi. Para o primeiro-ministro italiano, menos imigrantes é igual a menos crimes. A equação política foi apresentada ontem, durante um Conselho de Ministros para aprovar um plano contra a máfia, em Reggio Calabria, no sul do país. "Uma redução do número de extracomunitários em Itália significa menos forças a preencherem as fileiras do crime organizado", afirmou o chefe do executivo italiano. Mais tarde, na televisão, Berlusconi precisou que falava apenas dos imigrantes clandestinos. Mas a frase caiu mal e a porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados em Itália manifestou-se revoltada por Berlusconi estigmatizar os imigrantes. Quanto à oposição, o Partido Democrata fala em racismo. "As declarações são muito graves, é um incitamento ao racismo. Por outro lado, são infundadas porque os imigrantes que vivem no nosso país são necessários para a nossa economia", afirmou Livia Turco. Este mês, a...

    Leia mais
    prefeit-italia

    RACISMO NA ITÁLIA: Mais um capítulo do racismo na Itália

    O prefeito de Brescia, Adriano Paroli, do PDL, informou aos imigrantes em dificuldades econômicas na cidade que serão doados 496 euros e mais a passagem de retorno ao seu país de origem, mas em troca eles não poderão entrar na Itália pelos próximos cinco anos. A polêmica decisão se baseou no projeto "Nirva" (Network italiano per i rimpatri volontari assistiti), que é voltado apenas para um tipo de imigrante, e não para todos indiscriminadamente. O Nirva trabalha de forma a garantir a reinserção social e econômica do ex-imigrado em seu próprio país, enquanto Paroli quer apenas que eles saiam da Itália e não retornem mais. O fato, que contou com o desagravo de diversos órgãos de defesa dos imigrantes, é mais um neste triste capítulo de racismo. Fonte: Lambaritália

    Leia mais
    holocasto

    Dia de Lembrança do Holocausto

      O dia 27 de Janeiro foi decretado pelas Nações Unidas o Dia de Lembrança do Holocausto. É necessário que não se esqueça nunca o que foi o Holocausto. Uma versão ligeiramente mais curta deste artigo de opinião da minha autoria, utilizando o tempo passado, será publicada no jornal diário o Público. Não vai ser publicado hoje porque o espaço foi primeiro atribuído ao Embaixador de Israel em Portugal. Quero ver o que terá que dizer. Se seguir as instruções do Ministério de Negócios Estrangeiros, o artigo vai ser uma defesa da Operação Cast Lead e vai acusar o Relatório Goldstone de defeitos e o próprio Juíz Goldstone, judeu e sionista, de anti-semitismo. Talvez acrescente o apelo para mudar as leis de guerra para adequarem-se à "guerra contra o terrorismo". Falará com certeza do aumento do anti-semitismo e da ameaça do Irão. Veremos. Entretanto, pensei que poderiam ter interesse em...

    Leia mais
    mohamed

    Pela primeira vez um deputado árabe israelense visita Auschwitz

    AUSCHWITZ, Polônia - Pela primeira vez um deputado árabe israelense,   Mohamed Barakeh, visitou oficialmente Auschwitz por ocasião do 65º aniversário da libertação desse campo de extermínio nazista.   O chefe do Partido Hadash (comunista), cujos membros são árabes e judeus, faz parte oficialmente de uma delegação de 13 deputados israelenses que viajaram a ao sul da Polônia. "Como homem, participo em todos os sofrimentos da humanidade. Estou na Polônia pela primeira vez e me sinto desolado. Vim ouvir os gritos dos que desapareceram em Auschwitz", afirmou Barakeh à rádio militar israelense.   Sua presença em Auschwitz provocou uma polêmica no ambiente político israelense.   Barakeh, que disse ter viajado à Polônia para se inteirar do que foi o Holocausto, recebeu, no entanto, o apoio do presidente da Knesset (parlamento unicameral), Reuven Rivlin. "Não compreendo as críticas. Estou indignado que as pessoas se sintam surpreendidas por minha visita. Eu combati o...

