terça-feira, novembro 29, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoRainha de bateria é vítima de racismo em Cariacica: "Não vou me...

Rainha de bateria é vítima de racismo em Cariacica: “Não vou me calar”

Ela contou nas redes sociais que foi chamada de “macaca” por uma idosa no bairro Itaquari

A estilista e rainha de bateria da Imperatriz do Forte, Bryce Caniçali, 33 anos, foi vítima de racismo na última quinta-feira (12). Ela contou nas redes sociais que foi chamada de “macaca” por uma idosa no bairro Itaquari, em Cariacica.

Por Caique Verli, para Gazeta Online

Em entrevista ao Gazeta Online, a musa do carnaval disse que ficou sabendo do crime através de um amigo.

“Eu não estava presente. Um amigo foi entregar um objeto para uma pessoa, pedindo que ela entregasse para o Thiago (outro amigo de Bryce). A pessoa que recebeu a encomenda perguntou quem era o Thiago. E aí essa senhora, que nem estava na conversa, disse: ‘O Thiago é aquele que fica lambendo a macaca da Bryce. Todo mundo que estava em volta ficou sem reação”, relata.

A rainha de bateria expôs o caso em seu perfil no Facebook e afirmou que vai registrar um boletim de ocorrência contra a idosa. ” Vou fazer o que tenho que fazer, afinal de contas sou mãe e preciso mostrar para minha filha que não podemos aceitar esse tipo de coisa”

A rainha ainda disse que nunca tinha sido vítima de racismo de uma forma tão explícita e que, desde o início, decidiu por acionar a Polícia.

“A gente não pode se calar. Eu não estou disposta a deixar isso impune. Minha mãe passou mal quando soube, a mãe do meu amigo também. É um absurdo um crime como racismo em 2017”, desabafou a musa.

Bryce é um dos nomes mais fortes do carnaval capixaba e desfila desde os 13 anos de idade. Foi rainha de bateria da Boa Vista por três anos e, atualmente, está à frente do coração da Imperatriz do Forte.

Foto: Vítor Jubini
Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench