Salvador cria roteiros turísticos para conexão com a ancestralidade africana

Salvador cria roteiros turísticos para conexão com a ancestralidade africana

Primeira capital do país e prestes a completar 474 anos, Salvador toma a iniciativa e se torna a primeira cidade no Brasil a buscar um lugar de destaque dentro do segmento de afroturismo nacional e internacional. Na capital baiana, foi criado o Salvador Capital Afro, projeto da Prefeitura local que tem o objetivo de posicioná-la como referência neste segmento por meio da valorização das manifestações culturais, do potencial criativo, da força das tradições e do incentivo ao black money.  

Dentro do projeto foi organizado um comitê especializado — o Grupo de Trabalho do Afroturismo — formado por profissionais de referência do setor, como Antonio Pita, Tânia Neres, Nilzete Santos, entre outros — para diálogo com a Secretaria de Cultura e Turismo. Da parceria entre SCA e a secretaria, foi elaborado o guia “Descubra a Salvador Capital Afro”, que acaba de ser lançado, com sugestões de roteiros que saem do lugar-comum e mostram uma cidade protagonizada pelos próprios habitantes, reconectando os turistas com a ancestralidade africana.  

No Guia, é possível fugir dos passeios tradicionais e conhecer, por exemplo a praia do Tubarão, um local de águas calmas que proporciona a Mariscagem. O visitante pode pescar o fruto-do-mar, além de acompanhar o preparo para degustar uma deliciosa moqueca acompanhada de mamão verde.  

Tem também a visita ao terreiro Vodun Kwe To Zo, uma aula de história sobre o candomblé da nação jeje. O local dispõe de hospedaria, imersões e um bistrô fundamentado em etnogastronomia afro-soteropolitna. Ao participar da experiência, o visitante tem a oportunidade de entender como funciona uma comunidade tradicional sustentável. A experiência da religiosidade pode ser complementada com as Vivências de Fé na Terra Santa dos Alagados. 

A Experiência Griô reconta a História do Brasil sob o olhar do povo preto e o engajamento nos diversos eventos políticos.  Já a Rota Afro Congo-Bahia une saberes, contato com a natureza e experiências sensoriais. O caminho começa na Pedra de Xangô, símbolo sagrado e tombado em 2017 como Patrimônio Cultural da cidade. Em seguida, os turistas podem visitar a sede do Afoxé Filhos do Congo, onde são recepcionados com roda de capoeira, vivência musical, percussiva e de dança, entre outras ações. A rota é finalizada com a degustação da culinária local.  

O guia também apresenta o Caminho de Ogun, que conta a real história de Salvador através de uma caminhada pelas ruas do Centro Histórico. No roteiro itinerante, atrativos turísticos, como Elevador Lacerda, Memorial das Baianas, Largo do Pelourinho, Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, entre outros.  

Sobre Salvador Capital Afro 

O Salvador Capital Afro é um movimento inovador, que pretende posicionar a cidade como referência do afroturismo, nacional e internacionalmente, por meio da valorização das manifestações culturais, do potencial criativo, da força das tradições, tecnologias ancestrais e incentivo ao Black Money, movimento que favorece negócios entre pessoas negras. A iniciativa é da Prefeitura Municipal de Salvador, através da Secretaria de Cultura e Turismo, no âmbito do PRODETUR Salvador, em parceria com a Secretaria da Reparação. O projeto tem financiamento do BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento e é mais uma ação implementada do Plano de Desenvolvimento do Turismo Afro em Salvador. 

+ sobre o tema

O preconceito racial será abordado na série do Luke Cage

Jeph Loeb, chefe da divisão de TV da Marvel...

Yzalú: Alma Negra

Yzalú: Alma Negra. Confira a canção abaixo: ** ESTE ARTIGO...

Ludmilla vira empresária e lança linha de perucas em parceria com empresa dos EUA

Sucesso no mundo da música, Ludmilla vai virar empresária...

Adriana Alves mostra o rostinho de Olivia, sua filha com Olivier Anquier

Adriana Alves mostrou o rostinho de sua primeira filha...

para lembrar

Afirmação da cultura negra na capital

Por: Tássia Martins Turbante e outros acessórios resgatam tradições africanas em...

Identificação com a cultura negra através da literatura

A história dos negros no Brasil é marcada, desde...

Projeto turístico Guia Negro percorre monumentos históricos da cultura afro em Salvador

Uma caminhada por 13 pontos históricos de Salvador onde...

Saracura Vai-Vai luta por memória negra no metrô e museu no Bixiga

Não dá para escavar lugares de fundamentos (religiosos), sem...
spot_imgspot_img

Por que Bob Marley é um ícone dos direitos humanos

Ao se apresentar em junho de 1980 na cidade alemã de Colônia, Bob Marley já estava abatido pela doença. Ainda assim, seu carisma fascinou...

Parece, mas não é

Carnaval é uma época do ano em que o Brasil parece ter orgulho de suas raízes africanas —apesar de a festividade ter origem europeia. Quem...

‘Ah, se não Fosse o Ilê Aiyê’: bloco afro mais antigo do país celebra 50 anos de resistência e pioneirismo

Se o bloco afro mais antigo do país enfrentou resistência ao desfilar pelo circuito de Carnaval de Salvador (BA) pela primeira vez, em 1975,...
-+=