Capulanas realiza últimas apresentações de sangoma

Após dois anos abrindo as portas portas da Goma Capulanas para apresentar Sangoma, a Cia Capulanas de Arte Negra se prepara para realizar as últimas apresentações de Sangoma – Saúde da Mulher Negra, de 11 a 20 de setembro, de sexta a sábado às 20h, e domingo às 19h.

No Dica de Teatro

Com sede no bairro do Jardim Ibirapuera, na zona sul de São Paulo, a Goma Capulanas – casa sede do grupo, tem seu espaço ressignificado e recriado, dando vida aos depoimentos de seis personagens femininas que trazem à tona  o universo místico, político e social da mulher negra, da mulher negra da periferia, da escassez social e afetiva na qual estão condicionadas as mulheres negras brasileiras.

Dirigido e concebido pelas Capulanas – Companhia de Arte Negra, Sangoma promove a reflexão acerca da saúde da mulher negra. Sangoma é um convite a um universo místico cercado de histórias de dor, superação, amores verdadeiros e possibilidades de cura.

Sangomas são as mulheres escolhidas espiritualmente por seus ancestrais para darem continuidade aos trabalhos de cura espiritual e física dentro da comunidade, é uma peça ambientada em uma casa onde os espectadores percorrem cada cômodo sentindo de perto o depoimento das seis personagens que ali vivem. São vozes muitas vezes caladas, que despertaram do silêncio para brotar vida e relatar as enfermidades causadas em suas relações com o mundo, com o outro e os caminhos que percorreram para chegar à cura.

A construção dos personagens e suas histórias de vida foram compiladas a partir de atividades de formação realizadas pelo grupo em 2012. Temas como saúde cultural, física e psíquica de mulheres negras foram fundamentais para o desenvolvimento dos textos, criados em parceria com a escritora Cidinha da Silva.

Sinopse 

O espetáculo discute temas relacionados à saúde das mulheres negras. Seis mulheres Sangomas habitam uma casa sagrada com laços ancestrais. Mulheres que romperam o silêncio compartilham suas histórias de vida e seus caminhos para chegar à cura.

 

Ficha Técnica:

Elenco: Adriana Paixão. Carol Rocha, Débora Marçal, Flávia Rosa, Priscila Preta Obaci, Rose de Oyá. Direção: Kleber Lourenço. Texto: Cidinha da Silva e Capulanas

 

SANGOMA

Curta Temporada: 11 a 20 de setembro de 2015

Sexta, sábado às 20h | Domingo às 19h

Horário: 20h | Duração: 90 minutos

Entrada Gratuita | 30 lugares | Ingressos distribuidos 1h antes

Goma Capulana – Teatro

Rua José Barros Magaldi 1121, Jd Ibirapuera – zona sul

+ sobre o tema

Travesti eleita Princesa Gay do Carnaval de 2013 é espancada e jogada sobre linha de trem no Rio

Apesar da preocupação da Polícia Civil com um plano...

Sobrecarga doméstica de mulheres é problema de Estado, diz secretária da ONU

A divisão injusta de trabalho doméstico entre homens e...

Chega ao Brasil livro que lista mulheres importantes da história negra; brasileira é citada

A HarperKids vai lançar, em julho, o livro infantil "Pequenas...

Festival de Cannes 2018 terá protesto organizado por mulheres negras

"Negra não é a minha profissão". Por Bruno Carmelo , do Adoro...

para lembrar

Colorindo Egos, por Sueli Carneiro

Nesta semana ocorreu em São Paulo o I Congresso...

Única, poderosa, absoluta

Espetacular! no HuffPost Brasil A incrível Simone Bailes, ouro na ginástica...

Professora é a 2ª travesti no país a estar num programa de Doutorado

É do Mato Grosso e da Secretaria de Estado...

Sou cineasta negra e quero falar do racismo no audiovisual brasileiro

Há tempos, estamos na luta por outras narrativas possíveis...
spot_imgspot_img

Mãe de Simone Biles ofereceu apoio crucial quando ela decidiu não competir em Tóquio: “Eu te amo e saiba que estamos rezando por você”

A Netflix lançou recentemente "Simone Biles Rising", uma série documental que oferece uma visão íntima da vida pessoal e profissional da ginasta Simone Biles...

Zezé Motta recebe Preta Gil, Sheron Menezzes e Aline Wirley no ‘Especial mulher negra’

Artista que acabou de completar 80 anos, Zezé Motta recebe Aline Wirley, Preta Gil e Sheron Menezzes no “Especial mulher negra”, que será exibido...

Julho das Pretas: ‘Temos ainda como horizonte sermos livres das amarras históricas’, diz ativista

No dia 25 de julho será celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. E em alusão a data, o Julho das Pretas é realizado...
-+=