A fome do Brasil é negra, mulher e vive nas regiões Norte e Nordeste

Enviado por / FonteDe Ecoa

No Brasil, a fome tem raça, gênero e território. Mulheres negras, em sua maioria residentes nas regiões Norte e Nordeste, são as mais atingidas com a insegurança alimentar, segundo o Inquérito Nacional sobre Segurança Alimentar no Contexto da Pandemia de covid-19, conduzido pela Rede PENSSAN.

Em 2022 a Organização das Nações Unidas (ONU) anunciou que o Brasil voltou ao mapa da fome. A prevalência da insegurança alimentar grave atingiu 15,4 milhões de brasileiros, ou seja, 7,3% da população, entre 2019 e 2021. Os números do inquérito mostram que a prevalência da fome se dá entre mulheres negras que são chefe de famílias nas regiões Norte e Nordeste.

Neste episódio do podcast Papo Preto, Setela Diogo recebe Bárbara Barboza, coordenadora de justiça racial e de gênero da OXFAM Brasil, organização que colaborou na elaboração do inquérito, para analisar esses números. “A pandemia significou um alto índice de endividamento e também de luto. Significou uma escassez absurda, que há muito tempo não se vivia nesse grau”.

A pesquisadora diz que os dados mostram que uma em cada cinco famílias chefiadas por pessoas que se autodeclaram pardas ou pretas no Brasil sofre com a fome. “Estamos falando de 17% a 20%, que é o dobro em comparação a lares chefiados por pessoas brancas, que é de 10%. A situação é ainda mais grave quando se leva em conta a intersecção com o gênero, pois 22% dos lares chefiados por mulheres que se autodeclaram pardas ou pretas sofrem com a fome, contra 13,5% de lares chefiados por mulheres brancas”.

Papo Preto é um podcast produzido pelo Alma Preta, uma agência de jornalismo com temáticas sociais, em parceria com o UOL Plural, um projeto colaborativo entre o UOL, coletivos e veículos independentes. Novos episódios vão ao ar todas as quartas-feiras.

Podcasts são programas de áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e lugar — no computador, smartphone ou em outro aparelho com conexão à internet. Você pode ouvir Papo Preto no canal do UOL no YouTube e nas plataformas de podcast Spotify, Google Podcast, Deezer, Apple Podcast e CastBox.

+ sobre o tema

Quando raposas tomam conta do galinheiro, por Maurício Pestana

por Maurício Pestana  A expressão acima, dito popular...

Morre o escritor uruguaio Eduardo Galeano

Considerado um dos maiores autores da literatura latino-americana, escritor...

para lembrar

Marielle, semente! Mulheres negras eleitas provam que luta da vereadora não foi em vão

Apesar da eleição de deputados defensores do porte de...

Quem tem medo das pedagogas negras?

Não vou me demorar em responder a pergunta que...

Mulheres negras usam estratégias de quilombo na política

Ocupando a Câmara e assembleias legislativas pelo país, mulheres...

Paulina Chiziane e a liberdade de quem conta suas próprias histórias

“Se queres conhecer a liberdade Segue o rastro das andorinhas” (Ditado...

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=