ONU: Igualdade entre homens e mulheres levará mais 300 anos para ocorrer

Enviado por / FonteUOL, por Jamil Chade

Numa declaração que deixou uma sala em um silêncio constrangedor, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, alertou aos governos de todo o mundo que, no atual ritmo, a igualdade entre homens e mulheres terá de esperar mais três séculos para ocorrer.

O chefe da diplomacia da ONU abriu nesta segunda-feira os trabalhos da entidade para o debate sobre a situação da mulher, na semana da data do 8 de março. Os novos estudos que serão publicados ao longo da semana revelam que a disparidade de renda entre homens e mulheres é maior do que se imaginava e que a desigualdade é mais profunda que os cálculos apontavam até agora.

Se não bastasse, as constatações das agências especializadas é que todo o avanço feito na segunda metade do século 20 parece perder força no século 21. Segundo as estimativas da entidade, há uma estagnação no tema da igualdade das mulheres nos últimos 20 anos e, mais recentemente, até mesmo um retrocesso. “O progresso (dos direitos da mulher) está desaparecendo diante de nossos olhos”, disse Guterres.

“A igualdade de gênero está se distanciando cada vez mais. No caminho atual, a ONU Mulheres a coloca a 300 anos de distância”, disse o português..

“Os direitos das mulheres estão sendo abusados, ameaçados e violados em todo o mundo”, insistiu. Para ele, a pandemia fez com que índices de mortalidade materna, meninas expulsas da escola e crianças forçadas a se casar precocemente sofressem uma expansão inédita em décadas.

Para a ONU, a crise vem em diferentes formas. Mas todas apontam um retrocesso real:

No Afeganistão, as mulheres e meninas foram apagadas da vida pública.

Em muitos lugares, os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres estão sendo retrocedidos.

Em alguns países, as meninas que vão à escola correm o risco de serem sequestradas e agredidas.


De acordo com Guterres, três bilhões de pessoas ainda não estão ligadas à internet. Mas a maioria desse grupo é formada por mulheres e meninas nos países em desenvolvimento. “Nos países menos desenvolvidos, apenas 19% das mulheres estão online”, disse.

*Globalmente, meninas e mulheres constituem apenas um terço dos estudantes de ciência, tecnologia, engenharia e matemática”, disse.

“No setor de Inteligência Artificial, apenas cerca de 1 em cada 5 trabalhadores é uma mulher. E a inteligência artificial está moldando nosso mundo futuro. Esperemos que ela não seja moldada de uma forma totalmente preconceituosa em relação ao gênero”, alertou.

Guterres ainda destacou como a desinformação misógina e a desinformação florescem nas plataformas das mídias sociais.

“Séculos de patriarcado, discriminação e estereótipos prejudiciais criaram uma enorme lacuna de gênero na ciência e na tecnologia. As mulheres representam apenas 3% dos ganhadores do Prêmio Nobel nas categorias científicas”, insistiu.

“Três anos atrás, Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna fizeram história como a primeira equipe de todas as mulheres a ganhar um Prêmio Nobel em ciência. Equipes de homens já dividiram o prêmio 172 vezes”, completou.

+ sobre o tema

Nota de preocupação e repúdio

Carta Aberta à Drª Gilda Carvalho Ministério Público Federal NOTA DE...

Dia de Luta pela Saúde da Mulher e de Redução da Morte Materna

A deputada Inês Pandeló, Presidente da Comissão de Defesa...

para lembrar

Mãe, a culpa é sua

Desde segunda-feira, 2, circulam pelas redes sociais alguns links,...

Grupo Mulheres do Brasil destaca importância de falar sobre racismo

O Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil lança...

Moda escrava: mulheres são maioria em trabalho indigno na área têxtil em SP

No ano passado, 139 pessoas foram resgatadas em condições...
spot_imgspot_img

Projeto SETA promove eventos no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU 

Entre os dias 16 e 18 de abril, o Projeto SETA, iniciativa cujo objetivo é transformar a rede pública escolar brasileira em um ecossistema de qualidade...

Tempo para início de tratamento de câncer de mama é 3 vezes maior que o previsto em legislação

O tempo médio para o início do tratamento de câncer de mama no SUS (Sistema Único de Saúde) é quase o triplo do período previsto pela Lei...

Conselho de direitos humanos aciona ONU por aumento de movimentos neonazistas no Brasil

O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH), órgão vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, acionou a ONU (Organização das Nações Unidas) para fazer um alerta...
-+=