quinta-feira, dezembro 8, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaAyobami Adebayo, jovem escritora nigeriana, vai participar da Flip 2019

Ayobami Adebayo, jovem escritora nigeriana, vai participar da Flip 2019

Autora de ‘Fique comigo’, ela foi aluna de Chimamanda Ngozi Adichie e Margaret Atwood; livro entrou na lista de melhores de 2017 do ‘New York Times’ e do ‘Guardian’. Evento será em julho.

Do G1

 Ayobami Adebayo- mulher negra de tranças, vestindo um vestido preto- encostada em uma parede branca e sorrindo.
A escritora nigeriana Ayobami Adebayo, que vai participar da Flip 2019 — Foto: Divulgação/Flip

A escritora nigeriana Ayobami Adebayo, que foi aluna das celebradas Chimamanda Ngozi Adichie e Margaret Atwood e teve seu livro “Fique comigo” (Harper Collins) na lista de melhores de 2017 dos jornais “The New York Times” e “The Guardian”, vai participar da 17ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), informou a organização do evento neste sábado (4).

A Flip 2019 acontece entre 10 e 14 de julho.

“A escrita de Ayobami Adebayo é viva e cativante, o livro é desses que você não consegue largar. É uma história muito comovente e emocionalmente forte sobre relações familiares. Essa narrativa, somada às questões sobre tradição e modernidade, masculino e feminino que aparecem no livro, criam uma grande estreia literária”, declarou em nota a curadora do evento, Fernanda Diamant.

Diretor-geral e artístico da Flip, o arquiteto Mauro Munhoz diz que “a literatura africana contemporânea começa a chegar no Brasil para um público mais amplo agora”.

“É da natureza da Flip ajudar a arquitetar essa ponte entre a Nigéria e os leitores brasileiros, como aconteceu com a vinda de Chimamanda Ngozi Adichie, em 2008, que arrebatou a plateia e logo se firmou como uma das mais importantes vozes da atualidade.”

Nascida em Lagos, capital da Nigéria, em 1988, Ayobami Adebayo é formada em literatura anglófona na Universidade Obafemi Awolowo, na cidade de Ifé.

Já no fim da faculdade, participou de um workshop ministrado pela escritora, e sua conterrânea, Chimamanda Ngozi Adichie, atora de obras como “Meio sol amarelo”, “Hibisco roxo” e “Americanah”, todas publicadas no Brasil pela Companhia das Letras.

Mais tarde, Ayobami fez mestrado em escrita criativa na Universidade de East Anglia, no Reino Unido, onde teve aulas com a canadense Margaret Atwood, autora do best-seller “O conta da aia” (Rocco), que deu origem à série “The handmaid’s tale”.

O livro de estreia da nigeriana é justamente “Fique comigo”, publicado há dois anos. A trama se passa no país de origem da autora, nas décadas de 1980 e 1990.

“Tecendo reflexões sobre o patriarcalismo na sociedade nigeriana, [o livro] desvela o dilema causado por conta da impossibilidade do casal de ter filhos e a pressão familiar em introduzir mais uma esposa na relação – no país, a poligamia é socialmente aceita”, descreve a nota da Flip.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench