Jurada do MasterChef Brasil conta como sofreu violência sexual

Paola Carosella aderiu à campanha #primeiroassédio, por meio do qual as mulheres relatam abusos sofridos

Do Correio Braziliense

A onda de depoimentos chocantes sobre os primeiros assédios sofridos pelas mulheres – deflagrada após comentários pedófilos terem invadido a internet direcionados a uma criança participante do reality show gastronômico da Band, o MasterChef Júnior – ganhou o relato da chef argentina Paola Carosella, uma das juradas do programa. Em matéria publicada no jornal Folha de São Paulo, ela contou como foi molestada quando era estudante:

“Tinha 11 ou 12 anos e estava num ônibus na Argentina indo para a escola. Um homem colou em mim e começou a se masturbar. Tentei achar um espaço para fugir, mas ele bloqueava todos os meus movimentos com o corpo. Lembro do medo de que as pessoas olhassem para mim como se a culpa fosse minha. Quando consegui força e coragem, empurrei ele e desci do ônibus. Não conseguia andar. Minhas pernas tremiam. Nunca contei isso a ninguém, pois a sensação era de vergonha, como se a culpa fosse minha”.

Paola já havia condenado comentários pedófilos dirigidos a uma das candidatas do programa. O estímulo aos depoimentos como forma de combater a pedofilia e a violência sexual contra as mulheres é capitaneado pela ONG Think Olga, através da campanha #primeiroassédio, por meio da qual celebridades e anônimas relatam abusos sofridos, em geral, na infância e adolescência. O pai da criança vítima dos comentários criminosos na internet repudiou o comportamento dos internautas, e a Band emitiu uma nota para criticar as mensagens.

+ sobre o tema

para lembrar

Ele nunca me bateu (Um relato de um relacionamento abusivo)

Atenção: Este post contém descrições de abuso de parceiros...

A guerra contra o gênero

Para entender o presente, façamos uma rápida retrospectiva partindo...

Designer abre portas para mulheres negras no mercado de tecnologia

Quando começou a frequentar o mundo do design de...

O que as mulheres têm a ver com o Plano Diretor?

O mês de março se aproxima, mês internacional das...
spot_imgspot_img

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...

1ª Parada Negra LGBT de BH acontece no próximo sábado (25/5)

No próximo sábado (25/5), data que marca o Dia da África, acontece em Belo Horizonte, a 1ª edição da Parada Negra LGBT. O evento acontece...

Em ano olímpico, Rebeca Andrade ganha homenagem da Barbie e quer inspirar outros sonhos

Rebeca Andrade, 25, possui uma longa lista de conquistas. A ginasta é medalhista olímpica, vencedora de ouro e prata, bicampeã mundial, medalhas nos jogos Pan-Americanos...
-+=