Resultados da pesquisa por 'racismo'

    Mulheres negras sofrem violência obstétrica baseada em estereótipos racistas Foto: Arte de Ana Luiza Costa

    Racismo obstétrico: violência na gestação, parto e puerpério atinge mulheres negras de forma particular

    Há duas semanas, Licyane de Almeida Santos, de 27 anos, então com 37 semanas de gestação, procurou atendimento médico em um posto de saúde localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro. Estava com pressão alta e se sentindo mal, com dores de dilatação. Por isso, durante a consulta, pediu ao ginecologista obstetra que desse um atestado ou iniciasse o período de licença-maternidade para que fosse liberada do trabalho como demonstradora em lojas de cosméticos, no qual precisa ficar em pé durante horas, além do tempo gasto no transporte. Licyane conta que o médico, no entanto, se recusou e debochou da situação. — Eu cheguei com dor e ele ficou rindo, debochando. Foi muito humilhante. Disse que eu estava fazendo drama, que a dor era normal e não me examinou. Eu fiquei nervosa e comecei a chorar. Não podia ficar em casa sem o atestado se não seria descontada — ...

    Leia mais
    'A verdade universal que os ossos gritam é que somos todos humanos'

    Racismo: como a ciência desmantelou a teoria de que existem diferentes raças humanas

    À medida que novos territórios e populações foram sendo descobertos, era necessário, de acordo com os naturalistas europeus, classificar os seres humanos de acordo com suas características. No reino animal, falar sobre raças geográficas consiste em definir grupos de indivíduos que se diferenciem por características adaptadas ao tipo de ambiente. No caso do ser humano, o conceito tinha uma conotação muito diferente. De fato, a diversidade humana não era percebida como uma seleção do ambiente (como acontece com a cor da pele e a forma dos olhos). Em vez disso, foi interpretada como se refletisse as características culturais das muitas populações do planeta. Por exemplo, os traços europeus eram considerados "superiores, equilibrados, bonitos" e eram o reflexo externo da "inteligência e educação" que caracterizavam todos os europeus. Eles se consideravam a raça "suprema". Já os traços africanos eram considerados "primitivos e pouco atraentes", símbolo de uma população "ignorante e incivilizada", ...

    Leia mais
    Alunos saindo de escola na Estrutural, no Distrito Federal  (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

    Racismo e violência contra criança e adolescente são desafios do país

    Publicado há 30 anos, o Estatuto da Criança e do Adolescente trouxe avanços na abordagem dos direitos essenciais do público para o qual foi criado em diversas áreas, como saúde, educação e também no combate ao trabalho infantil. No entanto, a situação no país está longe de ser a ideal em alguns aspectos como o racismo, a violência doméstica e o abuso sexual. Para o coordenador do Programa de Cidadania dos Adolescentes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Mario Volpi, o maior dos desafios para fazer valer esses direitos no Brasil é a desigualdade, e, entre as diversas formas em que ela se apresenta no país, destaca-se o racismo. "Esse elemento do racismo, da desigualdade racial, é um elemento que o país ainda não superou. E um dos motivos é porque o Brasil é um país que demorou a admitir que existe discriminação racial. Tivemos uma ideologia ...

    Leia mais
    (Foto: iStock/Getty Images)

    Racismo e a Igreja Evangélica: o que dizer sobre os fiéis pobres “encardidos”, “meio sujos”, ” moreninhos” e “queimados de sol”?

    Não é novidade o caso assombroso, intragável e digno de todo repúdio ocorrido durante uma transmissão online do Pastor Rodrigo Santos e Jéssica Maciel, da cidade de Toledo, no Paraná. Em detrimento da forma como a notícia tem circulado, não diria que ela tem " causado polêmica nas redes sociais", não se trata apenas de polêmica mas da chaga mais sórdida que a igreja evangélica carrega durante anos a fio. Sabemos que o Racismo Estrutural existe e que todas as formas pérfidas em que ele se traveste circula nas nossas vidas em diversos âmbitos: dentro de casa, na escola, faculdade, trabalho, mídia…a lista é longa. Mas é inadmissível silenciar um debate tão revelante dentro da Instituição que está alicerçada principalmente nas regiões mais vulneráveis do nosso país, a Igreja Evangélica está presente nas favelas do Brasil. Estabelecida em muitas periferias do Norte ao Sul do país, a despeito das críticas ...

