Maria Julia Coutinho é novamente alvo de racismo na página do “Jornal Nacional” nas redes sociais

“Só conseguiu emprego no ‘Jornal Nacional’ por causa das cotas. Preta imunda”, dizia um dos comentários. “Não tenho TV colorida para ficar olhando essa preta, não”, escreveu outro internauta.

Do Rondonia Dinamica

Maria Julia Coutinho foi vítima de comentários racistas e pejorativos de internautas, na página oficial do “Jornal Nacional” no Facebook, na madrugada desta sexta-feira (3).

A polêmica teve início depois que a página fez um post com uma imagem da moça do tempo do telejornal da TV Globo.

“Só conseguiu emprego no ‘Jornal Nacional’ por causa das cotas. Preta imunda”, dizia um dos comentários. “Não tenho TV colorida para ficar olhando essa preta, não”, escreveu outro internauta.

Leia Também: Maria Júlia Coutinho nova garota do tempo do Jornal Nacional é alvo de racismo na internet

Apesar disso, fãs e admiradores da jornalista a defenderam das ofensas.

“País mais miscigenado do mundo e ainda temos que ficar lendo esses comentários racistas. Lamentável. A moça é linda, inteligente e ganha bem mais do que vocês”, defendeu um seguidor.

“Aos racistas um aviso: internet não é terra sem lei e se vocês acham que podem destilar toda a podridão que existe no interior de vocês só porque usam fakes, estão enganados. Espero que vocês se ferrem muito”, alertou outra fã.

Leia Também: “Todo preconceituoso é covarde. O ofendido precisa compreender isso”, Mario Sergio Cortella

Após novo xingamento, Maju manda “beijinho no ombro” a internauta

3jul2015---maju-recebe-novo-xingamento-pela-internet-1435947406277_615x300

Do UOL

Após comentários racistas no Facebook, Maria Júlia Coutinho se tornou alvo de um novo xingamento, desta vez, no Twitter, na tarde desta sexta-feira (3). Como resposta, a moça do tempo da Globo mandou um “beijinho no ombro” para o internauta.

“‏@Mindflow5  @majucoutinho Vai se f@#$% sua feiosa, vaza da tv forçada demais”, dizia a mensagem do internauta. “@Mindflow5 beijinho no ombro”, respondeu Maju, em seguida. A mensagem teve 30 “retweets” e 22 vezes como “favorito”.

Leia Também: ‘A moça do tempo’

 

Revoltados, internautas, telespectadores e colegadas de profissão, como Luiz Bacci e Veruska Donato, saíram em defesa da jornalista e publicaram comentários de repúdio ao preconceito no Facebook.

 

+ sobre o tema

Desigualdade no Brasil lembra Europa do século 19, diz Le Monde

O jornal Le Monde que chegou às bancas na...

As marretadas do padre Júlio constroem um futuro menos sombrio para SP

As imagens do padre Júlio Lancellotti derrubando, nesta terça...

Ato marca cinco anos do dia de maior repressão das Jornadas de Junho

Sérgio Silva, fotógrafo que perdeu a visão por disparo...

para lembrar

Política de ações afirmativas é tema de debate na Universidade Federal de Viçosa

A Reitoria e a Pró-Reitoria de Ensino irão desenvolver...

Advogado acusa coordenador de escola de racismo e assédio contra alunas adolescentes

Advogado publicou denúncia em rede social; colégio afasta funcionário Por Thayanne...

Ritmo frenético dá lugar a calmaria em centro de triagem

Fonte:Folha de São Paulo Centro de Acolhida de Lampedusa,...

Racismo e extremismo ameaçam Copa na Rússia, diz relatório

Um  relatório de uma organização que ajuda a Uefa...
spot_imgspot_img

Como é a vida para as mulheres no último país da África sob colonização

Ainda hoje há um país africano colonizado. O Saara Ocidental está ocupado pelo Marrocos desde 1976, depois de quase 90 anos de invasão espanhola, e esteve em guerra...

Revolucionário, mas não é para todos

Passei os últimos dias pensando no significado e na profundidade de uma postagem que li numa rede social contendo a afirmação: "Descansar é revolucionário!"....

‘Nossa missão é racializar as políticas públicas em todo país’

Nomeado recentemente  como novo secretário de gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), o jornalista baiano Yuri Silva tem uma tarefa...
-+=