Evento gratuito voltado à literatura afro-brasileira é realizado em Porto Alegre

12ª Festipoa Literária começa nesta segunda-feira (29) e segue até o dia 6 de maio. Programação está espalhada por diversos espaços da Capital.

Do G1 

Começa nesta segunda-feira (29) a 12ª Festipoa Literária em Porto Alegre. O evento, voltado à literatura afro-brasileira, é gratuito e ocorre até o dia 6 de maio em diversos espaços da Capital.

A abertura oficial está marcada para as 19h, no Salão de Atos da UFRGS​. Sueli Carneiro, homenageada desta edição, participa de uma conversa com a filósofa e ativista Djamila Ribeiro e a jornalista, poeta e editora Fernanda Bastos. Outros nomes integram a programação (veja abaixo).

Sueli Carneiro (Foto- Caroline Lima)

Filósofa, ensaísta e fundadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra, Sueli é um dos nomes mais destacados do feminismo negro no Brasil.

“Com todo mundo que a gente conversa, a Sueli é referência para todas elas. A raiz de todas as pensadoras negras no Brasil é a Sueli Carneiro e a Lélia Gonzalez”, justifica Nanni Rios, integrante do coletivo que organiza o evento.

“Sueli é uma homenagem ancestral para uma mulher que criou bases para o feminismo negro”, define.

Foto: Gabo Morales/TRËMA

A homenageada, nascida em São Paulo, vem a Porto Alegre lançar o livro “Escritos de uma Vida”, que tem prefácio de Conceição Evaristo e apresentação de Djamila Ribeiro. A obra reúne artigos publicados por Sueli ao longo de sua história acadêmica e de militância dedicada ao antirracismo.

O Festpoa Literária é um evento independente organizado anualmente por um coletivo de agentes culturais com o objetivo de formar novos leitores e aproximar a literatura do cotidiano da cidade, a partir da promoção de debates, lançamentos, oficinas, shows, exibições de filmes, saraus e performances.

“Tem algumas pessoas fixas, mas todo ano tem gente nova. É um trabalho completamente voluntário. É pela causa, por amor à literatura, que a gente se move”, explica Nanni.

Programa educativo
A 12ª FestiPoa lançou uma campanha de financiamento coletivo na internet para viabilizar seu programa educativo, que visa aproximar estudantes de escolas públicas de Porto Alegre a escritores e artistas que participam do evento.

Em 2019, a meta é contemplar cerca de 400 crianças e jovens de 10 escolas com encontros com artistas de renome nacional, como Sérgio Vaz, Rincon Sapiência e a própria homenageada do evento, Sueli Carneiro.

Para contribuir, basta acessar o site da plataforma.

Programação

Confira a programação das atividades do Festipoa Literária 2019. Todos as atividades têm entrada franca. Com exceção das oficinas, basta comparecer aos endereços no horário marcado para participar das atividades. Porém, há um limite de participantes por evento.

Quem deseja fazer alguma oficina, deve entrar em contato com a organização do evento na página oficial no Facebook e fazer inscrição prévia.

29 de abril (segunda) – Salão de Atos da UFRGS
19h – Abertura: Conversa com Sueli Carneiro, Djamila Ribeiro e Fernanda Bastos.

30 de abril (terça)
Centro Cultural da UFRGS:
14h- Oficina com Marcelo Silva: a poesia é um atentado celeste
15h – Oficina com a ilustradora Aline Daka: as narrativas poéticas das bonecas de papel

Salão de Atos da UFRGS:
19h – “Vitiligo Reverso” Movimento Meninas Crespas
19h15 – Leituras de Luna Vitrolira e Camila Falcão (lendo Ana e Cidinha)
19h30 – Conversa com Ana Maria Gonçalves e Cidinha da Silva. Mediação: Jeferson Tenório e Eliane Marques

+ sobre o tema

A carta da Princesa por Sueli Carneiro

A televisão, em 30 de abril, divulgou o conteúdo...

Fora do Lugar, por Sueli Carneiro

A revista Tudo realizou um teste comparativo sobre o...

Nós e o papa

O papa João Paulo II surpreendeu as mulheres que...

Rompendo com a conspiração do silêncio

Importante mesmo é a clareza do invólucro. É um...

para lembrar

“Quero interpretar mulheres de todos os setores e não apenas africanas”

Quero interpretar mulheres de todos os setores e não...

Nega maluca: black face é racismo!

O país do Carnaval é o país da brincadeira....

Ninguém diz a Angélique Kidjo quem ela deve ser

GONÇALO FROTA É a última grande diva da música africana...
spot_imgspot_img

Crianças do Complexo da Maré relatam violência policial

“Um dia deu correria durante uma festa, minha amiga caiu no chão, eu levantei ela pelo cabelo. Depois a gente riu e depois a...

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços, compraria nas bancas costumeiras. Escolhi as raríssimas que tinham mulheres negras trabalhando, depois as de...

Em autobiografia, Martinho da Vila relata histórias de vida e de música

"Martinho da Vila" é o título do livro autobiográfico de um dos mais versáteis artistas da cultura popular brasileira. Sambista, cantor, compositor, contador de...
-+=