    Leia mais
    russia

    Ataques racistas provocaram 71 mortos na Rússia em 2009

      Em 2009, 333 pessoas sofreram agressões racistas na Rússia, sendo que 71 resultaram em vítimas mortais. Apesar de preocupantes, os números apontados por um relatório da ONG Sova representam um decréscimo de 35% destes crimes comparativamente a 2008. Esta tendência está relacionada, em parte, com "o mérito da polícia e da justiça depois do desmantelamento de três grupos importantes, muito agressivos, de extrema-direita", explica o relatório, ontem apresentado. Segundo a organização especializada em estudos sobre xenofobia na Rússia, existem pequenos grupos extremistas que, através de propaganda na Internet, tentam desestabilizar os órgãos de Estado e as organizações que lutam contra o racismo. Galina Kojevnikova, directora adjunta do centro, afirmou em conferência de imprensa que estes grupos "querem provocar uma revolução e implementar um regime nazi". A xenofobia na Rússia tem atingido níveis alarmantes nos últimos anos. Fonte: Diário de Notícias

    Leia mais
    racismo-futebol-capa

    RACISMO NA ITÁLIA:Siena adota cartão para identificar torcedores

      O Siena vai se tornar se tornar o primeiro time da elite italiana a introduzir o uso de cartões de identidade para os seus torcedores. O clube explicou nesta quarta-feira que a identificação será adotada imediatamente. Os torcedores terão que passar por controles de segurança para receber o cartão. Além disso, terão que ser autorizados para viajar aos jogos fora de casa da equipe. O ministério do Interior da Itália sugeriu a introdução de cartões de identificação para os torcedores, com o objetivo de combater a violência e o racismo nos jogos. Todos os clubes italianos terão que se adequar à nova medida até o início da próxima temporada. Fonte: Estadão

    Leia mais
    bandiera italia

    RACISMO NA ITÁLIA: Blacks Out: uma greve, da ficção para a realidade

        O protesto, previsto para o dia 20 de março, se inspira em uma história de ficção escrita pelo jornalista Vladimiro Polchi. Roma, 13 janeiro 2010 - Na internet, duas correntes se mobilizam para a realização de uma greve dos extra-comunitários - "Um dia sem imigrantes". Um grupo havia agendado o protesto para 1 de março e o outro para o dia 20 do mesmo mês. Segundo uma matéria publicada no jornal La Repubblica, as duas correntes criaram uma coordenação única para tentar unificar as datas em uma só.   O protesto, previsto para o dia 20, denominado "Blacks Out" (Fora negros) foi inspirado no livro "Blacks Out, um dia sem imigrantes", escrito pelo jornalista Vladimiro Polchi e que será lançado no dia 14 de janeiro. Em entrevista para o jornal, Polchi disse que o livro se trata de uma história de ficção, mas cujos personagens e estatísticas são...

    Leia mais
    racismo-italia3

    RACISMO NA ITÁLIA: Leis severas de imigração podem aumentar tráfico de seres humanos

    Cerca de 80 pessoas ficaram feridas nos confrontos entre imigrantes e italianos (Foto: AFP)   Seguindo, paralelamente, a tendência de países como Suíça e França, o governo italiano vem endurecendo posturas e ações contra os imigrantes. No último dia 10, cerca de 1 mil imigrantes foram transferidos de suas casas e empregos, em Rosarno, na Calábria, para centros de refugiados ao redor da Itália. Considerados ilegais pela gestão de Silvio Berlusconi, os imigrantes foram levados por causa de protestos nos quais reivindicavam legalizar sua situação e empregos garantidos pelo governo. Mas, em meio a consequências da crise econômica, com escassez de empregos, o governo instaurou leis que complicam a renovação de documentos e a permanência deles no país. A posição que a Itália vem tomando, para Deyse Ventura, do Instituto de Relações Internacionais da USP, reflete as políticas "fascistas" de Berlusconi. "A Itália, tolera, por exemplo, que membros da Liga...

    Leia mais
    bandiera italia

    Em Rosarno só querem nos matar”, diz morador de cidade italiana que sofre violência racista

    por Miguel Mora Em Rosarno (Itália)Centenas de imigrantes fogem da violência racista no sul da Itália. "Matamos sua fome e eles nos pagam destruindo nossa cidade. Que vão embora!", diz um morador. Aonde irá Steven? Steven Johnson, um liberiano de 26 anos, chegou à Europa em julho de 2008. Menos de dois anos depois, diz que estava melhor na África. "Aqui há sofrimento demais. É insuportável. Saí de meu país ainda menino, em 1994. Havia guerra e decidi ir para a Nigéria. Passei dois anos lá e depois fui para a Líbia. Ali passei mais dez anos. Sou cristão e ouvi falar que os italianos recebiam os refugiados políticos. Por isso vim para cá, para salvar minha vida. Cheguei em um barco a Lampedusa e me internaram durante seis meses em um centro de acolhimento em Crotone, na Calábria. Agora sei que ninguém me protege. Vivo como uma ovelha: durmo...

