sexta-feira, abril 16, 2021

Resultados da pesquisa por 'afro-descendentes'

Vinte e duas associações de afro-descendentes queixam-se de Portugal à ONU

País está a ser avaliado no Comité das Nações Unidas para a Eliminação da Discriminação Racial. 22 associações criticam Estado por não as ouvir e não reconhecer necessidade de políticas específicas para estas comunidades. Por Joana Gorjão Henriques Do Publico Pelo menos 22 associações que representam milhares de afro-descendentes negros em Portugal enviaram uma carta ao Comité das Nações Unidas para a Eliminação da Discriminação Racial a criticar o Estado por não reconhecer que são precisas políticas específicas para estas comunidades. Queixam-se ainda de “falta de verdadeiro diálogo” do Estado com as entidades que lideram o combate ao racismo e à exclusão no terreno. A carta de duas páginas, enviada esta segunda-feira, inclui uma análise em números das desigualdades raciais em Portugal que justificam a necessidade de existirem políticas direccionadas para estes grupos. Assinado por associações como a SOS Racismo, Plataforma Gueto, Afrolis, Djass, Associação Caboverdeana de Lisboa, Griot e Femafro, o documento surge ...

Leia mais
escritores

Semana celebra autores afro-descendentes

Verena Paranhos Em pouco mais de um ano, o coletivo literário Ogum's Toques reuniu em seus eventos mais de 50 escritores da literatura negra. Para celebrar este feito e continuar promovendo textos de escritores afro-descendentes, o grupo realiza desta terça-feira, 3, a domingo, 9, a Semana Literária Internacional Ogum's Toques Negros. O evento reúne nomes de relevância mundial, como o congolês Yves Mudimbe, a angolana Isabel Ferreira e o cubano Alberto Guerra Naranjo.Também se destacam na programação os escritores brasileiros Cidinha da Silva, Henrique Freitas e José Carlos Limeira, entre outros.A abertura - único evento que será sediado no auditório da Escola Politécnica da Ufba, na Federação - acontece nesta terça, às 20 horas, com participação do filósofo, escritor e crítico literário Mudimbe. O restante da programação acontece no Centro de Estudos Afro Orientais (Ceao), no 2 de Julho. "Estamos trazendo alguns dos mais importantes escritores africanos e brasileiros. Yves ...

Leia mais
republica negra

Corpos nefastos: os afro-descendentes e o condicionamento da cidadania

por Mirian Adriana Branco  A imagem que nos ficou da Primeira República brasileira remete-nos constantemente ao universo político de um sistema sem grande participação popular e repleto de práticas fraudulentas. No entanto, no âmbito social muitos e diversificados são os aspectos desse período que necessitam ser desvelados. Dentre eles, detenho-me aos que se referem à participação dos considerados afro-descendentes no que tange a obtenção da sua cidadania desde os primeiros anos de regime republicano. Enquanto que ao regime monárquico ligaram-se fortemente as práticas escravocratas, o início de nossa experiência republicana é permeado pelos reflexos da abolição da escravatura, ato que além de lançar no meio social, centenas de indivíduos sem moradia, sem recursos ou perspectivas, ainda emoldurava todo um ideário que sugeria exclusão. As relações que se estabeleceram em meio a projetos de construção nacional, por conta do deslocamento do trabalho servil para o livre fizeram com que teorias raciais fossem ...

Leia mais
presidencia-marco-maia

Presidente recebe manifestantes afro-descendentes

Em sua primeira agenda oficial como presidente da República em exercício, Marco Maia (PT/RS), teve uma audiência, nesta segunda-feira (26), com cerca de 20 representantes da Educafro, uma ONG que promove a inclusão de afrodescendentes através da educação Liderados pelo diretor da entidade, Frei David Santos, eles apresentaram uma pauta de reivindicações. A primeira delas é a inclusão de um plano de acesso para afro-brasileiros no programa "Ciência sem Fronteiras" do governo federal, que oferece bolsas de estudo no exterior. A Ong solicitou também a aprovação de uma portaria para garantir vagas aos afrodescendentes nos concursos públicos federais prevista no Estatuto da Igualdade Racial (Lei 12.288 de 2010) e a aprovação no Senado Federal do Projeto de Lei 180/2008 que prevê vagas no ensino médio e superior para estudantes de escolas públicas, oriundos de famílias com renda inferior a 1,5 salário mínimo per capita e para alunos autodeclarados negros. O ...

