Vestibular 2023: Unicamp tem alta de aprovados que estudaram na rede pública, e de pretos e pardos

Universidade estadual divulgou balanço nesta sexta onde diz que 1.681 dos 3.395 ingressantes fizeram o ensino médio na rede pública. Além disso, 1.019 matriculados são pretos e pardos.

A Unicamp registrou no Vestibular 2023 aumento na quantidade de estudantes aprovados que cursaram o ensino médico em unidades da rede pública, no comparativo com a edição anterior, segundo estatísticas divulgadas nesta sexta-feira (31) pela comissão organizadora (Comvest). Além disso, a universidade contabilizou alta na quantidade de negros (pretos e pardos) ingressantes.

Os resultados consideram indicadores das oito chamadas da seleção tradicional, o acesso por meio de notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a modalidade com reserva de vagas para premiados em olimpíadas de conhecimentos, o Vestibular Indígena e o Profis – curso sequencial da Unicamp para 120 estudantes que fizeram o ensino médio em escolas públicas de Campinas.

Resultados do vestibular

Entre os 3.395 ingressantes, 1.681, o equivalente a 49,5% dos matriculados, estudaram na rede pública. Na edição anterior, segundo a Unicamp, a quantidade ficou em 1.586, o que significou 47,5%.

Em relação ao grupo de estudantes pretos e pardos que vão iniciar a graduação, diz a Comvest, ele soma 1.019 matriculados, o equivalente a 30% do total. No Vestibular 2022 eram 1.017, igual a 29,3%.

O perfil socioeconômico geral não foi divulgado pela comissão organizadora, mas ela adiantou que 14,7% dos matriculados são estudantes que apresentam um perfil de vulnerabilidade e foram contemplados com isenção da taxa de isenção de R$ 192 – valor que será mantido na edição 2024.

No ano passado, este grupo foi de 13%, informou a universidade estadual. “Conseguimos não apenas estancar a queda de alunos de escolas públicas, mas aumentar a participação desse grupo entre os matriculados em 2023”, diz nota divulgada pelo diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto.

Vestibular 2024

A 1ª fase será em 29 de outubro, enquanto a 2ª está marcada para os dias 3 e 4 de dezembro e a Unicamp prevê 2.540 vagas para 69 cursos em Campinas, Limeira e Piracicaba. O período de inscrições vai de 31 de julho a 31 de agosto, por meio da página da comissão organizadora (Comvest).

Isenção

O prazo para solicitação do benefício ficará disponível no intervalo entre 15 de maio e 5 de junho, e a lista de estudantes contemplados com a gratuidade da cobrança sai em 28 de julho, informou a Comvest. Neste caso, a comissão organizadora projeta em torno de 10 mil isenções.

Habilidades específicas

A Unicamp informou que as avaliações de habilidades específicas para cursos onde há exigência desta etapa serão realizadas de 7 a 9 de dezembro.

Logística mantida e antecipação

O diretor da Comvest, José Alves de Freitas Neto, explicou ao g1 que a prova terá o mesmo formato da edição anterior, e a Unicamp manteve inalterada a logística. Com isso, a 1ª fase será em 31 cidades de São Paulo, além de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Fortaleza (CE) e Salvador (BA).

O calendário do vestibular foi estabelecido para evitar que as datas coincidissem com provas de outras universidades públicas de São Paulo, e com a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Segundo Freitas Neto, a 1ª fase foi antecipada para outubro para evitar coincidência com o Enem, que terá provas em 5 e 12 de novembro, e a 2ª fase foi definida considerando-se a necessidade de ter 30 dias para correções da etapa anterior, organização, e período de férias dos estudantes em janeiro.

Além da isenção da taxa, outras políticas afirmativas para elevar a inclusão social também foram mantidas pela Unicamp. Entre elas estão as cotas étnico-raciais e a aplicação de bônus às notas dos candidatos que estudaram em escolas públicas nos ensinos fundamental e médio. Veja aqui detalhes.

As provas do vestibular 2024

O formato das avaliações mantém o padrão de questões da edição anterior:

  • 1ª fase: 72 questões de múltipla escolha e prova com duração de até 4 horas;
  • 2ª fase: a avaliação é comum para todos os estudantes chamados e tem a seguinte estrutura:
  • no primeiro dia, a avaliação é comum para todos os estudantes chamados e tem a seguinte estrutura: redação, além de questões dissertativas de língua portuguesa e literaturas de língua portuguesa, e interdisciplinares em língua inglesa;
  • no segundo dia, o exame terá perguntas dissertativas para todos convocados nas disciplinas de matemática, interdisciplinar de ciências humanas, e interdisciplinar de ciências da natureza. Além disso, serão realizadas provas de conhecimentos específicos, conforme a opção de curso: área de ciências biológicas/saúde (biologia e química), ciências exatas/tecnológicas (física e química), e ciências humanas/artes: (geografia e história, incluindo filosofia/sociologia).

Calendário oficial do Vestibular 2024 da Unicamp

  • Inscrições: 31/07 a 31/08
  • 1ª fase: 29/10
  • 2ª fase: 03/12 e 04/12
  • Provas de habilidades específicas: 07/12 a 09/12

+ sobre o tema

para lembrar

Professor Sérgio Nogueira aponta os 10 erros de português mais frequentes

O professor Sérgio Nogueira explicou os dez erros mais...

50 erros de português que você não pode mais cometer

Guia prático para não queimar mais o filme em...

Professor de Harvard revela os preceitos para a ‘boa escrita’

Para Steven Pinker, 'escrever bem requer empatia'. Professor do...

Ocupar escolas, ocupar o discurso especialista

“O indivíduo era sempre descrito em função de seu...
spot_imgspot_img

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...

Unicamp abre 16 cursos gratuitos online; veja como se inscrever

Quer começar o ano dando uma turbinada no currículo? A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) oferece vagas em 16 cursos gratuitos totalmente para estudantes...
-+=