Valéria Almeida – Celebrando a vida

É com orgulho que faço minha estreia neste site, com a coluna Dos olhos meus (Carta Capital). A proposta deste espaço é apresentar imagens, por mim produzidas, de culturas e manifestações populares, retratos, paisagens e projetos autorais e, assim, promover uma discussão em torno da fotografia.

Para começar com o pé direito, escolhi imagens do Tambor de Crioula, uma dança tipicamente maranhense, de origem afro-brasileira, feitas em São Luís. Reconhecida como patrimônio imaterial, a manifestação é uma forma de festejar a vida, desejando fartura e prosperidade aos participantes.

Sem data de apresentação ou local fixo, grupos de homens e mulheres, chamados de coreiros e coreiras, costumam tomar ruas e praças para comemorar nascimentos, batizados, festas de São Benedito e bumba-meu-boi. Com roupas de chitão florido, ou simplesmente coloridas, chapéus e torços na cabeça, além de colares femininos que dão charme à vestimenta, formam rodas, afinam os tambores, aquecendo o couro à beira da fogueira, e começam a brincadeira.

O som ecoa, um solista puxa toadas de improviso que falam de fé, trabalho, amores e recordações. As mulheres giram suas saias e soltam a voz num coro contagiante. De repente, uma coreira vai ao centro da roda, dança diante dos tocadores e saúda os tambores. A feminilidade se expressa no giro da saia, que hipnotiza a todos com seus movimentos coloridos. Então, quando chega a hora, a coreira se coloca diante de outra brincante e a convida para ocupar seu lugar.

Eis que surge o auge da dança. O momento do punga, ou simplesmente umbigada – uma espécie de cumprimento feito através do encontro dos abdomens, onde as mulheres emitem, sem qualquer palavra, seus votos de felicidade àquela que passa a ocupar seu lugar no meio da roda. E assim a festa segue, os coreiros se encantam, as dançantes seduzem e nós celebramos a vida.

{gallery}noticias/valeria_almeida{/gallery}

Valéria Almeida é fotojornalista e atua como produtora editorial de CartaCapital

+ sobre o tema

14 de maio e a Revolta dos Malês

Quem passa pelo Campo da Pólvora, em Salvador, nem...

Usain Bolt desembarca na Austrália para treinar com time de futebol

Campeão olímpico e recordista mundial dos 100m e 200m...

Maritacas

Fonte: Ìrohin - por: Edson Lopes Cardoso Quem pode passar o...

para lembrar

EUA elegem primeira senadora abertamente homossexual

Democrata Tammy Baldwin vence republicano Tommy Thompson em eleição...

Em novo videoclipe, Childish Gambino transforma Beyoncé e Kanye West em cartoons

Childish Gambino lançou clipe em que outros artistas se...

Encontro Paranaense da Pastoral Afro

A pastoral Afro-brasileira do Regional Sul II realizou o...
spot_imgspot_img

Nota de pesar: Flávio Jorge

Acabamos de receber a triste notícia do falecimento do nosso amigo e companheiro de militância Flávio Jorge, o Flavinho, uma das mais importantes lideranças...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Flávia Souza, titular do Fórum de Mulheres do Hip Hop, estreia na direção de espetáculo infantil antirracista 

Após mais de vinte anos de carreira, com diversos prêmios e monções no teatro, dança e música, a multiartista e ativista cultural, Flávia Souza estreia na...
-+=