    Leia mais
    Elton John no Midsummer Party da Elton John Aids Foundation  (Foto: Eric Gaillard/Reuters)

    Elton John diz que ‘racismo e intolerância’ estão impedindo a luta contra o HIV

    Elton John mantém suas esperanças de que os Estados Unidos possam eliminar a AIDS, mas não sem antes enfrentem a intolerância e o racismo da sociedade estadunidense. O artista inglês de 73 anos escreveu um artigo para o The Atlantic publicado nesta quinta-feira (09), onde discutiu como a epidemia de Aids / HIV foi “exacerbada pelo racismo, preconceito e discriminação” e que todos merecem acesso a bons cuidados de saúde, independentemente de seus antecedentes e como eles se identificam. “Podemos alcançar uma geração livre de AIDS na América – mas apenas se projetarmos um sistema de atendimento que abranja pessoas negras e comunidades marginalizadas e lide diretamente com o racismo estrutural“, escreveu John, antes de listar algumas organizações que estão ajudando a resolver esses problemas. “Eles precisam de governos federais, estaduais e locais por trás deles, e precisam que nossas comunidades reconheçam a verdade: que hoje nos Estados Unidos o ...

    Leia mais
    (Jonathan Alcorn/AFP/)

    Painel trata combate ao racismo como exercício de cidadania e justiça

    A busca por uma sociedade coletivamente solidária, com igualdade de oportunidades e pluralismo judicial foram os temas do painel “Representatividade Racial no Poder Judiciário: de onde fala o juiz”, do seminário “Questões racionais e o Poder Judiciário”, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e encerrado na quarta-feira (8/7). O evento reuniu virtualmente mais de duas mil pessoas em debates sobre a necessidade de se discutir os mecanismos e as estratégias que dificultam a participação de pessoas negras nos espaços de poder, incluindo no Poder Judiciário. “Precisamos de pessoas que se identifiquem com a causa do combate ao racismo e ao racismo judicial. Não podemos, de forma nenhuma, deixar que o racismo prevaleça. Combater o racismo é exercício de cidadania e da justiça”, disse a conselheira do CNJ Tânia Regina Silva Reckziegel, coordenadora dos debates sobre a representatividade racial no Poder Judiciário. O painel realizado por videoconferência diante das circunstâncias ...

    Leia mais
    Imagem: Geledes

    Racismo Estrutural – Banco é condenado a indenizar cliente por discriminação racial

    Procedimentos de segurança são intrínsecos à atividade bancária. Não pode, entretanto, a instituição financeira, sob o pretexto de se manter a segurança no interior do estabelecimento, expor o usuário a procedimentos constrangedores. Com base nesse entendimento, o juiz Marco Aurélio Stradiotto de Moraes Ribeiro Sampaio, da 3ª Vara Cível de Jundiaí, condenou um banco a indenizar, por danos morais, um negro que foi impedido de entrar em uma das agências da instituição. O valor da reparação foi fixado em R$ 52.250, o que corresponde a 50 salários mínimos. “É necessário que nesta sentença, para além da indenização em face de técnica processual, reconheça-se o ato de que vítima o autor, discriminação racial a lhe gerar danos civis que se querem aqui desfeitos. E isso porque não pode a sociedade, no estágio atual, continuar a tratar como situação normal a negada questão racial, o tratamento diverso por questão de cor de ...

    Leia mais
    Cleidiana e seu pai. Foto: arquivo pessoal

    O dia em que meu nariz me definiu como negra – notas sobre o racismo à brasileira

    Em 1996 eu estava na metade do curso de jornalismo na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom- Ufba). Nesse ano, meu pai Pacífico Teixeira Ramos (1933-2004), conhecido como Chico Preto, foi candidato a prefeito em Iaçu, município onde cresci e que fica a 275 km de Salvador na região da Chapada Diamantina. Era uma campanha dura, sem dinheiro e em oposição às três esferas de governo. Mas meu pai era muito carismático e tinha toda uma trajetória vinculada às pautas progressistas ao longo da sua trajetória. Assim sua campanha contava até com vaquinha dos próprios eleitores. Em uma dessas ações tive que ir na cidade vizinha, Itaberaba, com uma amiga da família. Lá encontramos uma pessoa que conhecia meu pai, mas não sabia que ele tinha outra filha – a minha distância etária para meu irmão Gildásio Ramos é de 11 anos. Em meio a essa conversa, ...

    Leia mais
    Ringo Starr (Foto: Getty Images / Kevin Winter / Equipe)

    Vidas negras importam: Ringo se engaja na luta contra o racismo

    Ringo Starr fez uma live de 60 minutos para comemorar seus 80 anos. Foi, no fundo, uma grande celebração à música dos Beatles. Divertida, alto astral. Mas séria também. Lá pelo meio, um trecho do programa foi dedicado ao “Vidas negras importam”, o movimento e o slogan antirracistas que, com muita justiça, se espalham pelo planeta. Sim. “Black lives matter”. O apoio de Ringo ao movimento fala, pela milionésima vez, do quanto devemos nos orgulhar dos Beatles. Pela beleza da música que legaram ao mundo e por suas atitudes públicas. O baterista, misto de músico e ator, está sempre a dizer paz e amor e exibir os dedos em V. Não surpreende que marque posição quando a questão é a luta contra o racismo. Era um tema crucial na década de 1960, o tempo dos Beatles. Permanece agora, mais de meio século depois. John Lennon lutou pela paz. George Harrison ...

    Leia mais
    Tom Morello no Samsung Best of Blues 2018 (Foto: Stephanie Hahne)

    Tom Morello: “o racismo é tão americano quanto a torta de maçã e o beisebol”

    O guitarrista Tom Morello falou sobre racismo e sua relação com os fãs, a polícia e os Estados Unidos. Numa conversa com Dan Reynolds do Imagine Dragons, Bloody Beetroots e Shea Diamond nesta quinta-feira, dia 9, para divulgar a faixa “Stand Up”, que eles lançaram em parceria recentemente, o artista relembrou de alguns momentos de sua vida. Em determinado momento, ele contou sobre quando no auge do sucesso e fortuna do Rage Against The Machine, andava com seu carro velho em Beverly Hills e era parado pela polícia. Por que há um negro de trinta e poucos anos neste bairro? O artista revelou inclusive que já foi algemado nessa época, apenas por estar saindo de um bar e voltando para casa vestindo preto. Tom Morello Sobre a relação com os fãs, ele diz que pelo menos uma vez por mês recebe mensagens em suas redes sociais de gente o dizendo que ele não é negro, ainda mais quando posta conteúdo ativista ...

    Leia mais
    Afinal, quantos lugares de cultura negra você conhece? 
 (Foto: Crédito: Heitor Salatiel)

    Como o racismo afeta os viajantes negros no turismo

    Racismo é a discriminação ou preconceito contra pessoas ou grupos por causa de sua etnia ou cor, como negros, indígenas ou pessoas de outros países, como chineses. Isso inclui desde agressões explícitas até formas inconscientes de desfavorecer pessoas negras ou indígenas, privilegiando pessoas brancas. O racismo determina a forma como pensamos. Ou seja, a cor da pele significa muito mais do que um traço da aparência. Como o racimo é estrutural e estruturante ele afeta as pessoas de diversas formas no Brasil. No turismo, faz com que o número de viajantes negros seja bem menor que o de viajantes brancos, apesar dos negros serem maioria da população no país (54%). Isso é justificado desde por questões econômicas e sociais até o fato das pessoas negras não se verem nesse universo e acharem que isso não é para elas. Repare nos perfis de viajantes profissionais (aqueles que viajam com frequência e ...

    Leia mais
    Reprodução Facebook

    Enquanto Houver Racismo Não Haverá Democracia – A luta das LBTQI+

    Contamos com a presença de Marta Almeida, Ekedi da tradição Nagô Vodun, pedagoga e integrante do da Rede Sapatá; Livia Ferreira, atriz, administradora, poeta e integrante dos coletivos LESBIBAHIA e Rede Sapatá; Laurianne de Miranda, educadora social e Diretora colegiada da Associação Lésbica Feminista de Brasilia - Coturno de Vênus; Lucia Castro, produtora cultural e educadora social, integrante da Rede Sapata; e com mediação de Darlah Farias, advogada, ativista do Movimento Negro pelo Coletivo Sapato Preto, CEDENPA e Coalizão Negra Por Direitos.

    Leia mais
    O presidente do STF, Dias Toffoli
(Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

    “O racismo estrutural está disseminado na sociedade brasileira”, diz Toffoli

    O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, disse hoje (7) que o racismo estrutural está disseminado na sociedade brasileira. Toffoli participou da abertura do seminário Questões Raciais e o Poder Judiciário, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que também é presidio por ele. Durante discurso de abertura, Toffoli citou pesquisas que mostram que os níveis de vulnerabilidade social da população negra são maiores, incluindo a desigualdade no mercado de trabalho e no próprio Judiciário. “O racismo estrutural está disseminado na sociedade brasileira. Muitas vezes não existe uma vontade deliberada de discriminar, mas se fazem presentes mecanismos que dificultam a participação da pessoa negra no espaço de poder”, afirmou. Segundo o ministro. uma pesquisa realizada em 2018 pelo CNJ mostrou que apenas 18% dos juízes se declararam negros ou pardos. Do total de juízas existentes, apenas 6% se declararam negras. ‘É preciso corrigir esse cenário, promovendo ...

    Leia mais
    Bianca Williams (Foto: British Athletics via Getty Images)

    Polícia britânica pede desculpas a atleta que fez acusação de racismo

    A Polícia Metropolitana de Londres se desculpou com a atleta Bianca Williams pela abordagem truculenta ocorrida no último sábado (04). A medalhista inglesa acusou os policiais de discriminação pela maneira que ela e o marido foram tratados. Bianca registrou a abordagem em um vídeo publicado no Instagram. Nas imagens, o marido, o atleta português Ricardo dos Santos, é algemado e retirado do carro deles enquanto os policiais tentam impedir que ela deixe o veículo. O filho do casal, de três meses, também estava no carro.   Ver essa foto no Instagram   Time for change and for actions to have consequences. Still incredibly hurt and shaken by my ordeal yesterday. Please read my piece in @TheTimes in my bio Uma publicação compartilhada por Bianca Williams (@biancaawills) em 5 de Jul, 2020 às 10:33 PDT Nos momentos tensos, ela chora, se desestabiliza, e claramente fica irritada. O casal acabou algemado. A ...

    Leia mais
    Daniel Alves, Glenda Koslowski e Grafite no debate sobre ativismo de jogadores de futebol — (Foto: Reprodução/Imagem retirada do site ge)

    Daniel Alves cobra união contra racismo, e Grafite diz que política do futebol atrapalha ativismo

    Convidados de um dos painéis desta quarta-feira do World Football Summit (WFS), evento organizado pelo ex-jogador Ronaldo, o lateral-direito Daniel Alves, do São Paulo, e o ex-atacante Grafite, comentarista do SporTV , debateram sobre ativismo de jogadores no futebol atualmente. Sob a mediação da apresentadora Glenda Koslowski em transmissão de vídeo, deram suas opiniões sobre como os atletas podem se posicionar contra racismo e outros preconceitos para ajudar na conscientização do meio. O lateral cobrou dos organizadores do futebol brasileiro uma posição mais firme com quem comete atos de racismo. - Sinto falta de uma união das federações no Brasil. "Precisam deixar de ser egoístas, pensando nelas e nos benefícios que o esporte pode trazer, e começar a pensar naqueles que eles estão representando" - Deveria se fazer valer todo o poder que o esporte tem - afirmou. Grafite destacou a dificuldade que os jogadores têm para organizarem ações coletivas ...

    Leia mais
    Naomi Campbell (Foto: Kristy Sparow/Getty Images)

    Naomi Campbell abre Semana de Moda em Paris com discurso sobre racismo

    Feito pela primeira vez online, a Semana de Moda em Paris começou na segunda-feira (6). Abrindo a temporada dos desfiles, a modelo Naomi Campbell fez um discurso contra o racismo e cobrou os grandes magnatas da indústria por equidade nos salários. "Tem sido uma longa jornada nessa luta por igualdade e diversidade. Hoje, em 2020, ainda temos um longo caminho a percorrer e chegou a hora de chamar a atenção do mundo da moda sobre desigualdade", disse em vídeo. "Fenomenalmente Preta" Naomi Campbell usava uma regata com a expressão “Fenomenalmente Preta”, em inglês e reforçou todos os protestos feitos no mundo inteiro sobre a importância das vidas negras (Black Lives Matter). “Nelson Mandela disse 'ação sem visão é apenas passatempo, visão sem ação é meramente sonhar acordado, mas visão com ação pode mudar o mundo'", lembrou a modelo. Naomi Campbell seguiu o discurso dizendo que Paris é o melhor lugar ...

