Luiza Bairros fica! Nota da SEPPIR sobre a matéria “Reforma ameaça ministras mulheres

Presidência da República

Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Comunicação Social

Nota sobre a matéria “Reforma ameaça ministras mulheres”

Ao contrário do que especula a reportagem da Folha de S. Paulo (edição de 09-10-2011, pg A10), a ministra Luiza Bairros, que não foi ouvida pela repórter Ana Flor, nunca manifestou desejo de deixar a Seppir e já expressou publicamente suas críticas a uma visão simplista que limita as complexidades relacionadas à promoção da igualdade racial ao volume de recursos orçamentários disponíveis. Acrescente-se ainda que, como a ministra escreveu no artigo “O Estatuto é pra Valer”, amplamente divulgado em julho deste ano, o PPA 2012-2015 conferiu nova feição aos planos de governo ao incorporar o programa de Enfrentamento ao Racismo e Promoção da Igualdade Racial.

Brasília, Distrito Federal, Brasil

Comunicação Social

[email protected]

Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – Seppir/PR

www.seppir.gov.br

+ sobre o tema

Senado aprova PEC que torna o estupro crime imprescritível

O crime de estupro pode se tornar imprescritível. É...

Os alisadores de cabelo que levaram consumidores a processar empresas nos EUA

O relaxamento capilar existe há mais de 100 anos....

Lea T.: “Faço questão de falar que sou mulher trans, latina e negra”

Top model, que desfila pela Água de Coco, debateu...

para lembrar

Me gritaron negra! A poeta Victoria Santa Cruz

A poeta Victoria Santa Cruz é uma expoente da...

Entenda o que é CONSCIÊNCIA RACIAL

Mês da consciência negra! Do Canal Preto  No mês da Consciência...

Presas dão à luz algemadas; relatório cita laqueadura sem permissão

Presas forçadas a fazer o parto algemadas, com agressão...

Chegada de Dilma à Presidência coloca em xeque função de primeira-dama

Algumas fazem assistencialismo, outras preferem cuidar do marido A vitória...
spot_imgspot_img

Instituto Mãe Hilda anuncia o lançamento do livro sobre a vida de matriarca do Ilê Aiyê

O livro sobre a vida da Ialorixá Hilda Jitolu, matriarca do primeiro bloco afro do Brasil, o Ilê Aiyê, e fundadora do terreiro Acé...

Centenário de Tia Tita é marcado pela ancestralidade e louvado no quilombo

Tenho certeza que muitos aqui não conhecem dona Maria Gregória Ventura, também conhecida por Tia Tita. Não culpo ninguém por isso. Tia Tita é...

Julho das Pretas: celebração e resistência

As mulheres negras brasileiras têm mais avanços a celebrar ou desafios para travar? 25 de julho é o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e...
-+=