Ku Klux Klan abre site na Itália e pede inscrições

Fonte: G1

 

Roma, 2 nov (EFE).- O grupo racista americano Ku Klux Klan (KKK) tem sua ramificação na Itália através de um site pelo qual aceita inscrições de quem quiser defender sua ideologia, além de incitar ataques contra negros, homossexuais e judeus, segundo revelou hoje o jornal “La Repubblica” em sua versão digital.

O jornal alertou sobre o agravamento do fenômeno racista, além de citar que, no site, o “reino italiano” chama “qualquer italiano que queira defender a origem branca, porque o homem branco nunca foi livre para exercitar seu próprio poder em suas próprias terras e nações”.

O site faz referência aos “irmãos” americanos e fala de ataques a “negros, imigrantes, homossexuais e judeus” para dar vida a um Estado “branco e cristão”.

“Somos fiéis aos princípios do Ku Klux Klan fundado em 1865”, dizem na seção italiana do movimento e falam de uma “missão sagrada”.

Para aderir ao movimento, basta preencher um formulário, enviar uma fotografia e a cópia de um documento de identidade. A aceitação oficial acontece após um período de um ano de observação.

O ministro do Interior italiano, Roberto Maroni, se perguntou “Ku Klux Klan na Itália?”, e prometeu que usará todos os meios para bloquear “esta asquerosa palhaçada”.

Já a ministra da Igualdade, Mara Carfagna, afirmou que “infelizmente esta palhaçada pode se tornar perigosa, porque nos encontramos frente a pessoas que incitam nossos cidadãos a discriminar negros, homossexuais e pessoas de orientação religiosa diferente da nossa”.

Para Mara, o KKK utiliza, para isso, “sites e canais de comunicação na internet que são muito utilizados pelos mais jovens e é visível por todos, inclusive por crianças”. EFE

Matéria original

+ sobre o tema

Decisão que absolveu PMs diz que ouvir testemunhas era “irrelevante” para caso

Juíza afirmou que prova técnica que sobrepõe à testemunhal Do...

SP: Câmara aprova projeto que proíbe bailes funks em espaço público

  como praças, parques e jardins. O projeto de lei está...

Brasil é um país dividido entre brancos escolarizados e negros mais pobres

Por: Max Milliano Melo Dois países ocupam uma...

para lembrar

Holanda: Atores negros palcos brancos

"Ainda somos um público branco.  Se você estiver olhando...

‘O racismo religioso se agravou muito no Brasil nos últimos anos’

A perseguição às religiões de matriz africana diante do...

A afirmação negra no Ministério Público

Por Flavio Siqueira Júnior Advogado da Conectas Direitos Humanos Por Sheila...
spot_imgspot_img

Caça aos livros

Está aberta a temporada de caça aos livros no Brasil! Mas atenção. A perseguição restringe-se à indicação pedagógica de certas obras capazes de promover o debate e a...

Debate racial ficou sensível, mas menos sofisticado, diz autor de ‘Ficção Americana’

De repente, pessoas brancas começam a ser degoladas brutalmente com arame farpado. O principal suspeito é um homem negro que sempre está na cena...

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...
-+=