Sarau Poética da Macumba ocorre sábado (21) no YouTube

Enviado por / FonteDa UNILAB

No próximo sábado (21), às 17h, Latitudes Africanas organiza o Sarau Poética da Macumba, que será transmitido em seu canal do YouTube.

O Sarau Poética da Macumba é uma atividade artístico-cultural pan-africana e internacional que visa proporcionar reflexões em torno do Mês da Consciência Negra. O objetivo é receber artistas e poetas negros/as do Brasil, Colômbia, Guiné-Bissau, México e República Democrática do Congo. Será mediado por Cicí Andrade, cantautora, estudante de Antropologia em Unila, cria de Saraus da Zona Sul de SP, e que desenvolve sua arte de maneira independente, e por Bas´Ilele Malomalo, natural da RDCongo, filósofo, poeta e coordenador de Latitudes Africanas/Unilab.

Entre os convidados, conta-se com a presença de Chay C., músico compositor, produtor afromexicano do estado de Oaxaca, membro e fundador do grupo “Aguaje Ensamble”, projeto que busca dar visibilidade ao povo afromexicano. Jônatas Petróleo, sambista paulista, ativista sociocultural e professor de música. Alicia Reyes, comunicadora e cantautora colombiana, integrante do grupo musical Majagua Ensamble; mestra em Estudos Latino-americanos, realizadora radial e apaixonada pelas músicas do pacífico e caribe colombiano. Luan Charles, trompetista, arranjador, compositor e poeta, um dos fundadores da Banda Nova Malandragem e do Sarau Força Bruta, que acontece na Ocupação Mateus Santos, zona leste de São Paulo. É também componente de outros “aquilombamentos” culturais como Banda Aldeia e Coletivo Legítima Defesa. Jade Lôbo, estudante de Harvard Scholarship Student at Afro-Latin American Research Institute, doutoranda em Antropologia Social na UFSC. Filipe Buba N’hada, poeta, músico e compositor guineense, graduado em Humanidades pela Unilab e mestrando na Universidade Estadual da Bahia. Confira as informações de todos os convidados aqui.

O evento conta com o apoio técnico dos integrantes do Grupo de pesquisa Grupo de Pesquisa África-Brasil/Unilab/CNPq e Projeto Latitudes Africanas e Mídias Alternativas/Proex/Unilab e de Júlio Cesar Cirilo (pesquisador associado), Isabele Santos (estudante da Unilab e bolsista do projeto de extensão) e Israel Mawete (estudante, pesquisador do grupo e voluntário do projeto de extensão).

Foto: Divulgação

Sobre a poética da macumba

Engelbert Mveng, filósofo e historiador camaronês, no set texto “Problematique d´une estétique negro-africaine” escreve: “Por poética entendemos as leis da criatividade estética negro-africana, por hermenêutica, as regras da interpretação da obra estética […]. Considero a obra de arte negro-africana na sua concepção mais global. Ela é essencialmente linguagem, isto é, expressão de nossa personalidade”.

A macumba é uma palavra que faz parte das africanidades e, nos trabalhos de Basilele Malomalo o termo é usado como sinônimo da cultura negra, culturas produzidas pelos africanos e seus descendentes ao longo da história. “Como muitas palavras africanas, a macumba foi enfeitiçada negativamente pelo pensamento único eurocêntrico, por isso, os negros lutam para libertá-la do ‘feitiço do mal’ do preconceito e do racismo para retribuí-la ao seu verdadeiro significado, a sua força mágica do ‘feitiço do bem’”, afirma Basilele Malomalo.

Malomalo entende por africanidades como culturas inventadas pelos africanos e seus descendentes espalhados pelo mundo e a macumba é uma, entre tantas outras, de suas manifestações epistemológicas, históricas, políticas, estéticas. Nesse sentido, a macumba é um patrimônio da cultura negra, e interessa em muito, o autor inspirando-se em Muniz Sodré, o seu lado da sedução e da magia, que a faz rebelde perante a lógica instrumental e racionalista ocidental.

Fonte: UNILAB

+ sobre o tema

Milton Santos

Milton Almeida dos Santos (Brotas de Macaúbas, Bahia, 3 de...

Machado e a política

A campanha eleitoral, como outras, tem sido pródiga em...

Luiz Gama: Quanto vale um homem?

No tempo da escravidão, o valor era medido pela...

Dirigente histórico do Movimento Negro Brasileiro, ABDIAS NASCIMENTO, ...

A onda de repressão desencadeada em Cuba contra os...

para lembrar

Pallas lança “O filho querido de Olokun” no sábado, dia 9, na Blooks Livraria

"O filho querido de Olokun" (Pallas Editora) é o...

Primeira edição do ZAP! SLAM 2021 acontece dia 20 de maio

Em 2021, o ZAP! SLAM acontece com eventos on-line...

Corpórea Companhia de Corpos lança convocatória para mostra artística de dança latino-americana!

Mostra Artística da Corpórea Companhia de Corpos recebe inscrições...

Comitiva brasileira viaja à Nigéria para participar do OLOJO

Estreitar laços e promover o intercâmbio cultural entre Brasil...
spot_imgspot_img

Chega a São Paulo Um defeito de cor, exposição que propõe uma revisão historiográfica da identidade brasileira por meio de uma seleção de obras em...

De 25 de abril a 1º de dezembro, o Sesc Pinheiros recebe "Um Defeito de Cor". Resultado da parceria entre o Sesc São Paulo...

Aos 76, artista trans veterana relembra camarins separados para negros

Divina Aloma rejeita a linguagem atual, prefere ser chamada de travesti e mulata (atualmente, prefere-se o termo pardo ou negro). Aos 76 anos, sendo...

Com 10 exibições que abordam a luta antirracista, Mostra do Cinema Negro tem sessões a partir de 4 de abril em Presidente Prudente

O Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) promove, entre os dias 4 de abril e 23 de maio, uma programação com dez filmes que celebram o cinema...
-+=