Fundo de Mulheres do Sul seleciona projetos sobre igualdade de gênero, até 20/3, em apoio à Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável

As candidaturas só podem ser apresentadas em Espanhol ou Inglês. Depois de completar os documentos exigidos enviar por correio electrónico para [email protected] No “Assunto” do e-mail incluir o nome do programa: “Liderando desde o sul”, seguido do nome da organização candidata

Clique aqui para acessar a íntegra do edital

O Fundo de Mulheres do Sul anuncia a sua primeira Chamada de Propostas do Programa Liderando desde o Sul e convida grupos, organizações, movimentos e redes locais, nacionais, sub-regionais e/ou regionais dirigidas por mulheres a apresentar propostas inovadores e de alto impacto, com foco na defesa e promoção dos direitos das mulheres e a igualdade de gênero, para ajudar a impulsionar a implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas focada no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 5 (ODS 5 – Igualdade de gênero), Os alvos de gênero dentro do ODS 1 (Fim da Pobreza), ODS 2 (Fome Zero), ODS 3 (Saúde e Bem-estar), ODS 4 (Educação de Qualidade), ODS 6 (água potável e saneamento), ODS 8 (trabalho decente e crescimento Económico), ODS-10 (Redução das Desigualdades), ODS-11 (Comunidades e Cidades Sustentáveis), ODS 13 (ação climática) e ODS 17 (Aliança para atingir os objectivos) e as questões de gênero relativas ao ODS 7 (energia acessível e limpa), ODS 9 (Indústria, Inovação e Infra-estrutura), ODS 12 (Produção e Consumo Responsável), ODS 14 (vida submarina), ODS 15 (vida dos ecossistemas terrestres) e ODS 16 (Paz, Justiça e instituições sólidas); que não incorporam metas específicas de gênero, mas são fundamentais para o alcance da igualdade e o desenvolvimento sustentável. As candidaturas de propostas deverão ser encaminhadas até 20 de março de 2017.

Na região da América Latina e o Caribe, o FMS vai entregar três tipos de doações de acordo com a categorização das organizações de mulheres estabelecidas para este programa: grandes organizações, organizações de porte médio e organizações de base. São abordagens priorizadas: direitos humanos; desenvolvimento sustentável; feminismo; perspectiva de gênero e empoderamento das mulheres; e diversidade, multiculturalismo e intersetorialidade.

Público-alvo – Será dada especial atenção às propostas que monstrarem um forte compromisso de trabalhar com mulheres e jovens que enfrentarem discriminações múltiplas em posições de exclusão política, económica, social, cultural e territorial. Isso pode incluir, mas não limitado a: mulheres que vivem em situação de extrema pobreza; agricultores; indígena; Afro-descendentes; rurais; mulheres em áreas urbanas marginalizadas; migrantes; trabalhadoras dos setores precários (domésticas, costureiras, etc.); mulheres com deficiência; mulheres que vivem com HIV/AIDS e/ou outras doenças sexualmente transmissíveis; defensoras do meio ambiente; lésbicas, bissexuais, transgêneros e intersexuais (LBTI); dirigentes sindicais; mulheres jovens; entre outras. O FMS incentiva iniciativas lideradas e/ou que integrarem a participação e agendas desses grupos.

Envio das propostas – As candidaturas só podem ser apresentadas em Espanhol ou Inglês. Note-se que as regras da chamada estão disponíveis em Francês e Português. No entanto, para efeitos de avaliação só propostas apresentadas em Espanhol ou Inglês serão aceitas. Depois de completar os documentos exigidos enviar por correio eletrônico para [email protected] No “Assunto” do e-mail incluir o nome do programa: “Liderando desde o sul”, seguido do nome da organização candidata. Exemplo: Liderando desde o sul – Grupo La Revuelta. A organização receberá uma confirmação automática de recepção do e-mail.

+ sobre o tema

Violação à intimidade: o gênero epistolar em A cor púrpura, de Alice Walker por: Waltecy Alves dos Santos

RESUMO: Neste artigo propomo-nos refletir sobre a inserção do gênero...

Milhares de mulheres se manifestam a favor do aborto em Madri

Grupo celebrou retirada de uma controvertida reforma da lei...

9 razões para ser feminista

"Tornei-me feminista como uma alternativa a ter que me...

para lembrar

Fotógrafa propõe vinculo entre negras de hoje e africanas que viveram no Brasil

“São as avós delas?” é o que a maioria...

Nath Finanças entra para lista dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo

A empresária e influencer Nathalia Rodrigues de Oliveira, a...

Winnieteca usa leitura como ferramenta de combate ao racismo

A casa de Winnie Bueno, de 31 anos, em...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=