Quilombo na Bahia recebe certificado de território iorubá de rei na Nigéria

Comunidade Quingoma luta desde 2005 pelo título; reconhecimento foi feito por representante de Ifé, cidade berço do tradicional povo africano

A comunidade quilombola Quingoma é o primeiro lugar no Brasil a receber a certificação de território iorubá. A cerimônia ocorreu no último domingo (19) com a presença de Ooni Ilê Ifé, o rei de Ifé, cidade na Nigéria.

A comunidade iorubá é uma das mais tradicionais da Nigéria e está no seio da formação histórica e cultural do país. Ifé é considerada local de origem do povo iorubá.

O título busca reconhecer os laços culturais e históricos entre a população local e os nigerianos. Segundo a comitiva real, as tradições do povo iorubá foram preservadas pelos moradores do quilombo, localizado na cidade de Lauro de Freitas, na Bahia.

“Esse título reafirma a nossa luta constante, desde de 1569”, afirma a líder quilombola Rejane Pereira Rodrigues. “Quando o rei reconhece [essa ligação] mostra que estamos no caminho certo, nessa busca incessante”, diz.

A comunidade luta pela titulação do território desde 2005. Em 2013, conseguiu a certificação da Fundação Cultural Palmares, que reconheceu a população do local como remanescente de quilombo. Desde então aguarda o processo de oficialização de posse da terra, executado pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

Segundo Rejane Pereira, a expectativa dos moradores do local é que o documento ajude a melhorar o acesso às políticas públicas na região.

“Enquanto não titular o território não temos políticas publicas na comunidade. O [título] é pelo futuro desse território iorubá, que foi agora reconhecido como um pedacinho da Nigéria, reafirmando o que nós somos. A titulação é para garantir esse futuro.”

Além de dar visibilidade para a luta pela titulação da terra, a quilombola destaca ainda a importância da cerimônia com a comitiva real na autoestima dos moradores, especialmente as crianças.

“Sempre foi dito que não existem reis negros. Aí a criança se depara com rei negro. Eu, enquanto educadora quilombola vou fazer um chamado para as crianças observarem esse momento. Somos e seremos sempre quilombolas, nesse território sagrado, ancestral.”

O quilombo Quingoma fica em uma área de 1.284 hectares na qual moram 578 famílias. O agrupamento sofre com problemas relacionados com especulação imobiliária e disputa territorial.

Além da comitiva do rei da cidade da Nigéria, a cerimônia que concedeu o título de território iorubá contou com políticos locais e representantes de religiões de matriz africana.

Oficialmente a Nigéria é um país presidencialista, mas muitas regiões tradicionalmente possuem reis.

+ sobre o tema

Zul + Zumbi – vida e obra de uma Mulher Negra chamada Zulmira

Zul + – A certeza do recomeçar faz de...

Conheça o agarradinho, jeito maranhense de dançar reggae

O Maranhão é conhecido como a Jamaica brasileira devido a sua...

para lembrar

Manual de los Afrodescendientes de las Américas y el Caribe

"Millones de africanos llegaron de forma forzada a nuestra...

Lázaro Ramos interpreta um galã em nova novela da Globo

Lázaro Ramos interpreta um galã em nova novela da...

Descendentes de quilombolas têm direito a terras por usucapião em SP

    Menos de um mês antes do Supremo Tribunal Federal...
spot_imgspot_img

Sambista ligada ao rap, Leci Brandão rebate críticas de Ed Motta: ‘Elitista’

Leci Brandão, 79, rebateu com estilo as recentes declarações de Ed Motta, que chamou de "burros" os fãs de hip hop, "sem exceção". Sem citar...

Rihanna já tem atriz favorita para possível cinebiografia

Rihanna está se antecipando em relação a como quer ser vista, caso sua história venha a ser uma cinebiografia em algum momento do futuro. A cantora...

‘Bad Boys 5’ já está sendo discutido, afirma produtor

‘Bad Boys: Até o Fim‘ estreou há apenas uma semana, mas um 5ª filme para a franquia estrelada por Will Smith e Martin Lawrence já está sendo discutido. A...
-+=