    Leia mais
    aaba

    BASQUETE: EUA criam liga só para jogadores brancos

    Uma nova liga americana de basquete promete gerar muita polêmica. A competição, que está programada para começar em junho, será disputada exclusivamente por jogadores americanos brancos. As informações são do jornal americano "The Augusta Chronicle". Em um comunicado encaminhado à imprensa, os organizadores da nova liga deixaram claro que só os "jogadores nascidos nos Estados Unidos e com os pais da raça caucasiana são elegíveis para participar". Uma das 12 cidades americanas apontadas para formar seu time para participar da liga já se manifestou contra a iniciativa. O prefeito de Augusta afirmou que não vai apoiar esste tipo de competição. - Como um entusiasta dos esportes, sempre apoiei atividades desportivas para Augusta. No entanto, neste caso, eu não podia apoiar em sã consciência algo que não se encaixava com o espírito de inclusão que eu e muitos outros temos trabalhado arduamente para promover em nossa cidade - disse Deke Copenhaver....

    Leia mais
    RacismoCrime1

    Carta de repúdio à mídia racista

    Há uma nítida ascensão da população mais pobre no Brasil. Aqui, esta população é a negra. Estes avanços têm sofrido ações diretas dos setores conservadores. Esta elite tem demonstrado que não quer dividir os recursos, o poder ou os direitos básicos humanos. Algumas instâncias foram montadas pelo governo e pela sociedade civil para elaborar políticas afirmativas. Isto, em vários níveis, chegando até à construção de conselhos municipais da população negra. Há uma agenda propositiva acontecendo. Passeatas dos povos de Candomblé, campanhas contra o genocídio que assola a juventude negra, criação de mais delegacias de combate à violência sofridas pelas mulheres, política nacional de titulação das comunidades quilombolas, ProUni e cotas raciais incluindo uma parcela significativa de jovens. Contudo, falta pensarmos melhor uma educação anti-racista e uma mídia enegrecida e étnica. A televisão brasileira é branca. É Incomum acharmos jornalistas, apresentadores e âncoras negros. E não adianta citar os raros exemplos...

    Leia mais
    47910

    Nota da Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde contra os atos de intolerância religiosa

    Sabemos que as religiões ocupam importante papel político, social e cultural na vida das pessoas, influenciando a visão de mundo e maneiras de ser e agir na sociedade. Sendo reconhecida como um direito humano, as religiões encontram proteção no texto constitucional brasileiro, ao lado de afirmativas da laicidade do Estado, que terá a obrigação de proteger indivíduos e grupos para o exercício de suas crenças. A intolerância religiosa vem crescendo no Brasil e em outras partes do mundo, e certamente tem várias origens. No caso das religiões de matrizes africanas, o papel central que o racismo tem na produção de suas tentativas de inferiorização soma-se a desigualdade social, a discriminação racial e de gênero, além do preconceito de classe e da homofobia. A história mostra que muitos terreiros tiveram suas portas fechadas e seus objetos de culto quebrados. Exemplo disso é a invasão e destruição dos terreiros em Alagoas(Maceió), que...

    Leia mais
    uerj1

    Teatro da Uerj amanhece pichado com inscrições racistas

    RIO - Os muros do Teatro  da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), o Teatro Odylo Costa Filho, apareceram pichados com exortações racistas e símbolos nazistas na manhã desta segunda-feira. A Uerj foi a primeira universidade pública do país a adotar o sistema de cotas, em 2003. A universidade informou que está investigando para descobrir a autoria das pichações, que devem ser apagadas em, no máximo, dois dias. Em dezembro de 2008, uma briga entre estudantes negros e brancos na saída de uma festa da universidade se transformou numa discussão sobre racismo, e acabou em denúncias de injúria racial e agressão. Um aluno branco do curso de Filosofia acusa integrantes do grupo Denegrir, que defende a política de cotas, de agredí-lo fisicamente e ofender dois amigos seus. Já os estudantes que fazem parte do Denegrir afirmam que os três rapazes brancos gritaram expressões racistas como "poder ariano", "somos brancos...

