Homem vê condenação anulada após 12 anos preso. Testemunha era cega

Enviado por / FonteDo Notícias ao Minuto

Darien Harris foi preso quando tinha 18 anos. Vai agora passar por um novo julgamento.

Um homem, que passou 12 anos preso, viu a sua condenação ser anulada, em Chicago, nos Estado Unidos, porque uma testemunha ocular importante era legalmente cega.

Tal como conta a imprensa internacional, o homem, identificado como Darien Harris, de 30 anos, foi considerado culpado depois de um tiroteio que provocou a morte de um jovem, de 23 anos, e deixou outra pessoa gravemente ferida, em 2011.

Harris, que tinha 18 anos na altura, defendeu sempre a sua inocência e vai agora enfrentar um novo julgamento, depois de a sua condenação ter sido anulada.

“O senhor Harris passou 12 anos preso injustamente, tendo sido preso quando tinha apenas 18 anos”, disse a organização Exoneration Project, que fornece serviços jurídicos gratuitos por pessoas injustamente condenadas.

A sua condenação foi garantida quase exclusivamente através do depoimento de uma testemunha ocular cega, a quem o tribunal repetidamente se referiu como confiável ao condenar injustamente o Sr. Harris. Estamos ansiosos para continuar a lutar pela sua liberdade”, acrescentou a organização especificando que a testemunha em causa sofria de glaucoma avançado, na altura dos factos.

Além da visão afetada, um vídeo de videovigilância mostrou que a testemunha, que alegadamente não tinha revelado legalmente o seu problema, também estava muito mais longe do local do tiroteio do que inicialmente havia dito.

Leia também:

Após 48 anos na prisão, homem é libertado nos EUA por ter sido condenado injustamente

Homem negro é agredido após ser confundido com ladrão em Copacabana: ‘Sou trabalhador’

Comitiva da ONU aponta impunidade de crimes contra negros no Brasil

+ sobre o tema

Menor bom é menor preso?

  por Rodrigo Martins Nove em cada dez...

Racismo à Brasileira – Roberto Da Matta

Anais do Seminário Internacional "MULRTICULTURALISMO E RACISMO: O PAPEL DA...

Violência policial no Rio de Janeiro é excessiva, apontam sociólogos

Especialistas comentam relatório da Anistia Internacional sobre atuação da...

para lembrar

Gloria Maria recebe crítica, e acusa internauta de racismo

"Querida, você tomou susto por quê? Nunca viu uma...

Cotas raciais: Voto do Ministro Ayres Britto

Voto do ministro Ayres Britto distingue cotas sociais e...

Grupos neonazistas proliferam na Alemanha diante política frouxa do governo e da polícia

A comissão parlamentar responsável por investigar os crimes...

Artista cria ‘Simpsons negros’ contra racismo nos EUA

Um artista italiano recriou personagens do desenho Os Simpsons,...
spot_imgspot_img

O amor com o sol da manhã

Eu gosto do amor, eu gosto de amar. Inclusive, já escrevi muito sobre o amor nestas páginas, algumas vezes de forma explícita, outras vezes...

Se o Estado perder o controle, o que vai restar?

Cinco pessoas foram mortas durante a 16ª operação policial do ano no Conjunto de Favelas da Maré, nesta terça-feira, 11 de junho. Uma das...

Após ‘discriminação racial’, Lewis Hamilton compartilha postagem em defesa a Bukayo Saka

O heptacampeão mundial de Fórmula 1, Lewis Hamilton, utilizou suas redes sociais para compartilhar um texto em em defesa do jogador Bukayo Saka, da...
-+=