Leia mais

Ação afirmativa para afro-descendentes e democracia no Brasil

Por Wania Sant'Anna. Considerando o quadro de desigualdade racial no Brasil, situação que atinge de forma tão singular e definitiva uma parcela substancial da população - os afro-descendentes - não há dúvida sobre o caráter salutar do debate público sobre o assunto. Isso demonstra o compromisso que devemos ter com as estratégias de fortalecimento da democracia e,igualmente, a necessidade de encontrarmos, oletivamente, as saídas sustentáveis de superação da desigualdade social no país. Há cerca de três meses atrás, uma publicação editada por essa mesma Universidade,Universidade do Estado do Rio de Janeiro, me perguntou como eu avaliava os projetos de reserva de vagas para os alunos de escolas públicas e afro-descendentes. Hoje, como há três meses atrás, mantendo a mesmíssima opinião. Vejo a iniciativa como a única possibilidade de o Estado brasileiro demonstrar um efetivo interesse em superar as desigualdades raciais existentes no País. No que diz respeito às universidades, vejo ...

Leia mais
ano-internacional-dos-afro-descendentes-400x250

Honduras:Congresso de afro-descendentes fim racismo

Afro-descendentes de todo mundo se reunirão em Honduras sob o auspicio das Nações Unidas, para reclamar o fim do racismo e igual acesso à justiça, à saúde, à moradia, ao emprego e ao financiamento. O encontro, promovido por esse organismo no ano internacional dos afro-descendentes, se celebrará no caribenho porto da Ceiba, 450 quilômetros ao norte de Tegucigalpa, do 18 ao 20 de agosto. Respeitante nisso, o ministro das Etnias de Honduras, Luis Green, confirmou a assistência de 657 delegados de 32 países, quem advogarão porque os Estados combatam o racismo e todas as formas de discriminação racial. As comunidades também reclamam que os governos garantam o pleno acesso à justiça e o castigo para pessoas e instituições que violarem seus direitos humanos e coletivos, segundo o projeto de Declaração da Ceiba, que se analisa prévio à cimeira, a primeira de seu tipo na órbita. Solicitam, ademais, "que os Estados ...

Leia mais
zumbi 1312374891

PMSP e Senac oferecem bolsa de estudo para afro-descendentes

Prefeitura e Senac oferecem bolsa de estudo para afro-descendentes A Secretaria de Participação e Parceria (SMPP) firmou acordo de cooperação educacional com o Senac para oferecer bolsas de estudos aos estudantes que se declaram preto ou pardo. As inscrições podem ser feitas até 15 de agosto. Estão abertas as inscrições para o processo seletivo de bolsas de estudos para afro-descendentes no Senac. A iniciativa é da Secretaria de Participação e Parceria (SMPP) que firmou acordo de cooperação educacional com a instituição. Podem se candidatar apenas estudantes que se declaram preto ou pardo, conforme classificação do Instituto Brasileiro Geografia e Estatística (IBGE). Os interessados devem encaminhar a documentação necessária para a Coordenadoria dos Assuntos da População Negra (Cone), da SMPP, responsável pela seleção dos candidatos. Para realizar a inscrição é necessário preencher um questionário sócio-econômico e apresentar cópia dos seguintes documentos: RG, CPF, 1 (uma) foto tamanho 3x4, comprovante de endereço, ...

Leia mais
marcio_alexandre_martins_gualberto

No ano dos afro-descendentes é importante radicalizar a transversalidade

Iniciamos o ano de 2011 com a posse da presidente Dilma Rousef, com o fechamento de seu ministério e, ainda a discussão em torno de nomes de segundo, terceiro e quarto escalões. Se por um lado houve muxoxos pela permanência de muitas figuras já carimbadas no álbum do presidente anterior, Luiz Ignácio Lula da Silva; por outro Dilma ousou ao bancar uma maior participação de mulheres em seu ministério. Não chegou aos 30% como se esperava, mas houve um avanço significativo na presença das mulheres e, mais que isso, Dilma chamou para si, para sua cota pessoal alguns ministérios-chave, entre eles a Secretaria Especial das Mulheres, a Seppir, a Cultura, entre outros. O Coletivo de Entidades Negras é uma organização política do Movimento Negro, com presença em mais de 15 estados da Federação e com mais de 500 entidades filiadas, coloca-se no cenário nacional com a segunda ou maior terceira ...