    Leia mais
    blank

    Torcida da Juventus punida por racismo contra atacante da Inter

    A Justiça Desportiva da Itália puniu nesta sexta-feira, dia 15, a torcida da Juventus pelos atos de racismo contra o atacante da Inter, Mario Balotelli, que possui ascendência ganense e é nascido em Palermo. As manifestações aconteceram na partida da Juve contra o Napoli, na quarta-feira, pela Copa da Itália. Por conta da decisão, um setor do estádio Olímpico de Turim será fechado no clássico contra a Roma, no dia 23, pelo Italiano. Outra torcida que hostilizou Balotelli foi a do Chievo, no jogo contra o time de Verona. Após a partida, em que fez o gol da vitória por 1 a 0 da Inter, o atacante disse a torcida adversária "dava nojo" e foi multado. A Juventus é a terceira colocada no Italiano com 33 pontos, 12 a menos do que a líder Inter.   Fonte: eBand

    Leia mais
    skinhead

    Jovem punk é arrastado de carro por skinheads em SP

    SÃO PAULO - Um jovem punk ficou gravemente ferido depois de ser agredido por um grupo de skinheads, na Vila Nova Cachoeirinha, na Zona Morte de São Paulo. Maxwell Cardoso, de 15 anos, foi arrastado de carro por pelo menos 50 metros. Ele foi puxado preso pelo braço. A vítima teve traumatismo craniano, corre o risco de perder a visão do olho direito, teve um dos rins perfurados e três costelas quebradas.   O irmão do garoto, Dener Cardoso, ficou em estado de choque.   - Eu estava com meu irmão e amigos. Fui levar minha namorada no ponto de ônibus, quando um Uno vermelho chegou. Os ocupantes puxaram o braço do meu irmão para dentro do carro. Eles puxaram como lixo - disse o rapaz.   Os três ocupantes do carro foram preso. O guarda civil metropolitano Jorge Pascoal disse que os skinheads voltaram ao local da agressão e...

    Leia mais
    racismo-haiti

    Consul do Haiti :Todo lugar que tem africano lá tá f…

    A diplomacia do preconceito, da intolerância e do racismo   E como se desgraça pouca fosse troco para esses dois indivíduos citados pelo Raul no post abaixo; vazou o áudio de uma reportagem feita pelo SBT de São Paulo ontem, que fora entrevistar o cônsul do Haiti naquele estado. É desde já uma vergonha para a diplomacia internacional. O indivíduo, que não sabia que estava sendo gravado, disse que: "A desgraça de lá está sendo uma boa para a gente aqui, ficar conhecido". E teve a coragem de me sair com essa: "Acho que de, tanto mexer com macumba, não sei o que é aquilo... O africano em si tem maldição. Todo lugar que tem africano lá tá f...", afirmou. O cônsul, que tem cerca de 100 parentes no Haiti e ainda está sem notícias deles, criticou a religião africana. Este despreparado, aproveita-se que o país não tem governo e...

    Leia mais
    RacismoCrime1

    Carta de repúdio ao racismo praticado na formatura de História e Geografia da PUC

    Durante a tradicional cerimônia de formatura da PUC, onde o custo de participação é pago e altamente caro, formandos do curso de Geografia solicitaram participação na festa que era custeada por estudantes de História. O acesso para os demais participarem da cerimônia foi liberado, no entanto, vetando os demais de se expressarem através de falas no microfone por uma decisão unilateral de um reduzido número de alunos da organização. O que por si só já seria um absurdo, se tornou pior. A estudante Ângela, do curso de Geografia, pediu a palavra e expressou sua felicidade diante de um diploma conquistado sobre todas as dificuldades impostas pelo preconceito e as demais dificuldades de acesso e permanência enfrentada pela juventude negra e trabalhadora, bem como no mercado de trabalho. Foi nesse momento em que Ângela e os demais estudantes negros foram hostilizados em meio à cerimônia pelo mesmo número determinado de alunos,...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist