O que a filha de Obama e o de Eduardo Campos não têm em comum

João Campos, filho do ex-governador de Pernambuco, foi nomeado chefe de Gabinete do estado

Por Agatha Justino, do Administradores

João tem 22 anos. Frequentou boas escolas e teve acesso a uma série de oportunidades em educação. Ele cursa engenharia civil na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e tem desejo de ingressar na política. Não seria estranho se João fosse contratado como estagiário de uma construtora ou se envolvesse em grêmios.

Mas João Campos é filho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e mesmo antes de concluir o ensino superior será como chefe de Gabinete do Estado, trabalhando diretamente com o governador Paulo Câmara (PSB). E o seu salário líquido? R$ 7.787,43 — vencimento do antecessor Ruy Bezerra.

O chefe de Gabinete é o braço direito do governador nas questões administrativas do estado. É um trabalho que exige qualificação. Para se ter ideia, Ruy Bezerra é formado em Direito pela Faculdade de Direito do Recife com pós-graduação em Gestão Pública e Controle Externo, pela Universidade do Estado de Pernambuco (UPE) e auditor das Contas Públicas do Tribunal de Contas do Estado (TCE/PE), desde 1996.

As diferenças entre João e Ruy expõem as rachaduras no discurso do próprio pai de João, que construiu ao longo de sua trajetória política um discurso que valorizava a meritocracia. A irmã de João, Maria Eduarda também assumiu um cargo na Prefeitura do Recife, no início de fevereiro.

A ideia de ter um jovem, que ainda não concluiu o ensino superior, em um cargo tão elevado irritou os pernambucanos. Em protesto, a população lançou a hashtag #MeuPrimeiroEmprego para comparar suas experiências. E, claro, elas surgem com salários relativamente baixos e cargos de pouco prestígio. Veja abaixo alguns exemplo:

Como discutir meritocracia em um ambiente em que um auditor com 20 anos de experiência é substituído por um garoto de 22 anos de idade, cujo diferencial no currículo consiste no sobrenome?

A filha de Obama

Nos EUA, o trabalho da filha do presidente Barack Obama também chamou atenção quando se tornou público, no ano passado. Mas o motivo foi exatamente o inverso do que tem motivado a repercusão da nomeação de João Campos para a chefia do gabinete do governador de Pernambuco. Malia Obama foi contratada como estagiária no set do seriado “Girls”, do canal de TV HBO. Sua função não era de chefia. Ele servia cafés aos atores e auxiliava a produção do programa.

 

Leia Também:

‘Gente como a gente’, Malia Obama é estagiária e busca cafezinho para a chefe

It girl em ascensão! O estilo de Malia Obama, filha adolescente do presidente dos EUA

+ sobre o tema

Tribunais são enviesados contra mulheres e negros e não fazem justiça, diz advogada da OAB

Os Tribunais de Justiça são enviesados e, por isso,...

O tal “panelaço” tem cara, grife, cor e endereço, nobre, diga-se de passagem

O tal "panelaço", importado da Argentina, de que  grande...

O silêncio da mídia diante da denúncia de golpe do fotógrafo brasileiro ganhador do Pulitzer

Dez dias atrás, o fotógrafo Mauricio Lima foi festejado pelos grandes meios...

para lembrar

Pare o mundo que eu quero descer pra virar lenda Brasil caiu no ranking de desigualdade entre os sexos

Por: Fátima Oliveira Os assuntos são inúmeros. Deixam a gente...

Luana Tolentino: Martinho da Vila, o PT e eu

por Luana Tolentino Sem sombra de dúvidas, o samba...

Violência: “Tá calor aí, negão”

Fonte: Folha Online - Policiais militares foram flagrados...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

“Não podemos mais cair na cilada da meritocracia, é preciso fortalecer o coletivo”, diz a jornalista Luciana Barreto

Luciana Barreto é uma profissional ímpar. Dessas com muito talento, garra, gana e propósito mesmo. Não à toa, é uma das jornalistas e apresentadoras de...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...
-+=