Leia mais
cartaz_afro-descendente_400px

ONU lança Ano Internacional para Afro-Descendentes

Em mensagem à Assembleia-Geral, Ban Ki-moon diz que o evento pretende reforçar o compromisso político para erradicar a discriminação. As Nações Unidas lançaram, nesta sexta-feira em Nova York, o Ano Internacional para Descendentes de Africanos. Erradicar a discriminação Num discurso, o Secretário-Geral, Ban Ki-moon explicou o objetivo do evento, que será marcado em 2011. Diversidade Segundo ele, o Ano Internacional tentará fortalecer o compromisso político de erradicar a discriminação a descendentes de africanos. A iniciativa também quer promover o respeito à diversidade e herança culturais. Numa entrevista à Rádio ONU, de Cabo Verde, antes do lançamento, o historiador guineense Leopoldo Amado, falou sobre a importância de se conhecer as origens africanas ao comentar o trabalho feito com quilombolas no Brasil. Dimensão "Esses novos quilombolas têm efetivamente o objetivo primordial de fortalecer linhas de contato. No fundo restituir-se. Restituir linhas de contatos, restituir aquilo que foi de alguma forma quebrada, aquilo ...

Leia mais
Plano de Aula: A história local dos afro-descendentes

Plano de Aula: A história local dos afro-descendentes

Objetivos Plano de Aula: A história local dos afro-descendentes. Estabelecer relações entre passado e presente, discutindo mudanças e permanências nas relações sociais. Estabelecer uma ponte entre o conteúdo estudado e sua vida cotidiana por meio de estudos da história local. Compreender e valorizar elementos das culturas africanas e de afrodescendência. Ampliar o conceito de cidadania, discutindo questões como respeito à diversidade, religiosidade e sincretismo, preconceito, direitos, inclusão. Anos 7º, 8º e 9º anos Tempo estimado 3 aulas e atividades extra-classe em prazo a ser definido pelo professor. Material necessário Câmeras fotográficas, gravadores ou mp3 player, computador com acesso à internet. Introdução A importância de se estudar a história de africanos e de afro-descendentes está relacionada às profundas relações que guardamos com a África. No geral, somos frutos dos encontros e confrontos entre diferentes grupos étnicos como indígenas, europeus, africanos e outros. Entendemos que história do Brasil e história da África estão ...

Leia mais
afro

Direitos civís dos afro-descendentes na América Latina

Por: ÁLVARO BELLO e MARCELO PAIXÃO Existe um conjunto de desafios relacionados ao reconhecimento dos direitos dos afro-descendentes e a luta contra a discriminação e o racismo; também se verifica a necessidade de redobrar os esforços para fomentar programas de eqüidade e de melhoria das condições de vida das pessoas de ascendência africana entre as quais se encontram políticas de emprego, educação, habitação, assim como uma política específica de terras para as comunidades rurais. Também se requer a implementação de programas de saúde integral destinados à população afro-descendente em áreas rurais e urbanas. O desafio é a transformação geral das condições que permitem o racismo e a discriminação racial dos afro-descendentes, o que inclui o acesso a melhores condições de vida mas também a participação e a toma de decisões nas estruturas de poder e nos organismos de representação popular. I. Obrigações e compromissos estabelecidos pela Conferência de Durban, particularmente ...

Leia mais
390x170 bolsa 1328187471

Cone e Senac oferecem bolsas de estudo para Afro-descendentes

    A Secretaria Municipal de Participação e Parceria - SMPP, por meio da Coordenadoria dos Assuntos da População Negra - Cone, informa que estão abertas as inscrições para o processo seletivo da Bolsa Senac/Cone. Os interessados podem se inscrever até o dia 5/4 para cursos técnicos em todas as áreas.   O programa é uma iniciativa da Secretaria, que resultou no Acordo de Cooperação Educacional com o Senac, para a concessão de descontos à população negra do município de São Paulo, em 2007. As bolsas variam de 40% a 80% e a cada ano são beneficiados em média 60 jovens.   A seleção dos candidatos é realizada através de preenchimento de formulários, entrevistas sócio-econômicas, seguidas de apresentação de documentos que comprovem a origem afro-descendente. O candidato deve enviar um e-mail com nome completo e telefone para o endereço eletrônico [email protected] e ligar solicitando a confirmação nos telefones 3113-9745 ou ...

Leia mais
negros_delane_nialy

Marcas e estudos mostram poder de consumo de Afro-descendentes

Fonte: AmbienteBrasil - Niely relança linha Permanente Afro e pesquisa mostra necessidades destes consumidores Política de cotas em universidades do Governo, feriado nacional da Consciência Negra, marcas lançando produtos voltados para pele negra e brinquedos lançando bonecos afro-descendentes. A cultura negra está sendo inserida, mesmo que timidamente ainda, no contexto de Marketing de empresas. Marcas como a Niely, por exemplo, oferecem linhas de produtos para consumidores negros e, com isso, ganha um mercado de cerca de 94 milhões de pessoas, segundo João Bosco de Oliveira Borba, presidente da Associação Nacional dos Coletivos de Empresários e Empreendedores Afro-brasileiros (ANCEABRA).   A Niely relançou este ano a linha Permanente Afro. Mesmo com 20 anos de mercado, estes produtos ganharam maior importância para a marca e destaque nos pontos-de-venda recentemente. Mas o reconhecimento da cultura afro-descendente no mercado brasileiro está longe do ideal para Maurício Pestana, presidente do Conselho Editorial da revista Raça ...

Leia mais
cristina-almeida

Comunidades afro-descendentes de Macapá querem livre horário para seus festejos tradicionais

Fonte: Amabusca-     A vereadora Cristina Almeida (PSB) e o vereador Clécio Luis (PSOL) se reuniram na terça-feira (20), no Auditório da Associação do Comércio e Indústria do Amapá (ACIA), pela segunda vez com representantes das Comunidades Afro-descendentes de Macapá para elaborarem um projeto que dispõe sobre o horário das manifestações tradicionais e culturais, como o Marabaixo e o Batuque. Um grupo de trabalho composto pela sociedade civil organizada, formada por representantes do Fórum Ético Racial, da Comunidade do MataFome, Ilha Redonda, Maruanum, da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro), do Instituto de Mulheres Negras do Amapá (Imena), Coordenação Nacional Quilombola (Conaq), do Conselho das Comunidades Afro-descendentes do Amapá (CCADA), o professor Paulino do Rosário e a equipe do gabinete da vereadora Cristina Almeida discutiram e elaboraram uma minuta na qual fica assegurado a todos as manifestações tradicionais das comunidades quilombolas a sua proteção cultural e que seja ...

Leia mais

Audiência discute intolerância a religiões afro-descendentes

Fonte: Gazetaweb - Babalorixás e ialorixás foram ao Ministério Público reclamar das abordagens da PM durante os cultos religiosos Foi realizada, na manhã desta quinta-feira (15), uma audiência no Ministério Público para discutir casos de intolerância a religiões de matriz africana praticados pela Polícia Militar. Babalorixás e ialorixás reclamaram das abordagens da PM e recorreram aos promotores Flávio Gomes e Karla Padilha para encontrar uma solução.   Segundo Cícero Aurino, da comunidade Palácio de Airá, os policiais, por diversas vezes, invadiram as casas religiosas e já chegaram a apreender instrumentos de percussão considerados sagrados e agredir verbalmente pais de santo. "Eles dizem que receberam denúncias e que o culto tem que acabar pelo barulho. Mas, na maioria das vezes, ainda nem passou das 22 horas", reclamou.   O professor de religião Amaurício destacou que há várias categorias de religião de matriz africana e que, em todas elas, não há um ...

Leia mais
wania sant anna

Ação afirmativa para afro-descendentes e democracia no Brasil

Por Wania Sant'Anna. Considerando o quadro de desigualdade racial no Brasil, situação que atinge de forma tão singular e definitiva uma parcela substancial da população - os afro-descendentes - não há dúvida sobre o caráter salutar do debate público sobre o assunto. Isso demonstra o compromisso que devemos ter com as estratégias de fortalecimento da democracia e,igualmente, a necessidade de encontrarmos, oletivamente, as saídas sustentáveis de superação da desigualdade social no país. Há cerca de três meses atrás, uma publicação editada por essa mesma Universidade,Universidade do Estado do Rio de Janeiro, me perguntou como eu avaliava os projetos de reserva de vagas para os alunos de escolas públicas e afro-descendentes. Hoje, como há três meses atrás, mantendo a mesmíssima opinião. Vejo a iniciativa como a única possibilidade de o Estado brasileiro demonstrar um efetivo interesse em superar as desigualdades raciais existentes no País. No que diz respeito às universidades, vejo ...

