FORTALEZA: Programação Cultural Gratuita da Prefeitura Municipal de Fortaleza (de 12 a 16 de novembro)

Fonte: Avol –

DIA 12 (Quinta-feira) QUINTA CULTURAL\\ 18h30

 

 

No mês em que se comemora a Semana da Consciência Negra, o projeto Quinta Cultural desta semana começa com o lançamento do livro “Trajetórias, Históricas e Pedagógicas da População Negra no Ceará”, organizado por Joelma Gentil e Ivan Costa Lima. A publicação traz nos artigos de Lincolin de Jesus, Hilário Ferreira, William Augusto, Joelma Gentil e Ivan Costa Lima a religiosidade do seu legado iorubá, a presença negra na história a partir do período pré-abolição e sua contribuição cultural ao estado do Ceará. Traz também as experiências educacionais nas quais as heranças afrobrasileiras são centrais na reflexão educativa. O livro é fruto de uma ação política e educativa proposta pelo movimento negro unificado (MNU/CE)

 

Em seguida, o Movimento Cultural Flor de Cactus encena a peça “Novos Quilombos”, que traz uma reflexão sobre preconceito e a história dos negros no Brasil. A equipe do Flor de Cactus é formada por Robson Babu (ator, diretor e autor da peça), Rivaldo Silba (narrador), Cláudio Soares (músico) e Claudiana Soares (atriz).

 

Encerrando a noite, espetáculo de dança com a Companhia de Ritmos e Danças Populares, Cordapés. O grupo foi fundado informalmente em 2005 pelo dançarino Ênio Marques com a proposta tornar-se uma companhia de dança profissional, com enfoque nas danças afro descendentes. Formalizado oficialmente em 2007, o grupo é hoje mais que uma companhia de dança e desenvolve trabalho sociais junto à população jovem da comunidade do Conjunto Palmeiras.

 

A cada quinta-feira, o Quinta Cultural, projeto da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), fortalece sua posição como palco de todas as artes e coloca o Mercado dos Pinhões no centro da política de recuperação e requalificação dos espaços públicos abraçada pela Prefeitura Municipal de Fortaleza.

 

Programação

DIA 12

18h30 – Lançamento do livro “Trajetórias, Históricas e Pedagógicas da População Negra no Ceará”, de Joelma Gentil.

19h – Apresentação teatral “Novos Quilombos”, do Movimento Cultural Flor de Cactus

20h30 – Show Cordapés

 

Serviço

Quinta Cultural. Dia 12, no Mercado dos Pinhões (entre as ruas Gonçalves Ledo e Nogueira Acioli – Centro), a partir das 18h30.

 

DIA 13 (Sexta-feira)

SOL MAIOR\\ 16h30

O projeto Sol Maior leva grandes solistas cearenses ao Passeio Público para complementar as belezas do local e se divide em duas partes: todas as sextas-feiras, o pôr do sol é saudado com solos de acordeom, a partir das 16h30; aos sábados, a partir das 12h30, a música instrumental dá o tom da hora do almoço, acompanhando a já tradicional feijoada.

 

Nesta sexta, em reverência ao Mês da Consciência Negra, a atração é Carol do Acordeon, que tem no repertório muito forró de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Trio Nordestino e Flávio José, entre outros.

 

Serviço

Projeto Sol Maior, todas as sextas-feiras, das 16h30 às 17h30, apresentações diversas ao pôr do sol, e aos sábados, a partir de 12h30, música instrumental acompanha a tradicional feijoada. No Passeio Público (Rua Dr. João Moreira, s/n, ao lado da Santa Casa da Misericórdia – Centro).

 

CHORINHO NO MERCADO\\ 21h

Toda sexta-feira o ponto já é certo: projeto Chorinho no Mercado, no Mercado dos Pinhões. É lá que, a partir das 21h, os amantes do choro e do samba se reúnem para ouvir, tocar e dançar clássicos de Pixinguinha, Altamiro Carrilho, Canhoto da Paraíba, Chiquinha Gonzaga e Zé da Velha, executados pelo grupo Cordas que Falam, que a cada 15 dias toca no lugar, revezando-se com o nosso chorão referencial, o Macaúba.

 

Nesta sexta (13) o show é com Regional Cordas que Falam, grupo que toca desde 1997 e, com a atual formação, há seis anos. Formado por Fernando do Pandeiro, Luis José no cavaquinho, Márcio Ramalho no violão de sete cordas, Manuel Guerreiro no violão de seis cordas e Saraiva do Bandolim, o Cordas que Falam executa pérolas do gênero, incluindo grandes nomes do choro no repertório.

 

Serviço

Chorinho no Mercado. Dia 13, show com Regional Cordas que Falam, a partir das 21h, no Mercado dos Pinhões (entre as ruas Gonçalves Ledo e Nogueira Acioli).

 

DIA 14 (Sábado)

SOL MAIOR\\ 12h30

O Projeto Sol Maior, realizado pela Prefeitura Municipal de Fortaleza, através da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), recebe no próximo sábado (14), a partir de meio-dia, o guitarrista Artur Menezes.

