Norte-africanos também têm traços de hibridação com Neandertais

Foram analisados 780 mil marcadores genéticos
de sete populações do norte de África

As populações do norte de África apresentam, tal como as populações não africanas, traços genéticos de hibridação com o homo neanderthalensis, espécie desaparecida entre 30 mil e 24 mil anos.

Desde a descoberta da hibridação entre as duas espécies de homo (sapiens e neanderthalensis) que se pensava que apenas as populações de origem europeia e asiática tinham registo dessa mescla, visto os Neandertais não terem habitado África.

Nesta nova investigação, cujos resultados estão publicados na revista «Plos ONE», foram analisados os genomas de sete populações do norte de África: do Egipto, Líbia, Tunísia, Argélia, Marrocos e Sahara ocidental. Ao estudarem 780 mil marcadores genéticos do genoma de 125 pessoas, os investigadores detectaram um excesso de variantes partilhadas com os Neandertais em comparação com os genomas de africanos subsarianos que usaram como referência.

“Os resultados indicam que as únicas populações de humanos modernos sem rasto genético dos Neandertais são as que se encontram a sul do Sahara”, indica o investigador do Conselho Superior de Investigações Científicas espanhol (CSIC) Carles Lalueza-Fox, que trabalha no Instituto de Biologia Evolutiva, um centro misto de CSIC e da Universidade Pompeu Fabra.

O trabalho sugere, portanto, que as populações norte-africanas, modeladas por uma complexa história evolutiva marcada por diversos movimentos migratórios são o resultado de uma migração de regresso a África, depois do contacto dos humanos modernos com os Neandertais do Próximo Oriente.
“Estes resultados não significam que tenha havido Neandertais no continente africano, já que os registos fósseis não apresentam esses traços”, esclarece Lalueza‐Fox.

 

 

Fonte: Ciência Hoje 

+ sobre o tema

Produtores sergipanos elaboram Mostra de Cinema Negro

“É preciso quebrar as barreiras impostas pelo modelo de...

Alessandra Santos de Oliveira

Alessandra Santos de Oliveira (2 de Dezembro de 1973),...

Lima Barreto, um Intelectual Negro na Avenida Central

Autora: CELI SILVA GOMES DE FREITAS Filiação Institucional: UERJ   }Suas crônicas...

Alfabetização: memórias de um escritor leitor…

Entrevista - Alfabetização: memórias de um escritor leitor... {xtypo_quote}As...

para lembrar

FIFA celebra dez anos de luta contra o racismo

Mesmo as coisas mais belas da vida têm o...

Começa em SP encontro que debate a arte africana

Evento acontece até sexta-feira (27) no Parque do Ibirapuera,...

Beyoncé – Billboard Music Awards 2011

A performance   Vídeo...

Outkast lançará disco novo em 2012

O Outkast revelou que pretende lançar um novo...
spot_imgspot_img

Casa onde viveu Lélia Gonzalez recebe placa em sua homenagem

Neste sábado (30), a prefeitura do Rio de Janeiro e o Projeto Negro Muro lançam projeto relacionado à cultura da população negra. Imóveis de...

No Maranhão, o Bumba meu boi é brincadeira afro-indígena

O Bumba Meu Boi é uma das expressões culturais populares brasileiras mais conhecidas no território nacional. No Maranhão, esta manifestação cultural ganha grandes proporções...

Inscrições abertas: chamada pública Serrapilheira-Faperj exclusiva para cientistas negros e indígenas

Estão abertas até 08 de maio as inscrições para a chamada pública destinada a cientistas negros e indígenas lançada pelo Instituto Serrapilheira em parceria com a Fundação Carlos Chagas...
-+=