Literatura: “Não tem havido circulação de bens culturais” no espaço da língua portuguesa — escritora Odete Semedo

 

Lisboa, 14 jul (Lusa) — Não se pode falar de África nem de africanos e, portanto, também não faz sentido uma “literatura da lusofonia”, defende a escritora guineense Odete Semedo, lamentando a falta de “circulação de bens culturais” no espaço do português.

Presente no colóquio internacional “Percursos, trilhos e margens: receção e crítica das Literaturas Africanas em Língua Portuguesa”, que decorre no pólo de Lisboa do Centro de Estudos Sociais (CES), hoje e sexta-feira, Odete Semedo disse à Lusa que “não se pode arrumar tudo numa gaveta e dizer ‘isto é a literatura da lusofonia'”, porque “cada país é um país”, com “várias facetas” e “a sua memória coletiva”.

A “força” de partilhar uma língua “não está na fusão das literaturas, mas na circulação das obras dos autores que escrevem em português e na “coordenação de ações”, contrapõe. E nisso têm falhado editoras e instituições governamentais, afirma, explicando que os autores divulgam os seus trabalhos entre si, nos encontros que mantêm.

Este texto da agência Lusa foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

 

Fonte: DN

+ sobre o tema

Leonardo Padura Fuentes e a melhor literatura negra escrita em espanhol

  Eric Nepomuceno Em nova obra, cubano combina...

Mascote da copa 2010

Não há muita divulgação, pelo menos eu não vi,...

para lembrar

Amílcar Cabral: o pedagogo político-cultural das lutas anticoloniais africanas

Mario de Andrade, combatente contra o colonialismo português em...

Rihanna é a nova cara da Dior. E a primeira mulher negra nesse papel

A marca francesa confirmou, na última sexta-feira, o nome...

Um outro olhar: Uma nova personagem negra da Disney: ‘Doutora Brinquedos’

A Disney sempre enfrentou críticas por ser "racialmente inconsciente"...

Djavan lança álbum ao vivo com registro de show feito há 25 anos na Suíça

Em 5 de julho de 1997, Djavan subiu ao palco do...
spot_imgspot_img

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...
-+=