Militares e moradores do Quilombo Rio dos Macacos entram em conflito

Cerca de 60 militares invadiram o local para impedir que uma das residências que abriga 50 famílias fosse reformada

Moradores do Quilombo Rio dos Macacos, comunidade que fica localizada em Paripe, foram surpreendidos na tarde desta segunda-feira (28), quando cerca de 60 militares invadiram o local para impedir que uma das residências que abriga as cerca de 50 famílias que vivem no local fosse reformada. Segundo Maurício Oliveira, da Associação dos Advogados dos Trabalhadores Rurais da Bahia, os moradores, inclusive crianças, foram tratados com xingamentos e agressões.

O Quilombo Rio dos Macacos fica em uma área que faz limite com a Vila Militar, e ambas as partes lutam na Justiça pelo direito de posse do local. A invasão foi motivada pelo fato de os oficiais não aceitarem que os moradores promovam reformas no local, bastante afetado pelas chuvas que caíram nos últimos dias. “Eles moram em condições precárias e esse clima constante de medo e violência promovido pelos militares só piora a situação”, ”a intenção da Marinha, responsável pela ação desta segunda, é ampliar a sua base” disse Maurício.

Elias Sampaio, que comanda da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), esteve na região e, junto com representantes das Defensorias Públicas Estadual e Federal, conseguiu fechar um acordo para que os militares deixassem o Quilombo e sentassem à mesa de negociação em um prazo máximo de 48 horas.

Na próxima sexta-feira (06), representantes da Comissão de Direito Humanos da Câmara Federal dos Deputados estarão na comunidade para tentar encontrar uma solução para a questão. A Marinha já conseguiu duas liminares para a expulsão dos moradores, mas ambas foram adiadas pela Justiça.

 

 

Fonte: Radio Sociedadeam

+ sobre o tema

para lembrar

Deputada Leci Brandão busca aprofundar o tema da igualdade racial

Está circulando a 10ª edição do Boletim Fala Leci,...

Filipe Zau: ‘Os rótulos chateiam-me’

Por Rubio Praia       Destaca-se pela altura, pelo timbre de voz...

Heloisa Pires Lima – A criação literária como um fio condutor

No meu caso, a criação literária é um...
spot_imgspot_img

Mães e Pais de Santo criam rede de solidariedade para apoiar comunidades de matriz africana afetadas no Sul

Quando a situação das enchentes se agravou no Rio Grande do Sul, Ialorixás e Babalorixás da cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre,...

6 brasileiros que lutaram pelo fim da escravidão no Brasil

O fim da escravidão no Brasil completa 136 anos em 13 de maio deste ano. Em 1888, a princesa Isabel, filha do imperador do Brasil Pedro 2º,...

Mostra Competitiva Adélia Sampaio recebe inscrições de filmes de mulheres negras até 16 de junho

A 6ª edição da Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio está com inscrições abertas para filmes dirigidos por mulheres negras de todo o...
-+=