Leia mais
negros-e-indios

Aracaju sedia I Fórum Consulta: Jovens Afro-descendentes e Indígenas de Sergipe

    Durante todo o dia da próxima sexta-feira, 3 de julho, Aracaju sedia o "I Fórum Consulta: Jovens Afro-descendentes e Indígenas de Sergipe - Para uma experiência do empoderamento", coordenado pelo Instituto de Desenvolvimento e Paz da Universidade Federal de Sergipe (IIDENPAZ-BRASIL), em parceria com o mandato popular da vereadora professora Rosangela Santana (PT). O evento, que acontece à rua Gonçalo Prado Rollemberg, nº 901, bairro São José, contará com a participação de 35 jovens líderes de comunidades indígenas e afro-descendentes, que irão aprender estratégias e formas de diminuir a exclusão social e econômica de seus grupos de origem.   Idealizado pelo cientista político espanhol Francisco Espinoza, que está no Brasil realizando pesquisas para o seu Doutorado na Universidade de Deusto (Espanha), o Fórum consultivo, além de divulgar ferramentas e experiências de empoderamento, algo que já é realizado em países desenvolvidos, também é destinado a conhecer a situação socioeconômica, ...

Leia mais
Imagem retirada do site Outras Palavras

Boaventura: a grande disputa pelo antissistema

O crescimento global da extrema-direita voltou a dar uma nova importância ao conceito de antissistema em política. Para entender o que se está a passar é necessário recuar algumas décadas. Num texto deste tipo não é possível dar conta de toda a riqueza política deste período. As generalizações serão certamente arriscadas e não faltarão omissões. Mesmo assim, o exercício impõe-se pela urgência de dar algum sentido ao que, por vezes, parece não ter sentido nenhum. O binarismo sistema-antissistema está presente nas mais diferentes disciplinas, das ciências naturais às ciências humanas e sociais, da biologia à física, da epistemologia à psicologia. O corpo, o mundo, a cidade ou o clima podem ser concebidos como sistemas. Há mesmo uma disciplina dedicada ao estudo dos sistemas – a teoria dos sistemas. O sistema é, em geral, definido como uma entidade composta de diferentes partes que interagem de modo a comporem um todo unificado ...

Leia mais
Tadeu Kaçula /  Thalma de Freitas , Foto Kaylaree ferphoto/ Fernando Alabê 
Foto Divulgação

Tadeu Kaçula, Thalma de Freitas e Fernando Alabê participam de ciclo de palestras gratuito

 Composto por um intenso ciclo de palestras e bate-papos o “Sons de Diáspora: Histórico Social da Música Negra no Brasil” acontece a partir do dia 1º de dezembro e tem programação aberta, com transmissão ao vivo e completamente gratuita, até o dia 10. Produzido por Mila Felix, ex-produtora do programa “Manos e Minas”, pesquisadora, especialista em marketing e curadora musical, o projeto traz representantes ativos de ritmos como o Samba, o Afoxé, o Rap, o Jazz, o Reggae, o Soul, o Sambalanço e o Samba-Rock. Artistas como o sambista Tadeu Kaçula, a atriz e cantora de jazz Thalma de Freitas e o fundador do bloco Ilu Inã Fernando Alabê, irão compartilhar seus saberes práticos e teóricos. As atividades serão transmitidas no Facebook e Youtube do evento sempre, às 19h. A realização tem apoio do edital do Proac (Programa de incentivo à cultura da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do ...

Leia mais
Dom José Maria Pires (Foto: Imagem retirada do site CNBB)

Comissão Brasileira de Justiça e Paz lança observatório de temas raciais Dom José Maria Pires

A Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP), organismo vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), lançou nesta quinta-feira, 12, o Observatório de temas raciais Dom José Maria Pires. A nova instância deve assessorar a CBJP no encaminhamento das matérias relacionadas aos temas de enfrentamento ao racismo, a promoção da igualdade racial e ações afirmativas. O grupo, formado por membros da Igreja Católica e de outras denominações religiosas, também deve elaborar e compartilhar análises, trabalhos escritos e pareceres; promover pesquisas e eventos que estimulem o estudo, a discussão e a defesa de temas afetos à sua área de atuação; realizar iniciativas orientadas pelos princípios de defesa e aprofundamento da democracia, combate às desigualdades, discriminações e exclusões, com a promoção da justiça e da paz; além de apoiar as ações e iniciativas da Pastoral Afro-brasileira, fortalecendo sua ação evangélica e social. O Observatório ainda deve assessorar a CBJP nos espaços ...

Leia mais
Página 1 de 16 1 2 16

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist