Marília Ruiz: Racismo não é coisa de jogo

Por Marília Ruiz, Comentarista do Yahoo! Brasil
Este espaço foi aberto para falarmos de Copa do Mundo. Mas não dá para deixar de comentar o que vimos neste meio de semana.
Vejam: Dentinho voltou arranhado, pisado e marcado do Uruguai. É do jogo. Falta está nas regras previstas e devem ser punidas como tais.
Manoel saiu cuspido e ultrajado do Palestra Itália. É caso de polícia. Não é do jogo. Não é da vida. Não tem justificativa. E, por fim, racismo está previsto no código penal e deve ser punido como tal.
Danilo foi pisado, agredido dentro de campo. Verdade. Como no caso de Dentinho, o agressor deve ser punido pela regra da bola.
Para não exagerar no exorcismo nem ser contagiada pela nojenta onda de mensagens de apoio a Danilo, tal qual perder a cabeça e ser criminoso (sim, de novo, racismo é crime) dentro de campo "vale" porque se trata "de um mundo másculo à parte", prefiro a clareza e a frieza da lei:
1) Constituição Federal de 1988:
"Art. 5.º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: (…)
XLII – a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei;"
2) Código Penal, artigo 140:
"Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:
§ 3º Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem:?Pena: reclusão de um a três anos e multa."(inserido pela Lei nº 9.459, de 13 de maio de 1997)."
Faltas duras, empurrões, chutes e cabeçadas estão previstos previstos como passeiveis de punições pelo STJD.
Explica Paulo Schimidt, do STJD: Manoel deve ser indiciado por ato hostil (artigo 250) _tanto pela cabeçada quanto pelo pisão. A pena por cada uma das infrações seria de uma a três partidas. Já a punição em relação ao zagueiro palmeirense: pela cusparada, ele pode pegar de 6 e 12 partidas; já pelo ato discriminatório, a pena varia de cinco a 10 jogos, além de uma multa financeira de R$ 100 a R$ 100 mil.
Dois casos, duas penas, duas realidades, duas coisas distintas: e uma nunca justificará a outra.
Mas vamos falar de Copa!
Faltam 54 dias para a Copa do Mundo! Só! As pessoas ao seu redor já falam de jogadores até anteontem "distantes", compram figurinhas compulsivamente, fazem planos para as datas dos jogos do Brasil, parcelam TVs novas até a Copa de 2038… Só um pequeno grupo de felizardos – você deve conhecer um, possivelmente -, entretanto, vai para África do Sul e espalha isso com uma soberba irritante (eu sou uma delas, lá, lá, lá, lá, lá…).
Você dançou? Calma! Todos os seus problemas podem ser resolvidos se o seu quadril ajudar. Um concurso MUNDIAL (ATENÇÃO: MUNDIAL!!!) de dança vai dar a dois torcedores passagem, comida, roupa lavada em lavanderia de hotel (item não incluído) e INGRESSOS para alguns jogos da Copa.
Remexa o esqueleto, aprenda a dança da Copa, filme o seu próprio mico histórico e envie para os organizadores.
Quem sabe você não fica mais famoso que a Carla Peres no auge do "É o Tchan!’?
Não se preocupe se o seu rebolado não se parece com o da ex-dançarina: a ideia é transformar em coreografia jogadas de futebol (chute, cabeceio, dribles). Também não é nenhum Pelé?
Well… Aposte na sorte e tente usar o pouco da sua coordenação motora.
Mais informações:
A "Diski Dance" foi lançada como uma propaganda do Departamento de Turismo da África do Sul para divulgar a Copa-2010. No site oficial da entidade governamental (www.learntodiski.com) é possível assitir à várias cópias do video institucional.


Fonte: BR Notícias

+ sobre o tema

Mulher negra no STF é reconhecimento e reparação histórica

Em 6 de setembro de 1770, uma mulher negra,...

PM de Salvador ameaça comunidade após chacina, denuncia Anistia Internacional

Após moradores organizarem marcha contra ação do Rondesp que...

Maré de terror

Noite de segunda-feira, dia 24, um grupo não...

para lembrar

Professor é afastado após chamar aluno de macaco em escola da UFMG

A universidade abriu processo administrativo para apurar a responsabilidade...

Barbárie, racismo e tortura da Polícia do Paraná

As cenas e relatos que vemos e ouvimos neste...

A inaceitável desvinculação do investimento em educação e saúde

O trecho da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) Emergencial...

Documentário “Eu Não Sou Seu Negro” estréia no Brasil

2017 foi agraciado com grandes produções negras nos cinemas,...
spot_imgspot_img

Tragédia no RS apaga pessoas negras e escancara racismo ambiental

No início dos anos 2000, viajei a Mato Grosso do Sul para participar de um evento universitário. Lembro que na época eu causei espanto...

Racismo em escolas de Niterói: após reunião com mãe de dois adolescentes vítimas de insultos, deputada vai oficiar MP, polícia e prefeitura

Após uma reunião com Renata Motta Valadares, mãe de dois adolescentes de Niterói que foram vítimas de racismo em duas diferentes escolas particulares, a deputada estadual...

Câncer: racismo aumenta mortes entre população negra, indica estudo

Dados do Ministério da Saúde, levantados por pesquisadores do Rio de Janeiro e divulgados em abril último, demonstram que o acesso ao diagnóstico e...
-+=