quarta-feira, setembro 16, 2020

    Tag: KBELA

    blank

    KBELA é selecionada para Festival de Roterdâ

    Kbela e mais 14 títulos brasileiros estarão na programação do 46º Festival Internacional de Cinema de Roterdã (IFFR). O evento que ocorre entre os dias 25 de janeiro e 5 de fevereiro é dividido entre mostras competitivas e não competitivas. O filme dirigido por Yasmin Thayná, será exibido na mostra “Black Rebels”, que tem como foco cineastas da diáspora africana que debatem e enfrentam o racismo em suas obras. Por Aline Ramos, para ONDA Todos os anos, o Festival Internacional de Cinema de Roterdã examina temas relevantes da sociedade com filmes, debates, convidados especiais e programas paralelos. A mostra “Black Rebels” faz parte dessa seção que busca dialogar com temas atuais.  O cineasta norte americano Barry Jenkins, que recebeu no último domingo, dia 08, o Globo de Ouro de Melhor Filme de Drama por Moonlight, participa da mesma mostra com uma masterclass. Kbela traz um olhar sobre a experiência do ...

    Leia mais
    blank

    Nobrasil lança websérie Afrotranscendence

    DIRIGIDA POR YASMIN THAYNÁ E ESCRITA POR DIANE LIMA, A SÉRIE DE 12 CAPÍTULOS DISCUTE RACISMO, MEMÓRIA, PRÁTICAS ARTÍSTICAS E A NECESSIDADE DE PRODUZIRMOS CONHECIMENTO COMO ATO POLÍTICO. Do Nobrasil ” PORQUE EU ESCREVO? PORQUE EU TENHO QUE. PORQUE MINHA VOZ, EM TODOS OS SEUS DIALETOS, TEM ESTADO EM SILÊNCIO POR MUITO TEMPO.” PLANTATION MEMORIES – GRADA KILOMBA. O projeto que reuniu durante três dias, 20 pessoas das mais diversas áreas de atuação de todos os cantos do Brasil para junto com 20 especialistas, dentre eles intelectuais, ativistas, agentes culturais e artistas, vivenciar uma experiência coletiva de aprendizado que incentivasse a ativação da nossa memória e permitisse a criação de novas narrativas e linguagens, agora lança a websérie feita com a participação de uma equipe que trabalhou toda ela de forma colaborativa. Diane Lima, que escreveu a série e é também a idealizadora e curadora do projeto, diz que o conteúdo chega em um ...

    Leia mais
    blank

    Curta-metragem Kbela estreia em Salvador nesta sexta

    O curta-metragem Kbela, da cineasta Yasmin Thayná, 22 anos, estreia nesta sexta-feira, 8, no Cine Teatro Solar Boa Vista (Engenho Velho de Brotas), às 19h30, em Salvador. O curta traz um olhar sobre a experiência do racismo vivido cotidianamente por mulheres negras e mostra a descoberta de uma força ancestral que emerge de seus cabelos crespos transcendendo o embranquecimento. Do A Tarde "A gente queria muito vir para Salvador desde que estreamos no Rio. Primeiro porque Salvador era a cidade que mais pedia KBELA em nossa página, junto com São Paulo. Segundo porque é isso: o lugar com maior número de pessoas negras do país", afirmou Yasmin Thayná. O curta foi realizado de forma colaborativa por mulheres negras sobre mulheres negras. Mas Yasmim ressaltou que o filme é "para todos". Os ingressos da exibição custam R$ 4 (inteira). Após a exibição do filme, haverá uma conversa com Yasmin.

    Leia mais
    blank

    “Kbela”, filme sobre a relação da mulher negra com o cabelo crespo, foi eleito melhor do MOV

    O curta-metragem carioca Kbela, da diretora Yasmin Thayná (PUC-Rio), saiu eleito Melhor Filme do MOV Festival Internacional de Cinema Universitário de Pernambuco, que fez edição de quinta a sábado (19), no Cinema São Luiz. Trinta e oito curtas de 17 países foram exibidos. O pernambucano Dindas, de Lara Builtron e Vitor Lima (UFPE), sobre as mulheres trans e as travestis no sistema carcerário masculino do Estado, levou a categoria Destaque Pernambuco. Por Romero Rafael , no Social1   Leia Também: Yasmin Thayná(KBELA): “O negro é o único indivíduo no Brasil que precisa se assumir enquanto sua própria raça/etnia.” Sobre Kbela, a obra é um olhar sobre a experiência do racismo vivido cotidianamente por mulheres negras, com a descoberta de uma força ancestral que emerge de seus cabelos crespos, como exercício subjetivo de autorrepresentação e empoderamento. Assista ao trailer:

    Leia mais
    Fotos © www.stephmunnier.com

    Kbela + Afrobetizar: O dia de se ver no cinema.

