Marca de make faz campanha de base com modelo que tem vitiligo

Amy Deanna é a estrela do anúncio da linha TruBlend

Do Capricho

(CoverGirl/Divulgação)

Muitas marcas de beleza estão percebendo que a representatividade é MUITO importante e investindo nisso em suas campanhas. A CoverGirl anunciou recentemente seu novo slogan “I Am What I Make Up” (em português, eu sou o que eu crio) para estimular uma beleza mais real. Mas não foi só isso. A empresa também escolheu, pela primeira vez, uma modelo com vitiligo para ser o rosto da marca.

Amy Deanna tem vitiligo, doença caracterizada pela perda de melanina e pela formação de manchas mais claras na pele, e é a estrela do anúncio da base TruBlend. O produto, que geralmente é usado para esconder “imperfeições”, é utilizado, no vídeo da campanha, como uma forma de ressaltar os diferentes tons no rosto de Amy.

Em vez de apostar em uma cor para uniformizar a pele, ela escolhe dois tons diferentes – um mais claro e outro escuro. “Por que você tenta se misturar, quando pode escolher se destacar?”, diz ela no vídeo, chamando atenção para as características únicas que cada pessoa tem.

Em entrevista ao People Style, Amy contou que sempre admirou as celebridades que já estrelaram campanhas da CoverGirl, como Zendaya, mas nunca se sentiu 100% representada. Ter essa oportunidade agora a deixa muito feliz, principalmente por existirem diversas garotas como ela. “As manchas são parte da minha identidade, mas não definem quem eu sou. Agora trabalho com a CoverGirl. Sou uma mulher negra, tenho vitiligo. Isto é empoderador”, afirmou.

A modelo ainda ressaltou a importância das diferenças: “A beleza vem em todas as formas, tamanhos e cores. Vamos encarar isso. Juntas somos um mosaico – e isso é lindo.”

+ sobre o tema

Filme Kbela é homenagem a todas as mulheres negras

Idealizado por Yasmin Thayná e realizado coletivamente, Kbela nasceu...

23% das jovens negras nos EUA se identificam como bissexuais

Das mulheres que responderam à Pesquisa Geral Social de...

Brasil é o país mais perigoso para homossexuais, diz NYT

O Brasil vive hoje uma epidemia de violência contra homossexuais que...

para lembrar

Enfermeira judia comove ao amamentar bebê palestino que tinha mãe internada

Um sopro de generosidade no conflito Israel-Palestina. Após bebê...

Quero ser mulher!

Texto de Tamires Marinho. Não se nasce mulher, torna-se uma… Decidida,...

Ministros do STF decidem pela interrupção da gravidez de fetos anencéfalos

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF)...

Grife carioca é acusada de machismo por mensagem em etiqueta

"Ou dê para sua mãe, ela sabe como fazer...
spot_imgspot_img

IBGE: mulheres assalariadas recebem 17% menos que os homens

Dados divulgados nesta quinta-feira (20/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a disparidade salarial entre os gêneros no Brasil se mantém em...

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...
-+=