Ensaio poderoso explora a identidade de pessoas albinas na África

Sentir-se como um estranho, mesmo que em terras familiares, pode ser característica essencial do ser humano. Para algumas pessoas, porém, isso é mais do que uma metáfora – é a realidade que enfrentam os albinos em certas regiões da África, como no Quênia, onde são tratados com preconceito e desdém, e até mesmo como seres mágicos, e que por isso podem ser literalmente caçados e mortos por partes de seu corpo como amuletos, principalmente na região da Tanzânia.

Do Hypeness 

Alb3

Enfrentar tais estigmas foi a tarefa a que se propôs a fotógrafa Sarah Waiswa, a fim de registrar “os desafios que emanam do sol e da sociedade” na vida dos albinos na África subsaariana. Para isso Sarah registrou a jovem ativista albina Florence Kisombe pelas ruas da favela de Kibera, em Nairobi, no Quênia (a maior favela urbana em tamanho de toda o continente).

Alb6

A sensação de isolamento e rejeição, que tanto marcam a identidade mais profunda dos albinos por lá, tornam-se gritantes em cada uma das belas imagens que formam o ensaio precisamente intitulado Stranger in a Familiar Land (“Estranho em uma terra familiar”). A maneira extravagante com que Florence se veste, suas tranças roxas, seus óculos e maquiagem se impõem como espécie de máscara e, ao mesmo tempo, nudez de sua própria condição.

Alb5

O ensaio já trouxe alguns prêmios à Sarah, e através de sua fotografia a artista procura explorar o que chama de “nova identidade africana”, a partir de uma geração menos concebida sob as expectativas e tradições do passado africano. A própria ideia de ser albino em um continente em que a cor da pele é símbolo de todo horror sofrido e cada maravilha criada como resposta a esses horrores torna-se metáfora poderosa sobre a tudo que diz respeito às diversidades e adversidades da condição humana em convívio.

Alb8 Alb7

Alb4

Alb2 Alb1

Todas as fotos © Sarah Waiswa 

 

+ sobre o tema

Movimento social para igualdade de gênero lançado no Senegal

Dakar – Um movimento social baseado em estudos...

Ubuntu: o marketing invade a África

A visão de que o mundo construiu para o...

Cabo Verde: O Legado Musical de Cesária Évora

Cartaz em homenagem à Cesária Évora escrito em crioulo...

Óscares: Quem decide quem ganha?

São os membros, através de voto secreto, que decidem...

para lembrar

Gana vence Sérvia e garante primeira vitória africana na Copa do Mundo

Por Rafael Pirrho Gyan, de pênalti, faz o gol...

Carla Bruni recebe colegas africanas

Mulher de Sarkozy foi anfitriã de dez primeiras-damas da...

Nova Orleans vive explosão cultural pós-Katrina

A centenária tradição artística de Nova Orleans, cidade...

Estados Unidos: Fundador del Instituto de Estudios del Caribe recibe prestigioso premio

Dra. Claire Nelson, Fundador y Presidente del Instituto de...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Atriz negra albina fala sobre preconceito: ‘Tratam como doença’

Desde criança, Thielle Luize chama a atenção por onde passa. Recebe olhares curiosos, fascinados e até mesmo pouco amigáveis. Mesmo adulta, a influenciadora, que se tornou...
-+=