 

Músico ativo na cena musical cearense, Artur Menezes integrou as bandas “Artur Menezes & Os Caras”, “Blues Label”, “De Blues em Quando”, “Zeppelin Blues” e “Experihendrix Trio”. Já participou de vários eventos ligados a cena do blues no Ceará, como as edições do Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga. O músico já passou temporadas em Chicago (EUA), onde se apresentou ao lado de John Primer, Charlie Love and the Silky Smooth Band, Linsey Alexander, Phill Guy, Brother John e Big Ray, entre outros. No Brasil, teve a honra de acompanhar os músicos Igor Prado, Ivan Marcio, Johnny Rover, Jefferson Gonçalves, Andy Boy e Alexandre Araújo.

 

Para o Passeio Público, Artur Menezes traz as várias facetas do Blues, com muito feeling e pegada forte, que são sua marca registrada.

 

Serviço

Projeto Sol Maior, todas as sextas-feiras, apresentação diversas ao pôr do sol (das 16h30 às 17h30) e aos sábados, a partir de 12h30, música instrumental acompanha a tradicional feijoada. No Passeio Público (Rua Dr. João Moreira, s/n, ao lado da Santa Casa da Misericórdia – Centro).

 

CASA DO BLUES\\18h

Música de qualidade, festa e uma alternativa diferente de diversão na Cidade. O projeto Casa do Blues tem o propósito de ser uma reunião das bandas de blues de Fortaleza e trazer para o público da cidade uma opção acessível de diversão. A ideia é simples: consolidar o blues em Fortaleza a partir de shows realizados periodicamente, em local e data que facilite o contato entre o universo do blues e os amantes do ritmo. A Prefeitura Municipal de Fortaleza é parceira do projeto Casa do Blues na realização dos shows, que acontecem sempre nos fins de tarde dos sábados, na Praça do Mercado do bairro Joaquim Távora.

 

Programação

DIA 7

Alysson dos Anjos

 

Serviço

Projeto Casa do Blues – Praça do Mercado do Joaquim Távora (Av. Pontes Vieira, entre as ruas Fiscal Vieira e Cap. Gustavo), às 18h. Entrada gratuita. Mais informações: www.casadoblues.com.br

 

DIA 8 (Domingo)

FORRÓ NO MERCADO\\ 19h

Aos domingos, o Mercado dos Pinhões é o lugar mais indicado da cidade para quem quer ouvir os legítimos representantes do forró. É que lá acontece o projeto Forró no Mercado, promovido pela Prefeitura Municipal de Fortaleza, através da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor). No próximo domingo (15), o show será com Encanto Nordestino.

 

Surgido em 2003 no Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará (Cefet/CE), o grupo possui um trabalho genuinamente nordestino. Apesar de colocar no palco uma formação inusitada para o forró (violino, violão e percussão), o grupo explora ritmos como o baião, marcha, xote e xaxado, dando ao violino um toque “rabecado”. No repertório, além de composições autorais, o grupo executa músicas de compositores reconhecidos mundialmente, como Hermeto pascoal, Sivuca e Luiz Gonzaga; compositores cearenses, como Humerto teixeira, Nonato Luiz e Carlinhos Crisóstomo; além de clássicos de Vivaldi e Beatles.

 

Serviço

Forró no Mercado com Água de Quartinha, dia 8, a partir das 19h, no Mercado dos Pinhões (entre as ruas Gonçalves Ledo e Nogueira Acioli).

Matéria original

+ sobre o tema

Racistas sul-africanos: parceiros incômodos

Racistas sul-africanos: parceiros incômodos Fonte: Alô Escola - TV Cultura Para...

Site resgata obras inéditas de Chiquinha Gonzaga

  Primeira maestrina do Brasil, pioneira na luta...

Revolta dos Búzios

A Conjuração Baiana, também denominada comoRevolta dos Búzios ou Revolta...

Premiado filme baiano, “Café com Canela” estreia em circuito nacional

Um dos mais festejados longas-metragens da atualidade do cinema...

para lembrar

Das favelas sul-africanas para o mundo da ópera

A soprano Pumeza Matshikiza cresceu nas favelas da cidade...

Treze de maio nas ruas

No papel, e só no papel, foi abolida a...

Emerson Damasceno: A Fifa é que precisa do Brasil

"Não é o Brasil que precisa da Fifa, mas...

Brasil não vai restringir a entrada de haitianos

      Por Diego Sartorato No começo do mês, o secretário de...
spot_imgspot_img

Carnaval 2025: nove das 12 escolas do Grupo Especial vão levar enredos afro para a Avenida

Em 2025, a Marquês de Sapucaí, com suas luzes e cores, será palco de um verdadeiro aquilombamento, termo que hoje define o movimento de...

Mostra Competitiva Adélia Sampaio recebe inscrições de filmes de mulheres negras até 16 de junho

A 6ª edição da Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio está com inscrições abertas para filmes dirigidos por mulheres negras de todo o...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...
-+=