    O Rio tem despertado mais uma vez o interesse pela necessidade de representatividade de quem faz acontecer a vida cotidiana da cidade e ainda assim vive à margem da invisibilidade. Posso dizer com propriedade que setembro foi um dos meses mais ativos do ano. Muitos lançamentos, inicio de projetos, renovações e recomeços. Por Gessica Justino Do Coletivo Oba Dentre esses tivemos no dia 12 o lançamento do filme Kbela sob direção da Yasmin Thayná no Cinema Odeon. KBELA: uma experiência audiovisual sobre ser mulher e tornar­-se negra.  Fotos  © www.stephmunnier.com KBELA é um curta-metragem experimental realizado de forma colaborativa por mulheres negras sobre mulheres negras. Seja através do cinema ou através dos cabelos, essas mulheres têm em comum a busca por novas possibilidades para narrar suas histórias em diferentes campos onde machismo e racismo são obstáculos a serem superados. O processo de produção do filme é baseado nas redes de afeto ...

    Leia mais
    blank

    Após sucesso na estreia, “Kbela” ganha três sessões no Odeon

    O Cine Odeon abriu mais três sessões - 18, 19 e 20 agora, às 17h40m - para o curta "Kbela", dirigido por Yasmin Thayná, de 22 anos. É que na estreia, sábado passado, todos os 550 ingressos foram vendidos. Por  Daniel Brunet Do O Globo O curta conta histórias de mulheres negras que enfrentam o machismo e o racismo. Leia Também  Cineasta negra fala sobre cabelo e empoderamento na Bienal do Livro

    Leia mais
    blank

    Filme Kbela é homenagem a todas as mulheres negras

    Idealizado por Yasmin Thayná e realizado coletivamente, Kbela nasceu a partir de um conto escrito por ela sobre descobrir-se negra e “assumir” os fios crespos. O processo enfrentado pela maioria das meninas negras ao longo da vida, de rejeição ao próprio cabelo, submissão à dolorosos processos químicos para alisar e recusa à cor da pele são os temas centrais do conto, que fez parte da publicação da Feira Literária das Periferias e foi encenado durante o Festival Home Theatre. Após três anos de processo, Kbela foi a primeira lotação do cinema Odeon desde sua reinauguração em maio, com uma plateia predominantemente negra. Haverá ainda mais três sessões do filme, nos dias 18, 19 e 20 deste mês, às 17h40 Por Debora Pio, no Brasil 247 Filme Kbela homenageia todas as mulheres negras Três anos de processo. Primeira lotação do cinema Odeon desde sua reinauguração em maio. Uma plateia predominantemente negra. O filme ...

    Leia mais
    blank

    Cineasta negra fala sobre cabelo e empoderamento na Bienal do Livro

    "Estamos num momento em que a mulher negra vê o seu cabelo como ele realmente é pela primeira vez", disse a jovem cineasta Yasmin Thayná, 22, para uma platéia de homens e mulheres, brancos e negros, na Bienal do Livro na tarde desta sexta-feira (4). Por Luiza Franco Do Folha Thayná, que exibe um black power poderoso, foi ao evento para falar sobre seu filme, "Kabela", um curta-metragem experimental que celebra o cabelo da mulher negra. Estréia na próxima terça-feira (8) no Cine Odeon, no Rio. Ele nasceu do conto MC K-bela, que relata a história de uma menina que sofre durante toda a infância e adolescência por ter cabelo crespo e um dia decide se libertar dos alisamentos. "As mulheres negras começam a alisar o cabelo com cinco anos de idade. Quando convocamos voluntárias para atuar no filme, começaram a surgir relatos de meninas que diziam ter entrado em depressão ...

    Leia mais
    blank

    Os racistas têm o abismo. Nós temos que ter o amor

    Recebi essa mensagem ontem a noite de uma mulher e não quis expor seu nome. Diariamente nós não conseguimos circular nos espaços sem qualquer tentativa de humilhação e constrangimento por sermos negros. A gente viu recentemente o que aconteceu com a Maria Julia, a Maju, a Milleni, a Gabi Monteiro e tantas outras que eu poderia ficar a vida toda citando nomes. Esses espaços são: todos. Seja no trabalho, na escola/faculdade, na rua. Todos os dias temos que matar três leões a cada esquina que a gente vira. Quantas vezes já tive que mudar de lugar porque tinham câmeras apontadas na minha direção? Qual é o dia que a gente não passa situações de violência na rua por sermos negros? Mas é aquilo: "não existe racismo no Brasil. Aqui o povo é misturado, todo mundo anda junto, todo mundo se respeita. Os negros são muito vitimistas e tem um povo ...

    Leia mais
    blank

    KBELA – Uma experiência audiovisual sobre ser mulher e tornar-se negra

    O que pode acontecer quando mulheres negras decidem narrar suas próprias histórias? no KBELA Para acalmar corações ansiosos, Yasmin Thayná, diretora e roteirista do KBELA, mergulhou na ilha de edição com nosso diretor de fotografia Felipe Drehmer para preparar um teaser dessa experiência. Tem mais! Nossa equipe de comunicação formada pela programadora Steffania Albanez, a designer Ana Almeida e os comunicadores Silvanah Bahia e Bruno F. Duarte pilharam na ideia de mostrar um pouco mais do trabalho.

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank
    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist