Mascaradas de encerramento – Gelede

Artigo produzido por Redação de Geledés

Assim como as mascaradas introdutórias trazem o festival ao mundo, outras mascaradas marcam a conclusão da noite de Ęfę e a transição do segmento noturno ao segmento diurno do espetáculo. A conclusão da noite de Ęfę em Ketu, Anago e das regiões setentrionais de Ęgbado é marcada pela aparição de um tipo diferente de mascarado, um dançarino numa perna-de-pau muito alta, vestido com volumoso traje de ráfia e uma máscara esculpida em forma de hiena, denominada koriko, ikoko ou ayoko (Beier 1958: 14; Huet 1978: pl. 85; Bernolles 1973: 23). O dançarino segura, em ambas as mãos, longos bastões de madeira, usando-os para equilibrar-se e para fazer gestos ameaçadores, que complementam a mandíbula escancarada da hiena, repleta de dentes.

(…)Em outras localidades, a hiena pode ser acompanhada ou substituída por outra máscara, semelhante quanto ao conceito a algumas máscaras introdutórias, aquelas que representam Exu/Elegba. Nas vizinhanças de Ketu, um mascarado representando Exu/Elegba chega para encerrar a noite de Ęfę; sua máscara é coberta de cabaças mágicas (Moulero 1970: 61).

(…) Seja um animal ou a divindade das encruzilhadas (Exu/Elegba), essas máscaras de encerramento comunicam uma transição: das preocupações da sociedade, expressadas por Ọrọ Ęfę, à reafirmação dos seres da floresta e das criaturas sobrenaturais como representantes de reinos situados além da sociedade humana. Assim como os dançarinos introdutórios trouxeram o espetáculo para o mundo, estes mascarados de encerramento marcam a conclusão de Ęfę e a transição da noite ao dia, do comentário verbal ao comentário não verbal, pois, a exemplo das palavras de Ęfę, as danças e mascaradas de Gęlędę, que começam no fim da tarde do dia seguinte, avaliam a sociedade segundo critérios próprios.

+ sobre o tema

Após morte de filho, pianista promove sessões de jazz em apartamento em NY

O apartamento está apinhado de gente. Um padre estica...

Aposta da nova música brasileira, Karol Conka lança ‘É o Poder’. Ouça

A rapper curitibana Karol Conka lançou nesta sexta (4) seu novo...

Curta-metragem Kbela estreia em Salvador nesta sexta

O curta-metragem Kbela, da cineasta Yasmin Thayná, 22 anos,...

para lembrar

Fala Rappin Hood

Nesta entrevista ao programa Radiola da Tv Cultura,...

Calendário da Copa

CALENDARIO DA COPA NA ÁFRICA ...

Pela primeira vez em Copas, América supera Europa nas quartas

Por: MURILO AQUINO   Argentina, Brasil, Paraguai e...

Ex-Pugilista mantém tradição de formar novos atletas em Campinas

CAC é referência para pugilistas de todo o país...

Debate na ONU sobre a nova declaração de direitos da população afrodescendente conta com a presença de Geledés

Geledés - Instituto da Mulher Negra esteve presente na sede das Nações Unidas em Genebra, na Suíça, durante os dias 8 e 9 de...

Fórum em Barbados discute as grandes temáticas do feminismo negro 

“O que o poder do feminismo negro significa hoje?”. Essa pergunta intrigante e provocativa foi temática de um dos painéis do Fórum dos Feminismos...

Geledés participa do Fórum do Feminismo Negro

O Fórum Global de Feminismos Negros 2024 está ocorrendo entre os dias 04 a 07 de fevereiro, em Bridgetown, Barbados. Sob o tema “Para...
-+=