Grandes cordelistas têm encontros marcados com os novos tempos, de 6 de março a 24 de abril

Enviado por / FonteEnviado ao Portal Geledés

Não é de hoje que a literatura de cordel faz o coração do pesquisador Fernando Assumpção bater na cadência das rimas. Nos idos de 2010, ele atuava na equipe que batalhou, junto ao Iphan, para emplacar, em 2018, o cordel como patrimônio imaterial da Brasil. Agora Fernando sonha em tocar a Amo Cordel, uma associação fundada por ele e já repleta de projetos que valorizam a manifestação cultural que teve início em Portugal, no século XII, com os trovadores medievais. O primeiro deles vêm aí: Encontro Virtual com Poetas Populares.

Ao todo, o projeto vai apresentar os versos e a prosa de 16 grandes cordelistas – do sergipano octogenário João Batista Melo, com mais de 150 livretos publicados e carta da ONU, até o capoeirista carioca Victor Lobisomem, beirando os 5o anos – alinhavados em oito temas, com dois artistas por vez, em conversas ao vivo mediadas por estudiosos e conhecedores deste universo. Os encontros serão realizados entre os dias 6 de março e 24 de abril, todos os sábados dos dois meses, sempre às 16h, no canal oficial no YouTube, com acesso livre e gratuito.

“O Cordel é uma arte em constante renovação. E estamos animados em trazer um bem cultural desse quilate para o formato das lives, um jeito de continuar falando com as pessoas nesta crise sanitária mundial. Pensei em temas ou muito visitados ou que, de certa forma, despertam o interesse de boa parte dos poetas, sempre pensando em conquistar mais leitores. Foi divertido escolher a dedo os assuntos e os cordelistas. Esperamos que o público também se divirta!”, sorri o curador Fernando Assumpção.

Para muito além do entretenimento, a literatura de cordel se consolidou no Brasil como uma expressão artística sócio-educativa. Com a sua linguagem simples e acessível, mas também artisticamente sofisticada, o cordel conta histórias e dissemina informações relevantes para populações inteiras em diversos recantos do país. Traz uma função política em sua gênese, pois viabiliza a compreensão da realidade e das novidades que chegam a esses lugares. Em Portugal, servia para informar os analfabetos, que existiam aos borbotões.

Estreia da Belmira Comunicação como realizadora, a série Encontro Virtual com Poetas Populares será registrada pela Iracema Filmes e viabilizada através de recursos do do Estado do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, do Governo Federal e da Lei Aldir Blanc.

TODOS OS SÁBADOS DE MARÇO E ABRIL TÊM!

Dia 6 de março, às 16h
CANTORIA E CAUSOS POPULARES
Com Ivamberto de Oliveira e Willian J. G. Pinto
Mediação: Geraldo Aragão, poeta e pesquisador de cultura popular

Dia 13 de março, às 16h
LENDAS E MITOS BRASILEIROS
Com João Batista Melo e Sepalo Campelo
Mediação: Cáscia Frade, professora e pesquisadora de cultura popular

Dia 20 de março, às 16h
OS POETAS E A PRODUÇÃO DA LITERATURA DE CORDEL NO NORDESTE PARA ALÉM DO CANGAÇO
Com Klévisson Viana e Anilda Figueiredo
Mediação: Claudia Marcia Ferreira, diretora do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular

Dia 27 de março, às 16h
PRODUÇÃO FEMININA NA LITERATURA DE CORDEL
Com Rosário Pinto e Josenir Lacerda
Mediação: Beth Costa, pesquisadora do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular

Dia 3 de abril, às 16h
PATRIMÔNIO IMATERIAL: CORDEL, CAPOEIRA E SAMBA
Com Lobisomem e Severino Honorato
Mediação: Mônica da Costa, assessora de Patrimônio Imaterial do Iphan RJ

Dia 10 de abril, às 16h
O ROMANCE NA LITERATURA DE CORDEL
Com Moreira de Acopiara e Jose Valter Pires
Mediação: Carolina Nascimento, pesquisadora do Observatório do Patrimônio Cultural do Sudeste

Dia 17 de abril, às 16h
A LITERATURA DE CODEL, A GAIATICE E O JOCOSO
Com Dalinha Catunda e Lindicássia Nascimento
Mediação: Fernando Assumpção, curador do Encontro Virtual com Poetas Populares

Dia 24 de abril, às 16h
CORDEL NA CONTEMPORANEIDADE
Com Rosilene Melo e Zé Salvador
Mediação: Ricardo Lima, professor do Instituto de Artes da Uerj

** ESTE ARTIGO É DE AUTORIA DE COLABORADORES OU ARTICULISTAS DO PORTAL GELEDÉS E NÃO REPRESENTA IDEIAS OU OPINIÕES DO VEÍCULO. PORTAL GELEDÉS OFERECE ESPAÇO PARA VOZES DIVERSAS DA ESFERA PÚBLICA, GARANTINDO ASSIM A PLURALIDADE DO DEBATE NA SOCIEDADE. 

+ sobre o tema

O poder da beleza negra, na Vogue Itália

O poder da beleza negra, na Vogue Itália. A Vogue...

Beyoncé contrata 200 dançarinos africanos para novo clipe

Beyoncé contratou mais de 200 bailarinos africanos para o...

Camila Pitanga conta que faz terapia desde os 16 anos

Camila Pitanga falou com a Marie Claire e contou que faz...

Hoje na História, 1973, nascia Isabel Filardis

Isabel Cristina Teodoro Fillardis mais conhecida como Isabel Fillardis...

para lembrar

spot_imgspot_img

Por que Bob Marley é um ícone dos direitos humanos

Ao se apresentar em junho de 1980 na cidade alemã de Colônia, Bob Marley já estava abatido pela doença. Ainda assim, seu carisma fascinou...

‘Ah, se não Fosse o Ilê Aiyê’: bloco afro mais antigo do país celebra 50 anos de resistência e pioneirismo

Se o bloco afro mais antigo do país enfrentou resistência ao desfilar pelo circuito de Carnaval de Salvador (BA) pela primeira vez, em 1975,...

Camisa Verde e Branco abre hoje desfile do grupo especial em SP

A escola de Samba Camisa Verde e Branco abre hoje (9), às 23h15, a primeira noite de desfiles das escolas de samba do Grupo Especial...
-+=