Estrelas da NBA elevam voz contra violência e racismo

As estrelas da NBA Carmelo Anthony, Chris Paul, Dwyane Wade e LeBron James levantaram a voz nesta quarta-feira contra a violência e o racismo nos Estados Unidos, durante a entrega dos prêmios ESPY aos atletas.

no UOL

“Não podemos ignorar a realidade do que está ocorrendo agora nos Estados Unidos. Os acontecimentos das últimas semanas demonstraram a injustiça, a desconfiança e a ira que afeta tantos”, disse Anthony, estrela do New York Knicks, durante a cerimônia da ESPN.

“O sistema está quebrado, os problemas não são novos, a violência não é um fenômeno novo, a divisão racial, definitivamente, não é algo novo, mas nunca foi tão urgente mudar as coisas”, assinalou Anthony.

As mortes de dois afro-americanos na semana passada em ações policiais, e o ataque de um atirador negro que liquidou cinco agentes brancos da polícia de Dallas sacudiram o país.

“Lendas como Jesse Owens, Jackie Robinson, Muhammad Ali, John Carlos, Tommie Smith, Kareem Abdul-Jabbar, Jim Brown, Billie Jean King, Arthur Ashe e muitos outros (atletas) tem provado o exemplo que o esporte pode dar, e optamos por seguir estes passos”, disse Paul, armador do Los Angeles Clippers.

“Isto tem que parar. Como esportistas devemos fazer mais do que já fazemos (…), nem sempre será fácil, mas é preciso”, declarou Wade, que passou recentemente ao Chicago Bulls.

“Vamos aproveitar o que está ocorrendo neste momento para chamar todos os atletas profissionais a agir, fazer ouvir suas vozes, sua influência contra todas as formas de violência…”, assinalou James, o astro do atual campeão da NBA, Cleveland Cavaliers.

+ sobre o tema

Campanha denuncia desigualdade no acesso à internet com as ‘franquias de dados’

 Direito essencial, o acesso à internet no Brasil é...

MEC divulga nesta terça-feira segunda chamada do Prouni

O Ministério da Educação (MEC) divulga nesta terça-feira (27)...

para lembrar

Fim dos autos de resistência: temos realmente o que comemorar?

Nos últimos dias, veicula-se nas redes sociais e meios...

Negros são 77% dos mortos pela polícia do Rio em 2015

De acordo com dados do ISP (Instituto de Segurança...

Genocídio por Sueli Carneiro

O relator especial da Comissão de Direitos Humanos da...
spot_imgspot_img

Um guia para entender o Holocausto e por que ele é lembrado em 27 de janeiro

O Holocausto foi um período da história na época da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), quando milhões de judeus foram assassinados por serem quem eram. Os assassinatos foram...

Caso Marielle: mandante da morte de vereadora teria foro privilegiado; entenda

O acordo de delação premiada do ex-policial militar Ronnie Lessa, acusado de ser o autor dos disparos contra a vereadora Marielle Franco (PSOL), não ocorreu do dia...

Pacto em torno do Império da Lei

Uma policial militar assiste, absolutamente passiva, a um homem armado (depois identificado como investigador) perseguir e ameaçar um jovem negro na saída de uma...
-+=