Cartão para moradores de favela, Cufa Card será lançado no Rio

O Cufa Card será lançado oficialmente nesta terça-feira, em Madureira, na Zona Norte do Rio. O cartão pré-pago é voltado para consumidores e empreendedores das favelas e poderá ser usado em qualquer estabelecimento que aceita a bandeira MasterCard no Brasil. Os interessados não precisam ter conta em banco ou comprovar renda. Também não será realizada consulta a órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa.

Por Marcela Sorosini Do Extra

O cartão poderá ser usado para saques em caixas eletrônicos. Pelo aplicativo, será possível consultar o saldo, colocar crédito no celular, pagar contas pelo celular e fazer transferências para outros cartões Cufa Card. Não serão cobradas taxas por esses serviços.

O cliente pagará uma mensalidade de R$ 8, que será revertida em um crédito de R$ 10 para celulares pré-pagos. O usuário só paga a taxa se tiver o dinheiro em conta, caso contrário, não contrai dívida alguma.

— De acordo com minha última pesquisa, 93% dos moradores de favela possuem celulares, dos quais 87% são pré-pagos. Além disso, em 100% das famílias que possuem celular, pelo menos um membro delas usa o serviço pré-pago. Logo, constamos que crédito de celular é igual dinheiro vivo nas favelas — afirma Celso Athayde, presidente da Favela Holding e um dos idealizadores do projeto.

Para ele, o programa também promete vantagens para os comerciantes: eles poderão aceitar pagamentos desses cartões sem taxa de operação, adesão e manutenção e vão receber sempre à vista.

— Esse será um dos mais expressivos projetos de inclusão financeira que o Brasil já teve.

A emissão do cartão e a entrega da maquininha Cufa Card serão iniciadas nesta terça-feira, dia 11 de julho.

Representantes em 31 favelas diferentes do Rio vão fazer o cadastro dos clientes e entregarão o cartão na hora. Algumas equipes ficarão em postos físicos, enquanto outras irão de casa em casa ou participarão de eventos nas comunidades. Um terceiro grupo vai oferecer a parceria para os empreendedores formais e informais das favelas.

As favelas são Acari, Antares, Asa Branca, Bancários, Barbante de Campo Grande, Catiri, Cidade de Deus, Chaperó, Cidade Alta, Coreia, Dendê, Fallet Fogueteiro, Grota do Surucucu, Jardim Bangu, Manguinhos, Mineira, Muquiço, Parque União, Pedreira, Penha, Rio das Pedras, Rocinha, Sapo de Camará, Seropédica, Serrinha, Vidigal, Vigário Gera, Parada de Lucas , Vila Aliança, Vila Vintém, Vila Kenedy.

Pessoas de todo o país podem pedir o cartão pelo site www.cufacard.com.br.

+ sobre o tema

para lembrar

Movimento Negro de SP quer exoneração do comando da PM

S. Paulo - Representantes de entidades do Movimento Negro...

O Ceará e a questão quilombola

O SR. EUDES XAVIER (PT-CE. Sem revisão do orador.)...
spot_imgspot_img

Marciele Aparecida Procópio Delduque e o projeto empreendedor “Marianas, Mulheres que Inspiram” são destaque do mês no Museu da Pessoa

Ao abrir um salão de beleza, Marciele passou a perceber o desejo de suas clientes de conversar e compartilhar experiências. Embora mantivesse os ouvidos...

Curiosidade sobre como vivem pobres alimenta turismo nas favelas

No início do século 20, a curiosidade sobre como vivem os pobres já instigava a elite vitoriana, quando os chamados cidadãos de bem visitavam...

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....
-+=