Vice-procuradora geral diz que impeachment é golpe e renuncia ao cargo

Ela Wieck também afirmou que tem muita gente que pensa como ela dentro do Ministério Público

Do RBA

São Paulo – A vice-procuradora geral da República, Ela Wiecko Volkmer de Castilho, pediu a renúncia do cargo ontem (30) após afirmar ser golpe o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Ela foi indicada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em 2013. A saída da vice aconteceu após aVeja questionar a participação dela no ato contra impeachment, em Lisboa. Ao site da revista, Wieckoafirmou que, do ponto de vista político, o impeachment de Dilma é um golpe. “É um golpe bem feito dentro daquelas regras”.

A vice procuradora afirmou que tem muita gente que pensa como ela dentro do Ministério Público. “Pelas coisas que a gente sabe do Temer, não me agrada ter o Temer como presidente. Não me agrada mesmo. Ele não está sendo delatado? Eu sei que tenho delação contra ele, então não quero”, acrescentou.

Ela foi questionada pela Veja, após aparece em uma manifestação em Lisboa, em Junho, denunciando o golpe do impeachment e pedindo “Fora Temer”. A vice procuradora declarou que participou do ato como cidadã e não se arrepende. “Eu não posso falar nada? Não posso ter nenhuma liberdade de manifestação?”, questionou.

O marido de Ela, Manoel Lauro Volkmer De Castilho, também pediu exoneração do cargo que ocupava no gabinete do ministro Teori Zavascki do Supremo Tribunal Federal (STF), no início deste mês, ele pediu afastamento depois de endossar um manifesto de apoio à decisão do ex-presidente Lula de recorrer ao Comitê de Direitos Humanos da ONU contra o juiz da Lava Jato, Sergio Moro.

Assista:

+ sobre o tema

Detenção de Mano Brown exemplifica a mensagem de Cores e Valores

Pedro Paulo Soares Pereira, 44 anos, também conhecido como...

Do outro lado do rio – Por: Fernanda Pompeu

Existiu um tempo na minha vida em que...

Últimas tropas de combate dos EUA deixam o Iraque

Segundo redes americanas, tropas deixam o país em direção...

Manifesto pede a Lula indicação inédita de ministra negra para o STF

Entidades jurídicas lançam nesta quarta-feira (8) um manifesto pela indicação...

para lembrar

Justiça cassa 13 vereadores em São Paulo; advogado diz que lei não proíbe doações

Fonte:UOL - A Justiça Eleitoral de São Paulo cassou...

Contra Covid-19, IBGE antecipa dados sobre indígenas e quilombolas

O IBGE estima que no Brasil existiam 7.103 localidades...

Procon-SP alerta sobre oferta de produtos nas redes sociais

Cada vez mais usadas como ferramentas para o...

Maioria acha que Obama não mereceu Nobel

Fonte: Blog Sérgio Dávila - Pesquisa Gallup divulgada hoje confirma...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Militares no alvo

Nada na operação da Polícia Federal ontem chamou mais a atenção que o envolvimento da alta cúpula militar do governo Jair Bolsonaro na trama golpista. As...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...
-+=