Consulta participativa sobre as ações da sociedade civil no enfrentamento aos efeitos da pandemia

Artigo produzido por Redação de Geledés

A pandemia do novo coronavírus surgida em 2020, trouxe consigo a exposição das fragilidades sociais já latentes, como a ausência ou precariedade do Estado e das políticas públicas, o aumento do desemprego, inflação no valor da cesta básica, necessidade de cuidados de higiene pessoal e coletiva, imposição de distanciamento social para evitar o contágio etc.

Os efeitos para a população dos bairros, favelas e comunidades têm sido devastadores: pela falta de condições de se manter, famílias estão se expondo ao vírus para gerar alguma renda (maior parte no mercado informal) e conseguir alimento, produtos de higiene ou pagar as contas da casa.

Não à toa, os territórios com maiores índices de mortalidade são os periféricos.

Como movimento de resposta à essa situação, lideranças comunitárias, coletivos, organizações e movimentos sociais têm buscado meios para atenuar estes impactos a partir de ações individuais ou em rede, com mobilização e articulação entre diferentes agentes e territórios para a realização de ações em conjunto, como doação de dinheiro, alimentos, itens de higiene etc.

Frente a esta realidade, a “Consulta participativa sobre as ações da sociedade civil no enfrentamento aos efeitos da pandemia” teve como objetivos:

  • Documentar o que foi vivido por organizações e líderes comunitários neste período;
  • Identificar métodos e ações de apoio, mobilização de recursos humanos e financeiros às organizações sociais de base comunitária;
  • Compreender como tais atitudes poderiam permanecer no tempo;
  • Mapear desafios que ainda persistem.

Acesse a pesquisa aqui

+ sobre o tema

“A poesia nos une pela cor, pela dor e pelo amor”, diz o poeta Sérgio Vaz

Mineiro de Ladainha, o aclamado poeta da periferia, Sérgio...

Fábrica de revelações – Futebol Brasileiro

A semifinal entre Palmeiras e São Paulo, dia 07/04,...

para lembrar

“A luta antirracista e a luta antissexista é uma luta de toda a sociedade”, Maria Sylvia Aparecida de Oliveira

Na última coluna do ano, Geledés no debate deu voz à sua presidenta Maria Sylvia Aparecida de Oliveira em entrevista que faz um importante...

“O dia 25 de julho é um marco de luta para as negras”

por Kátia Mello Em sua quinta edição, é possível dizer que a Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo, a Violência e pelo Bem Viver, iniciada...

“A poesia nos une pela cor, pela dor e pelo amor”, diz o poeta Sérgio Vaz

Mineiro de Ladainha, o aclamado poeta da periferia, Sérgio Vaz, chegou à periferia de São Paulo, aos quatro anos. Através do pai, desde menino,...
-+=