Milhares de torcedores fazem festa para a seleção sul-africana

O técnico Parreira e mais sete jogadores desfilaram por algumas ruas de Joanesburgo seguidos por 200 mil pessoas. No treino, a seleção ainda recebeu a visita do presidente Jacob Zuma.


Uma quarta-feira em que a paixão pelo futebol produziu uma festa lindíssima. Milhares de torcedores foram pras ruas acompanhar o desfile de integrantes da seleção sul-africana. A gente vê na reportagem de Renato Ribeiro e Edu Bernardes.

 

Eles acordaram cedo para atender a um chamado. A dois dias da Copa, todos foram convidados a participar de uma festa na hora do almoço.

 

Camisa no peito e corneta na mão. Meio-dia na África do Sul. Em todo país, ecoam os sons das vuvuzelas, mas em nenhum outro lugar o barulho é tão grande quanto em frente à concentração da seleção sul-africana. Uma multidão dá uma incrível demonstração de apio aos Bafana-Bafana.

 

Os Bafana-Bafana, os meninos-meninos, apelido do time, transformaram a quarta-feira em um meio feriado. Coreografias nas ruas, cabelos loucos, gente fantasiada. A mesma imagem em todo o país.

 

Até quando a seleção da Holanda passou, foi recebida com festa. Torcedores filmando jogadores e vice-versa.

 

A multidão ficou tão grande que o técnico Parreira cedeu. Em ônibus aberto, ele e mais sete jogadores desfilaram por algumas ruas de Joanesburgo, diante de 200 mil pessoas em êxtase: crianças, adultos, brancos, negros, indianos, turistas. Todos juntos.

 

Uma imagem comum de se ver em conquistas de títulos, mas jamais vista antes de um torneio. É uma mistura de sentimentos: amor à seleção, ao país e um orgulho imenso de receber o mundo.

 

“Duzentas mil pessoas com aquela alegria, com aquele sorriso, com aquela emoção, aquela simpatia toda naturalmente. Gente até chorando de alegria. Mostra que esse país é do futebol também”.

 

Depois, no treino, a seleção ainda recebeu a visita do presidente Jacob Zuma. Um dia e tanto no país do Mundial.

 

Nesta quarta, nas ruas, surgiu quem promete ser o craque dessa Copa: o povo sul-africano.

 

 

Fonte: G1

+ sobre o tema

Líder Quilombola “Binho do Quilombo” é morto a tiros em Simões Filho

O líder Quilombola Flavio Gabriel Pacifico dos Santos, 36...

Governo britânico oferece bolsa gratuita para mestrado

O Programa Bolsas Chevening está com inscrições aberta até  15 de...

Panafricanismo galvaniza desenvolvimento de África

O vice-governador do Moxico para a esfera económica,...

Bruce Springsteen relembra Mandela em seu primeiro show na África do Sul

  Bruce Springsteen deu o pontapé inicial de sua mais nova...

para lembrar

Carta abierta: reflexiones de Jóvenes feministas en la Cepal

Por: Tania Ramírez   Nosotras, mujeres jóvenes...

Jovem quilombola da Paraíba vence concurso nacional de fotografia

O pôr do sol do Sertão paraibano ganhou destaque...

Venezuela rompe relação com Colômbia

Por: ANDREA MURTA e FLÁVIA MARREIRO Decisão ocorre momentos...

Alessandra Santos de Oliveira

Alessandra Santos de Oliveira (2 de Dezembro de 1973), mais...
spot_imgspot_img

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...
-+=