Vice-procuradora geral diz que impeachment é golpe e renuncia ao cargo

Ela Wieck também afirmou que tem muita gente que pensa como ela dentro do Ministério Público

Do RBA

São Paulo – A vice-procuradora geral da República, Ela Wiecko Volkmer de Castilho, pediu a renúncia do cargo ontem (30) após afirmar ser golpe o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Ela foi indicada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em 2013. A saída da vice aconteceu após aVeja questionar a participação dela no ato contra impeachment, em Lisboa. Ao site da revista, Wieckoafirmou que, do ponto de vista político, o impeachment de Dilma é um golpe. “É um golpe bem feito dentro daquelas regras”.

A vice procuradora afirmou que tem muita gente que pensa como ela dentro do Ministério Público. “Pelas coisas que a gente sabe do Temer, não me agrada ter o Temer como presidente. Não me agrada mesmo. Ele não está sendo delatado? Eu sei que tenho delação contra ele, então não quero”, acrescentou.

Ela foi questionada pela Veja, após aparece em uma manifestação em Lisboa, em Junho, denunciando o golpe do impeachment e pedindo “Fora Temer”. A vice procuradora declarou que participou do ato como cidadã e não se arrepende. “Eu não posso falar nada? Não posso ter nenhuma liberdade de manifestação?”, questionou.

O marido de Ela, Manoel Lauro Volkmer De Castilho, também pediu exoneração do cargo que ocupava no gabinete do ministro Teori Zavascki do Supremo Tribunal Federal (STF), no início deste mês, ele pediu afastamento depois de endossar um manifesto de apoio à decisão do ex-presidente Lula de recorrer ao Comitê de Direitos Humanos da ONU contra o juiz da Lava Jato, Sergio Moro.

Assista:

+ sobre o tema

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e...

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a...

para lembrar

PT vê em empresária nome do ‘capital’ para chapa presidencial para 2022 

A empresária Luiza Trajano, de 69 anos, presidente do...

Batistas repudiam campanha político-religiosa contra Dilma

ELEIÇOES 2010: PRONUNCIAMENTO DA ALIANÇA DE BATISTAS DO BRASIL...

Morro da Chacrinha teve duas atletas medalhistas

Walmyr Junior conta a história de superação das jogadoras...

Plebiscito para maioridade penal? Então também quero um para taxar fortunas

por Leonardo Sakamoto Daí eu ligo a TV e vejo...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste ano, foram feitas 7.887 denúncias de estupro de vulnerável ao serviço Disque Direitos Humanos (Disque...

‘Criança não é mãe’: manifestantes em todo o Brasil protestam contra PL da Gravidez Infantil

Diversas cidades do país receberam na noite desta quinta-feira (13) atos de movimentos feministas contra o projeto de lei que equipara aborto a homicídio,...

É sórdido condenar vítima de estupro por aborto

É sórdido e apequena a política o Projeto de Lei que ameaça condenar por homicídio meninas, jovens e mulheres que interromperem gestações, ainda que...
-+=