terça-feira, dezembro 6, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoComissão pedirá investigação contra deputado que chamou africanos de “amaldiçoados”

Comissão pedirá investigação contra deputado que chamou africanos de “amaldiçoados”

Marco Feliciano negou ser racista e disse ter se baseado em conceitos religiosos


A presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS), afirmou nesta sexta-feira (1º) que será apresentado na próxima terça (5) um pedido de investigação na Corregedoria contra o deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que afirmou que os “africanos são amaldiçoados” e fez ataques aos homossexuais.

Segundo Manuela, a ação será protocolada em nome da Comissão pelo mesmo grupo de parlamentares que já pediu investigação contra Jair Bolsonaro (PP-RJ), cujas declarações dadas ao programa CQC, da TV Bandeirantes, causou polêmica junto a homossexuais e negros.

A deputada está juntando as páginas de Feliciano no Twitter e matérias jornalísticas relacionadas ao assunto para concluir o pedido de investigação.

– Estaremos encaminhando à Corregedoria da Câmara, porque não cabe à nossa comissão julgar. Mas eu julgo, individualmente, que as declarações envolvem racismo.

Em sua defesa, Feliciano negou ser racista e afirmou ser afrodescendente. Segundo ele, os conceitos que expôs no Twitter são “teológicos” e estão na Bíblia. O deputado negou ainda ser homofóbico, mas afirma que os homossexuais têm uma “podridão” de sentimentos.

Fonte: R7
Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench