Gabriel Jesus, do Palmeiras, fala sobre racismo sofrido no Uruguai: ‘Macaco é mais esperto que ele’

O jovem atacante Gabriel Jesus, do Palmeiras, se manifestou neste domingo sobre o episódio de racismo vivido por ele na partida contra o Nacional, do Uruguai, em Montevidéu.

Por Rafael Nardini, do HuffPost Brasil

Na partida disputada na noite de quinta-feira, um torcedor uruguaio fez gestos de macaco quando o palmeirense passava próximo à arquibancada.

Com aparente tranquilidade, Gabriel agradeceu a educação que recebeu da mãe e disse não ter visto nem ficado sabendo da imitação quando estava no gramado pela partida da Copa Libertadores.

“Aquela cena eu não vi. Se tivesse visto, poderia me abalar. Ou não. Como não abalou quando chamaram de macaco. Graças a ela, sou quem eu sou, tenho minha personalidade. Sempre respeito todos e procuro dar o melhor no que faço”.

E completou: “Lógico que ninguém quer ser perseguido assim. Ninguém quer que as pessoas te julguem com racismo. Só acho que macaco é mais esperto do que ele”, disse.

O Palmeiras promete enviar à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) as imagens com as ofensas racistas do torcedor.

+ sobre o tema

Alemanha protesta contra racismo

As organizações anti-racistas da Alemanha realizaram este domingo...

2o Fórum São Paulo Diverso promove debate sobre ações afirmativas e políticas inclusivas voltadas à população afrodescendente

Encontro reunirá autoridades públicas, instituições e representantes do setor...

para lembrar

Pesquisa britânica revela dados sobre racismo na música: “Mulheres negras não podem tocar rock”

O racismo estrutural afeta todas as esferas da sociedade, inclusive a...

Jornalista é vítima de injúria racial dentro de supermercado da Baixada Fluminense

O colunista Daniel Nascimento, do jornal O Dia, foi...

Garis: Justiça condena Boris Casoy

A 8ª Câmara de Direito Privado de São Paulo...
spot_imgspot_img

Debate racial ficou sensível, mas menos sofisticado, diz autor de ‘Ficção Americana’

De repente, pessoas brancas começam a ser degoladas brutalmente com arame farpado. O principal suspeito é um homem negro que sempre está na cena...

Universidade, excelência e compromisso social

Em artigo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, no dia 15 de junho, o professor de literatura geral e comparada da Unicamp, Marcos...

Mobilizações apontam caminho para enfrentar extremismo

As grandes mobilizações que tomaram as ruas das principais capitais do país e obrigaram ao recuo dos parlamentares que pretendiam permitir a condenação de...
-+=