quinta-feira, junho 4, 2020

    Tag: Guest Post

    Divulgação

    Premiado escritor moçambicano, Ungulani Ba Ka Khosa vem ao Brasil participar de eventos culturais e lançar seu novo livro

    O autor estará presente nas cidades de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Salvador Por Jorge Filholini, para o Portal Geledés  Ungulani Ba Ka Khosa (Foto: Divulgação) O premiado escritor moçambicano virá ao Brasil em novembro para realizar o lançamento de sua obra Gungunhana: Ualalapi e As mulheres do Imperador, publicada pela Editora Kapulana, além de participar de eventos pelo país sobre a sua trajetória literária. O autor estará presente nas cidades de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Salvador. O livro é composto por duas obras em um só volume. As duas obras têm o imperador Gungunhana como elo. Na primeira história, publicada em 1987, Ualalapi recebe a missão de matar o rei Mafename, a mando de seu próprio irmão Ngungunhane (Gungunhana) que se torna, assim, o imperador de Gaza. Este imperador é famoso pela resistência que opôs aos portugueses nos finais do séc. XIX, mas a ...

    Leia mais
    Imagem: Pixabay

    Não temos medo da escuridão, mas ela nos assombra

    Resumo: Esta escrita tem como foco descrever a trajetória de uma mulher preta brasileira de origem pobre para pensar o processo de mobilidade social e democracia no Brasil através do acesso a educação e do ensino publico brasileiro.   A descrição é a mistura de fatos pontuais da política com a trajetória de vida e familiar, mostrando como a vida e as política pessoas estão imbricadas. por Aline Martins para o Portal Geledés Imagem: Pixabay Eu, mulher preta, nascida em uma região pobre do Estado do Rio de janeiro, no Brasil, me em uma família com várias pessoas analfabetas e com pouca escolaridade.  Cresci e fui criada grande parte da minha vida para trabalhar, casar e ter uma família cristã e me submeter às ordens e desejos do meu esposo. Se analisarmos as infâncias pobres da década de 1980, das mulheres pretas o meu relato não é ...

    Leia mais
    Divulgação

    “BAQUAQUA – Documento Dramático Extraordinário”

    A Cia do Pássaro – Voo e Teatro e o Museu Afro Brasil, através de uma parceria inédita, promoverão em novembro, mês da Consciência Negra, um evento em homenagem à atriz Ruth de Souza, com três apresentações do espetáculo “BAQUAQUA – Documento Dramático Extraordinário”. O evento acontecerá no Teatro Ruth de Souza, que fica nas dependências do museu e será especialmente reaberto para apresentações nessa ocasião. Nos dias 08 e 09/11, às 15h as apresentações serão direcionadas a grupos escolares que assistirão ao espetáculo após visita guiada ao museu. No dia 10/11, a apresentação acontecerá para convidados, às 16h, e também haverá o lançamento do mini-documentário de mesmo nome do espetáculo, que teve direção da cineasta Letícia Yabá. Todas as sessões são gratuitas e estarão abertas ao público. Por  Rafael Procopipara o Portal Geledés  Diulgação Para informações sobre a aquisição de ingressos, favor entrar em contato com o Museu Afro Brasil ...

    Leia mais
    blank

    IV Simpósio Internacional de Cultura e Comunicação na America Latina

    O IV Simpósio Internacional de Cultura e Comunicação na América Latina - “Pensamento crítico latino-americano em debate: construção do conhecimento, investigações participativas e epistemologias decoloniais” Por Dennis de Oliveira para o Portal Geledés  Divulgação Pretende reunir pesquisadores, intelectuais, lideranças de movimentos sociais, estudantes e público interessando do modo geral, dos países latino-americanos, para um encontro com o objetivo de debater as experiências de estudos e pesquisas que tem como fulcro a constituição de epistemologias que se inserem do que se convencionou chamar de pensamento decolonial e como objeto de estudo as experiências de movimentos sociais contemporâneos e a interface com a cultura e a comunicação. A construção deste simpósio é produto da experiência do Celacc na promoção dos três primeiros simpósios, em 2000, 2001 e 2010, conforme consta no item “Histórico do evento” e também do projeto de pesquisa financiado pela FAPESP “Movimentos sociais, cultura, comunicação e território na América ...

    Leia mais
    blank

    Quilombolas participam de oficina sobre direitos humanos

    Começa nesta sexta-feira (19), as “Oficinas de Formação de Agentes Quilombolas de Direitos: Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa, Promoção de Direitos Humanos e Cidadania na Micrroregião do Tabuleiro da Vitória”, em Cachoeira, realizado pela Associação de Mulheres do Quilombo do Tabuleiro da Vitória – AMQTVA e aprovado em edital do Governo da Bahia. A formação é voltada para quarenta quilombolas de nove comunidades da região do recôncavo, que foram selecionados em processo público. Por Vanessa Costa para o Portal Geledés  Imagem enviada por Vanessa Costa Na programação da oficina estão palestras sobre racismo, proteção social e população quilombola, juventude feminista negra LGBT, combate à violência e opressão na prática, além de acesso ao direito e a justiça. O objetivo é viabilizar o acesso desses agentes à Educação Popular de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa, Direitos Humanos, Acesso à Justiça e Práticas de Empoderamento e Cidadania (relações raciais, de gênero e ...

    Leia mais
    Rev. Dr. Martin Luther King Jr. speaking. (Photo by Julian Wasser//Time Life Pictures/Getty Images)

    Um Negro, Um Voto

    Existem dois equívocos fatais em discursos que alguns amigos do Movimento Negro tem levantado aqui nesse rede social: não vai ter diferença pra nós, independente de quem chegar no governo e sobrevivemos a tudo, podemos sobreviver a isso. por Vinicius Souza Fernandes da Silva para o Portal Geledés Rev. Dr. Martin Luther King Jr. speaking. (Photo by Julian Wasser//Time Life Pictures/Getty Images) Ultimamente tenho refletido sobre o não voto dentro de certo espaços de militância dessa nossa comunidade preta e tenho pensado se isso não contribui para a ascensão de parlamentares fascista. Não sei se temos pessoas organizadas sobre a ideia de não voto o bastante pra dar um número expressivo. Eu só sei que na medida em que minorias políticas se desorganizaram, os fascistas avançaram nos cargos políticos, essa eleição foi a prova disso. Claro, eu não acredito que meios institucionais significam, de alguma forma, mudança ...

    Leia mais
    Marca Enegrescência

    Nota do Enegrescência sobre o #Elenão e outros Gol(pe)s – Memorias II

    Negro correndo livre Colhendo, plantando por lá Se Palmares ainda vivesse Em Palmares queria ficar. O ódio do feitor é pegajoso, fecundo Ele pode emprenhar até mentes mais estéreis Com seu pênis de chicote. Os feitores esparramam se gozo Nas costas dos malungos Guinés, Ardras, Congos, Agomés, Minas, Cafres E o sangue jorrou com tanta força Que em Angola, fui Nagô, irmão de Haussá Jeje, Tapa e Senty. O cheiro nauseante do esperma da tortura Fez com que ficássemos juntos, usando nosso ódio mais comum.” (José Carlos Limeira. Quilombos. In: Atabaques, 1983) por David Alves para o Portal Geledés Marca Enegrescência Nós, do Enegrescência, projeto literário e educacional, com proposta de enunciação de estéticas negras como forma de proporcionar mudanças estruturais na sociedade brasileira, esta marcada pelo racismo, machismo, sexismo e lgbtfobia, não poderíamos deixar de nos manifestarmos sobre a ascensão do fascismo no Brasil. O candidato ...

    Leia mais
    Keith Mallett

    Minha mãe – Uma mulher negra extremista (?)

    Djamila Ribeiro em seu livro “Quem tem medo do feminismo negro?” traz um capítulo intitulado Uma mulher negra no poder incomoda muita gente e fantástico como a cada linha, todas as situações vivenciadas por nós, mulheres negras, passam a fazer sentido. Mas se faz sentido para mim, uma mulher de vinte anos, imagina para minha mãe que está prestes a completar cinquenta e dois. por Ana Luiza Guimarães Pereira enviado para o Portal Geledés Ilustração: Keith Mallett No capítulo, Djamila nos conta um pouco da história de Tyrus Byrd, missionária cristã e escrivã, que venceu as eleições da pequena cidade de Parma, Missouri, nos Estados Unidos, onde morava, derrotando um homem branco que já ocupava o cargo há 37 anos. No decorrer do texto, percebemos dificuldades enfrentadas por Tyrus no poder, como por exemplo a demissão de servidores públicos, alegando questões de segurança (Cf.Djamila Ribeiro, p.58) Através ...

    Leia mais
    Will Cavagnolli

    Peça do grupo Teatro Terreiro Encantado reflete sobre o genocídio da juventude negra

    Em debate direto com a atualidade, Auto do Negrinho coloca em cena máscaras e bonecos produzidos pela companhia para contar história inspirada em lenda que tem como personagem central uma criança escravizada no sul do país Por Larissa Corrêa para o Portal Geledés  Foto: Will Cavagnolli De 12 a 14 de outubro (sexta-feira a domingo) o Itaú Cultural recebe o grupo Teatro Terreiro Encantado, para três apresentações do espetáculo Auto do Negrinho. Dirigido por Cleydson Catarina, a peça inspira-se na lenda do Negrinho do Pastoreio para fazer um diálogo com o tema do genocídio da juventude negra nos tempos atuais. Espetáculo produzido no ano passado, Auto do Negrinho parte do folclore nascido no Sul do país, no qual um menino negro escravizado é duramente castigado pelo senhor quando este sente falta de um dos cavalos que o jovem tinha que cuidar. E, ao pensar que o escravo já estava morto, o dono ...

    Leia mais
    Divulgação/Nina Vieira

    Poeta Mel Duarte lança livro de poemas traduzido para o espanhol em Madrid

    Obra “Negra Nua Crua” será lançada na capital da Espanha no próximo dia 17 com a presença da autora Por Jéssica Balbino, enviado para o Portal Geledés  Divulgação No próximo dia 17 de outubro às 19h30, a poeta Mel Duarte lança em Madrid a tradução espanhola do livro de poemas “Negra Nua Crua”, que na nova versão, pela Ediciones Ambulantes, leva o título de “Negra Desnuda Cruda”.  O lançamento ocorre na Librería Mujeres & Compañia, com mediação da jornalista e escritora Carla Guimarães. Este é o primeiro lançamento em outra língua da poeta brasileira, que nos últimos anos tem se destacado no cenário brasileiro. “Estou muito animada com a possibilidade de internacionalizar minha literatura e publicá-la em outra língua, além de lança-la em outro país, como a Espanha”, destacou Mel Duarte. O intermédio entre a editora espanhola e a autora foi feito pela editora brasileira, a Ijumaa, que lançou o livro em 2016.  Conforme explica ...

    Leia mais
    Divulgação

    Feira Preta realiza matchfunding para captar investimento para o projeto “AFROLAB para Elas”

    Como contrapartida, os apoiadores terão sua colaboração revertida em consultoria, palestras, diálogos sobre diversidade, vivências dentro do projeto entre outras recompensas Por Fabíola Ribeiro enviado para o Portal Geledés  Divulgação São Paulo, setembro de 2018 - Apoiar, promover e impulsionar o afroempreendedorismo no Brasil, por meio da oferta de conhecimento e capacitação técnica, com foco em inovação e inventividade. Esse é o objetivo do AFROLAB, que ganha uma edição exclusiva para mulheres negras: o AFROLAB para Elas. Idealizado pela Feira Preta, o projeto foi selecionado, em junho, no edital Negras Potências, e será viabilizado por meio de matchfunding, na plataforma de financiamento coletivo Benfeitoria, em parceria com o  Movimento Coletivo, plataforma de investimento social da Coca-Cola. A meta é arrecadar entre R$ 76 mil e R$ 127. As doações podem ser feitas por médias e grandes empresas e pessoas físicas, até o dia 30 de outubro.  Para ...

    Leia mais
    Capa da Revista do MNU - Movimento Negro Unificado

    Bixas que namoram mulheres

    Sempre ouvi de todas as pessoas que eu era viado, mesmo quando eu nem sabia o que era isso; aos 14 anos tive a minha primeira relação heterossexual, e mesmo performando a normatividade eu ainda era viado demais para ser considerado hétero. por Ezio Rosa para o Portal Geledés Capa da Revista do MNU - Movimento Negro Unificado No fim deste primeiro relacionamento com mulher, eu enfim fiquei com o primeiro garoto, e para o meu desespero na época, eu gostei! Portanto cheguei na conclusão de que eu realmente era viado como sempre me falaram. Dos 14 aos 24, já se passaram 10 anos… período que eu só me relacionei com homens, todo o meu tesão voltado para eles; enquanto em comunidade com outros gays, aprendi a reproduzir misoginia… Visto que essa repulsa contra mulheres é algo completamente naturalizado entre homens gays. Depois de sair do armário, ...

    Leia mais
    Photo by @pixabay from nappy.co

    O machismo e a zona de conforto

    "A revolução e a libertação das mulheres andam juntas. Nós não falamos de emancipação das mulheres como um ato de caridade ou por causa de uma onda de compaixão humana. É uma necessidade básica para o triunfo da revolução." Thomas Sankara enviado por Ricardo Corrêa para o Portal Geledés Photo by @pixabay from nappy.co Não consigo identificar nada diferente do que certo conforto dos homens com as vantagens que gozam na sociedade, isto explica o porquê da maioria preferir criticar ou ignorar os movimentos feministas em vez de somar forças junto às mulheres que lutam pela igualdade de gênero. Nesse sentido, escrevo este texto com o objetivo de chamar a atenção desses homens que são mantenedores do sistema que coloca as mulheres nos níveis inferiores da pirâmide social; sair da zona de conforto é necessário. Como homem negro, reconheço que o machismo está arraigado em nossa cultura, ...

    Leia mais
    Reprodução/Facebook

    Brasileiras que moram na Noruega se juntam ao movimento #EleNão e vão às ruas

    No próximo dia 29 de setembro, pessoas de cidades brasileiras e do exterior pretendem se reunir em praças e ruas para se manifestar contra o fascismo, racismo, desigualdade de gênero e contra a candidatura da Presidência da República de Jair Bolsonaro. Brasileiras e Noruegueses irão se reunir para dizer #EleNão (#NotHim, #IkkeHam) enfrente ao Parlamento Norueguês (Stortinget) Eidsvolls plass, Oslo às 12:00 (Horário Local). Na página do evento que está sendo organizado via Facebook Brasileiras destacam o porque se juntam à esta campanha: “Foi acordado com as líderes das outras manifestações que essas  deveriam ser politicamente imparciais. O movimento consiste em mulheres de todas as camadas da sociedade, com diferentes origens e diferentes dimensões da vida, e que, em muitos aspectos, são politicamente desagradáveis. Queremos aumentar a conscientização sobre Bolsonaro e por que ele é um candidato completamente desatualizado e inaceitável.” A manifestação contará com a participação de Benedicte Bull, ...

    Leia mais
    Multishow

    Iza e Rincon fazem apresentação memorável em premiação. Assista

    Iza ainda recebeu o prêmio de  “Melhor Música” com o hit “Pesadão” Da Redação Reprodução / Multishow A apresentação da cantora no “Prêmio Multishow” desta terça (25), foi sem dúvida a melhor da noite. Com um palco de pretos, Iza cantou nova música de trabalho “Dona de Mim” e “Ginga” uma parceria com o rapper Rincon Sapiência. Em uma rede social da Multishow não faltaram elogios para artista: 'Amo essa preta. Isso sim é musicalidade e artista que merece muito mais do que está acontecendo na carreira dela. Isso chama-se mérito próprio'. Outro seguidor disse, 'Gente, fico ate sem palavras pra descrever o talento dessa mulher,sei que só Deus é perfeito mais acabou de assistir uma das perfeições no mundo da musica.' Confira : Com o álbum “Dona de Mim”, Iza  foi indicada ao Grammy 2018, na categoria “Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa”. ...

    Leia mais
    Foto: Google Street View

    Professor recebe bilhete com ataques racista homofóbico

    Professor de português do (Cotuca) colégio Técnico de Campinas,  recebeu mensagens racistas e homofóbicas deixada por alunos em seu armário. De acordo com uma matéria no  G1, alunos informaram que as ofensas contra o docente ocorrem há dias. Da Redação Foto: Google Street View Como o Cotuca é vinculado à Unicamp, direção do colégio e reitoria da universidade estão apurando imagens para identificar autores dos atos.   A reitoria da universidade se pronunciou em nota na última quinta-feira (20), dizendo que  “Atos dessa natureza são incompatíveis e absolutamente inaceitáveis no âmbito de uma comunidade que preza pela democracia, a diversidade e a convivência respeitosa entre seus integrantes.”   Casos de Racismo Reprodução/Revista Fórum   Em 14 de agosto deste ano,  câmeras registraram um ex aluno pichando muros, banheiros e mesas com apologia ao nazismo em dependências da universidade. O autor responde apenas ...

    Leia mais
    Imagem- Napy

    Sobre colorismo, privilégios e identidade racial

    Durante a maior parte da minha vida eu me senti confortável com a denominação de “morena”. Filha de mãe branca e pai negro, me definir como uma mistura que transita no espectro racial sempre me pareceu a opção mais viável. E mais do que isso, a mais apaziguadora, por assim dizer. Negra, eu? Jamais. Até sardas no rosto eu tenho, ué. Boca fina, corpo nada curvilíneo. Morena parecia ser o termo certo pra mim. por Letícia Castor Moura de Sousa para o Portal Geledés Imagem- PASHA GRAY - Napy Até fazia mais sentido, se parássemos para pensar. Tive privilégios socioeconômicos desde sempre, estudei em ótimas escolas particulares e tive acesso a espaços cujo tratamento raramente seria direcionado a uma pessoa negra. Pelo menos negra de verdade, sabe?Pele escura, nariz largo, gengiva protuberante, os traços estereotipados a imagem que temos no imaginário social. Mas, não posso negar que, ...

    Leia mais
    Reprodução/Twitter

    Tom Morello volta ao Brasil e pede justiça para Marielle

    Quem acompanha a trajetória do guitarrista Tom Morello, sabe que ele costuma se posicionar sobre questões políticas, não apenas de seu país mas dos países em que visita. Aqui no Brasil, o guitarrista sempre que pode, aproveita sua passagem para apoiar questões que ferem a democracia. Redação Reprodução/Twitter/@carlitocorrea Guitarrista do  Rage Against the Machine, Audislave e Prophets of Rage, Tom Morello  retorna ao Brasil. Em show solo em Porto Alegre, o artista aproveitou para  se manifestar contra os assassinatos de Marielle Franco e Anderson Silva. Durante a música “Killing in the Name“, classico da banda Rage Against the Machine, com um cartaz  em sua guitarra Morello pediu  “Justiça para Marielle” .   Foto: Francisco Proner Ramos/Pela Liberdade de Rafael Braga Vieira Apoio à Rafael Braga Em 2017, durante sua passagem no Rio de Janeiro, Tom Morello apoiou a campanha pela liberdade de ...

    Leia mais
    Thalian Luiza Neves Silva / Arquivo Pessoal

    Participação social : a necessidade de uma perspectiva interseccional

    Participação social : a necessidade de uma perspectiva interseccional¹ Thalian Luiza Neves Silva / Arquivo PessoalThalian Luiza Neves Silva por Thalian Luiza Neves Silva² enviado para o Portal Geledés A Constituição Federal Brasileira de 1988 ampliou os mecanismos de participação social nas tomadas de decisão. Miranda (2014) afirma que a ampliação dos mecanismos de participação social estimulados pela Constituição evidenciou um processo de redefinição do papel do Estado com base na universalização dos direitos de cidadania, descentralização e gestão democrática das políticas públicas. A luta dos outros movimentos sociais no processo da elaboração da Constituição de 1988 garantiu que a participação política nos processos de decisão fosse reconhecida como um direito. Hoje temos instrumentos de democracia direta, como o plebiscito, o referendo e a lei de iniciativa popular; de democracia participativa, como conselhos e conferências de políticas públicas; e de democracia representativa, com o direito ao ...

    Leia mais
    Página 9 de 51 1 8 9 10 51

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist