Brasil registra 10% dos homicídios do mundo; jovens negros tem 147% mais chance de ser vítima

O Atlas da Violência 2016, divulgado pelo Ipea, mostra que 10% de todos os homicídios registrados no mundo, em 2014, aconteceram no Brasil. De acordo com o estudo, os casos aumentaram 29,1% entre 2004 e 2014, pulando de 48.909 para 59.627 mortes.

NORDESTE
O documento destaca também que, a partir de 2008, o número de mortes tem crescido mais em cidades menores, no interior do Brasil, especialmente no Nordeste, do que nas metrópoles do Sul e Sudeste.

NEGROS
Outro dado é que, aos 21 anos de idade, negros e pardos possuem 147% a mais de chances de ser mortos, em relação a indivíduos brancos, amarelos e indígenas. No período estudado, houve aumento de 18,2% na taxa de homicídios de afrodescendentes e redução de 14,6% de outras vítimas.

MULHERES
Já o número de homicídios de mulheres de todas as raças cresceu 11,6% entre 2004 e 2014, de 3.830 para 4.757 casos.

[symple_button url=”http://www.geledes.org.br/wp-content/uploads/2016/03/atlas_da_violencia_2016-2.pdf” color=”orange” button_target=”_blank”]O Atlas da Violência 2016 – PDF[/symple_button]

 

+ sobre o tema

Iniquidades raciais e as mudanças do clima

O verão brasileiro, embora conhecido pelas belíssimas praias, férias...

Conversas sobre o luto: quando uma mãe preta retorna ao mundo das encantadas

O encantamento é uma das principais heranças deixadas por...

E assim vamos nós, lutando pela existência de nossas gerações

Vamos que vamos! Frase muito usada por quem sonha...

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção...

para lembrar

spot_imgspot_img

Um guia para entender o Holocausto e por que ele é lembrado em 27 de janeiro

O Holocausto foi um período da história na época da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), quando milhões de judeus foram assassinados por serem quem eram. Os assassinatos foram...

‘Não’ é ‘Não’, inclusive na igreja

No dia 29 de dezembro, o presidente Lula sancionou a lei do protocolo "Não é Não" (lei 14.786/2023), que combate violência e assédio sexual contra mulheres...

Lula sanciona lei que protege mulheres de violência em bares e shows

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a lei que cria o protocolo Não é Não, mecanismo de combate ao constrangimento e à...
-+=