    Leia mais
    Juliana Alves (Reprodução/Instagram @julianaalvesiam)

    ‘Não posso falar de maternidade sem falar de racismo’, diz Juliana Alves

    Juliana Alves olha para a maternidade como uma forma de criar uma geração mais consciente. A atriz, que é mãe de Yolanda, de dois anos de idade, falou à "Celina" sobre a série virtual "Pra Nós", que vai ao ar todo domingo no seu Instagram. A ideia da produção é discutir desafios da maternidade e da vida em família na pandemia do novo coronavírus. "Quando fomos decidindo os temas , ficou claro para mim, pela minha trajetória, que eu não posso falar de maternidade sem falar de combate ao racismo", contou ela. "Quando eu penso em criar uma criança, penso que tenho a missão de permitir que essa pessoa seja feliz e que possa contribuir para uma sociedade melhor. Eu não quero alienar a minha filha. Eu quero que ela possa atingir todo o seu potencial, que seja uma grande mulher, e que possa fazer escolhas", continuou. "Para isso, ...

    Leia mais
    Manifestações nos EUA trazem de volta o trabalho da educadora antirracismo Jane Elliott. Aos 87 anos, ela se diz cansada de repetir as mesmas coisas Foto: Divulgação/Imagem retirada do site Celina)

    Desde 1968, ela dá aulas antirracismo. Está cansada de repetir a mesma coisa. E de ser ameaçada de morte

    Conforme os protestos antirracistas cresciam nos Estados Unidos e em outros países, imagens de Jane Elliott, uma professora e educadora antirracista, começaram a circular na mídia americana. Em um clipe de 2011, Elliott, com seus óculos redondos e cabelos brancos, entra em uma discussão calorosa com uma estudante universitária branca durante um exercício educativo sobre racismo. A moça, desconfortável e pertubada pela experiência, começou a chorar e deixou a sala. "Você acabou de exercer uma liberdade que nenhuma dessas pessoas negras tem", diz Elliott à estudante, severamente. "Quando as pessoas negras se sentem cansadas do racismo, elas não podem se retirar da sala." Talvez você tenha visto um vídeo de 2018 em que Elliott está em uma mesa-redonda com a atriz e produtora Jada Pinkett Smith; a filha, Willow, e a mãe de Jada, Adrienne Banfield-Norris. "Eu não sou uma mulher branca. Sou uma pessoa negra desbotada", diz Elliott, atordoando ...

    Leia mais
    Joel Zito Araújo (Foto: Leila Fugii)

    Joel Zito Araújo: o cinema do real contra o racismo e a alienação das fake news

    O tema é o que pode haver de mais político nestes tempos de ódio: a amizade, que, na sua narrativa, une dois craques do samba. Mas em paralelo à sua imersão na lealdade, pelas vias da fábula, o realizador de “A Negação do Brasil” (2000) e de “Meu Amigo Fela” (lançado em Roterdão, em 2019, e laureado em Los Angeles, no Burkina Faso e Camarões) tem um mar de debates para navegar nas ondas da web. As suas reflexões hoje são disputadas nas mais prestigiadas instituições de ensino e de pesquisa, como a casa de Machado de Assis no Rio de Janeiro, a Academia Brasileira de Letras (ABL), e por universidades de todo o Brasil e do exterior. Nesta sexta-feira, às 16h no Brasil (20h em Portugal), o cineasta – cada vez mais relevante como documentarista, mas sempre reverenciado pelo lírico melodrama “Filhas do Vento”, de 2004 – vai debater fake news com o crítico Fernão Ramos, no ...

    Leia mais
    Pilotos da F1 protestam contra o racismo antes da largada para o GP da Áustria Getty

    Fórmula 1: Pilotos protestam contra o racismo antes do GP da Áustria

    A Fórmula 1 tem se engajado mais com questões sociais neste ano. Depois de anunciar uma campanha de combate ao racismo e desigualdade de gênero, pilotos e mecânicos respeitaram um minuto de silêncio antes da largada para o GP da Áustria - abertura da temporada 2020 - em respeito às vítimas de COVID-19, de joelhos, um gesto que ficou popularizado pela luta antirracista. Os pilotos também usaram uma camisa preta com mensagens de “fim do racismo” e “vidas negras importam”. Lewis Hamilton, único piloto negro no grid e ativista, cobrou diversas vezes um posicionamento da F1 para causas sociais e liderou o protesto deste domingo. End Racism. One cause. One commitment. As individuals, we choose our own way to support the cause. As a group of drivers and a wider F1 family, we are united in its goal.#WeRaceAsOne pic.twitter.com/qjxYi1zWcJ — Formula 1 (@F1) July 5, 2020

    Leia mais
    Página 4 de 727 1 3 4 5 727

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist