Vídeo sobre remoções da Copa no Brasil é exibido na ONU

Comitês Populares da Copa denunciam violações ao Conselho de Direitos Humanos da ONU. As obras atingem cerca de 250 mil pessoas, entre removidas ou em risco de remoção

Ciro Barros

Às oito horas da manhã dessa terça-feira (meio-dia em Genebra), Larissa Araújo, da Articulação Nacional dos Comitês Populares (ANCOP), participou da 23ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) para falar das violações cometidas nas remoções de famílias em todo o país nos preparativos para a Copa do Mundo. Em um evento paralelo à sessão do Conselho, o vídeo “Who wins this match?” (Quem ganha esse jogo?), produzido em parceria com a Conectas, foi exibido, mostrando números e depoimentos dos moradores removidos ou em risco de remoção – cerca de 250 mil, segundo o cálculo dos movimentos.

“Para chegar a esses números somamos famílias que foram atingidas por obras – que em algum momento foram vinculadas à Copa e às Olimpíadas – (algumas obras foram retiradas da Matriz de Responsabilidade da Copa e assumidas por governos estaduais e/ou prefeituras), com famílias que em algum momento foram ameaçadas de remoção”, explica Francisco de Felippo, também da Ancop, sobre os cálculos, contestados pelo poder público. “Em Natal, por exemplo, o prefeito assinou um documento se comprometendo a não remover ninguém. Mas isso veio depois de muita luta das comunidades. Se a gente colocasse que as remoções em Natal foram zero, dá a impressão de que não teve problema lá. Mas teve e a gente, junto com as comunidades, reverteu”, exemplifica.

Além dos números, saltam aos olhos o desespero, a indignação e o desalento dos moradores diante dos métodos e da falta de diálogo do poder público transmitidos pelos depoimentos dos atingidos, agora ouvidos na ONU.

Confira o vídeo abaixo:

 

 

Fonte: Brasil de Fato

+ sobre o tema

Consciência Negra programação Mato Grosso do Sul 2011

05/11 Feira da Agricultura Familiar de Furnas dos...

“Dear White People” e a diversidade de pele negra

  (Não há spoiler algum aqui) Caras pessoas negras, Nós somos muitos....

Câmara aprova concessão de rádio para indígenas e quilombolas

Por: Oscar Telles   O relator, Zenaldo Coutinho,...

Fotógrafa russa se surpreende com racismo no Brasil e decide captar a beleza de mulheres negras

Muita gente ainda acha que não existe racismo no Brasil....

para lembrar

Toussaint Louverture, o general negro que libertou o Haiti

Toussaint Louverture liderou a revolução haitiana que conquistou a...

Usain Bolt inspira jovens atletas cariocas durante treino no Rio

Cristina Indio do Brasil  Agência Brasil O encontro com o...

Nelson Mandela deixa hospital

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, de 94 anos, foi...
spot_imgspot_img

‘Está começando a segunda parte do inferno’, diz líder quilombola do RS

"Está começando a segunda parte do inferno", com esta frase, Jamaica Machado, líder do Quilombo dos Machado, de Porto Alegre, resumiu, com certo desânimo, a nova...

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...

Inéditos de Joel Rufino dos Santos trazem de volta a sua grandeza criativa

Quando faleceu, em 2015, Joel Rufino dos Santos deixou pelo menos dois romances inéditos, prontos para publicação. Historiador arguto e professor de grandes méritos, com...
-+=